Roberto Vittori

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Roberto Vittori

Astronauta da ESA
Nacionalidade Itália italiano
Nascimento 15 de Outubro de 1964 (50 anos)
Viterbo
Outras ocupações piloto de teste
Tempo no espaço 19d 18h 47m
Missões Soyuz TM-34, Soyuz TM-33, Soyuz TMA-6, Soyuz TMA-5, STS-134
Insígnia
da missão
Soyuz TM-34 logo.png Soyuz TM-33 patch.png Soyuz TMA-6 Patch.png Soyuz TMA-5 Patch.png STS-134 patch.png

Roberto Vittori (Viterbo, 15 de outubro de 1964) é um cosmonauta italiano da Agência Espacial Européia, veterano de duas missões ao espaço nas naves Soyuz e uma no ônibus espacial Endeavour.

Vittori formou-se na Academia da Força Aérea Italiana em 1989 treinando depois nos Estados Unidos. Na Itália, pilotou os caças Tornado das forças de defesa do país entre 1991 e 1994, qualificando-se como líder de esquadrão para vôos diurnos e noturnos antes de se graduar como piloto de testes nos Estados Unidos, em 1995. No centro de pesquisa e testes da força aérea italiana, ele serviu como piloto projetista no desenvolvimento do novo caça de combate europeu, o EF2000, e acumulou na carreira um total de 1700 horas de vôo em aeronaves como o AMX, o F-104 e o F-18.

Em agosto de 1998, Vittori foi selecionado pela ESA para o seu corpo de astronautas, sendo então enviado para treinamento no Centro Espacial Lyndon Johnson, da NASA, em Houston, Texas. Após a conclusão do curso, serviu em cargos técnicos no departamento de astronautas da agência aeroespacial.

Soyuz[editar | editar código-fonte]

Foi pela primeira vez ao espaço em 25 de abril de 2002 a bordo da Soyuz TM-34, numa missão de dez dias na Estação Espacial Internacional (ISS), mediante o acordo operacional feito entre o programa espacial russo Roskosmos, a Agência Espacial Italiana e a ESA.

Durante sua estada em órbita, ele trabalhou em conjunto com a tripulação residente em quatro experiências científicas européias. Esta missão conseguiu com sucesso integrar um novo “barco salva-vidas” à estação, para uso pela tripulação em caso de emergência a bordo. Retornou à Terra em 5 de maio a bordo da Soyuz TM-33.

Em 15 de abril de 2005 partiu para nova estadia de dez dias na ISS, tornando-se o primeiro europeu a visitar a estação por duas vezes. Lançado à órbita junto com a tripulação da Soyuz TMA-6, conduziu experiências na área da germinação de sementes de plantas herbáceas, visando à nutrição de humanos no espaço e sobre a fadiga destes no espaço, retornando à Terra em 24 de abril junto com os tripulantes da Soyuz TMA-5.

Endeavour[editar | editar código-fonte]

Sua terceira missão foi a bordo da Endeavour STS-134, a última missão ao espaço da espaçonave, lançada em 16 de maio de 2011,[1] cujo principal objetivo foi a colocação em órbita do Espectômetro Magnético Alpha,[2] . Após o encerramento dos 16 dias da missão, Vittori voltou à Terra em 1 de junho, pousando em Cabo Kennedy com a tripulação da Endeavour, o último pouso do ônibus espacial.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. STS-134 Mission Information NASA. Visitado em 16/05/2011.
  2. Space Shuttle Mission: STS-134 NASA. Visitado em 03/06/2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]