Força Aérea Italiana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido. Ajude e colabore com a tradução.
Aeronautica Militare
Brasão de armas da Força Aérea Italiana
País Itália
Efetivo 45.000 homens
763 aeronaves
Estrutura Forças Armadas da Itália
Lema em latim: Virtute Siderum Tenus
"Com Bravura para as Estrelas"
Comandante Tenente-General Daniele Tei
Insígnia Roundel of the Italian Air Force.svg
Website http://www.aeronautica.difesa.it

A Força Aérea Italiana, em italiano: Aeronautica Militare, é a força aérea da República da Itália (Repubblica Italiana). Ela teve um papel promissor na moderna história militar da Itália e seu time de exibição acrobático é a Frecce Tricolori.

História[editar | editar código-fonte]

A Itália é uma das nações que possuem uma das mais antigas tradições no campo da aviação. Em 1884, o Exército Real Italiano (Regio Esercito) foi autorizado a equipar-se com seu próprio componente aéreo, o Serviço Aeronáutico (Servizio Aeronautico), com o centro de comando em Roma. Em 1911. durante a guerra Ítalo-Turca, o país, pela primeira vez no mundo, construiu aeronaves para missões de reconhecimento e bombardeio.

Em 28 de março de 1923, ela foi fundada como um serviço independente do governo pelo rei Emanuel III do Reino de Itália (Regno d'Italia). Esta força aérea foi conhecida como a Regia Aeronautica, o que equivale a "Força Aérea Real".

Durante a década de 1930, a Força Aérea Real esteve envolvida na suas primeira operações militares, inicialmente na Etiópia em 1935, e mais tarde na Guerra Civil Espanhola, entre 1936 e 1939. Depois de um período de neutralidade, a Itália entrou para a Segunda Guerra Mundial em 10 de junho de 1940 ao lado da Alemanha. na qual a Força Aérea Real poderia oferecer mais de 3.000 aeronaves, mesmo que menos de 60% fossem úteis. Ela combateu desde os estepes gelados da Rússia até nas areias do deserto do norte da África, perdendo homens e máquinas. Depois do armistício entre a Itália e as Forças Alidas em 8 de setembro de 1943, a Itália ficou dividida em dois lados, e o mesmo ocorreu com a Força Aérea Real. O fim das hostilidades em 8 de maio de 1945, abril as portas para o renascimento da aviação militar na Itália.

Aeronaves italianas[editar | editar código-fonte]

O caça Eurofighter Typhoon, da Força Aérea da Itália.
Um caça AMX International AMX italiano.
Aermacchi SF-260AM
Aermacchi MB-339
RQ1 Predator
Breda Nardi NH-500E
Piaggio P-180 Avanti
Dassault Falcon 900
Um F-16 italiano.

A PM opera 585 aeronaves, incluindo 386 (2007) jatos de combate e 114 helicópteros. (em negrito apenas as aeronaves de combate)

Aeronave Origem Tipo Versões Em serviço[1] Notas Outros
Aermacchi MB-339  Itália treinador
ataque leve
exibição acrobática
MB 339A
MB 339CD-1
MB 339CD-2
MB 339PAN
110
30
18
Total: 110 originalmente 180
há variantes com cockpit e capacidade para mais um combatente
usado por Frecce Tricolori
Aermacchi SF-260  Itália treinador SF 260EA 28 Todos os SF260AM são gradualmente eliminados[2]
AMX International AMX Ghibli  Itália/ Brasil ataque AMX um-assento 110, dois-assentos 26 primeiro lote gradualmente eliminado por problemas técnicos Total: 54 serão submetidos a Mid Life Update ACOL até 2009, dois-assentos 26
Lockheed F-16 Fighting Falcon[3]  Estados Unidos combatente
treinador
F-16AM-15
F-16BM-10
F-16B
F-16A
30
4
Total: 34 alugadas da USAF; quatro F-16AM e uma F-16BM acidentada;[4] basicamente os F-16A são usadas como peças de reservas.
Panavia Tornado União Europeia abatedor
anti-radar
IDS primário MLU
IDS secundário MLU
IDS completo MLU
IT-ECR completo MLU
50
24
20
Total: 94 Atualização de Meia Vida dividida em três partes, atualmente a primeira está concluida, mas os outros planos estão na configuração original, o segundo lote MLU será entregue até 2011.
Eurofighter Typhoon União Europeia abatedor 75 Total: 34 (no momento) Planejado 121 até 2014
General Atomics RQ-1 Predator  Estados Unidos UAV de reconhecimento RQ-1A 5 operado conjuntamente com a marinha, originalmente foram 6, um está perdido.
MD Helicopters MD 500 Defender  Itália helicóptero de utilidade NH 500E 50 construído por BredaNardi
Agusta-Bell AB212 Twin Huey  Itália helicóptero de resgate AB212AM 34 construído por Agusta
Sikorsky HH-3F Sea King  Itália Combate SAR
Transporte VIP
HH-3F
SH-3DTS
30
2
construído por Agusta, Atualmente há a Atualização de Meia Vida em 24 helicópteros
Breguet Atlantique  França patrulha marítima Br 1150 12 operado juntamente com a marinha, 18 foram comprados no inicio dos anos setenta
Boeing 767  Estados Unidos reabastecimento aéreo
transporte estratégico
KC-767A 4
Alenia G.222  Itália transporte tático G222 46 Gradualmente eliminado
Alenia C-27J Spartan  Itália transporte tático C-27J 12 [2]
Lockheed C-130 Hercules  Estados Unidos transporte tático C-130J
C-130J-30
12
10
6 KC-130J petroleiro
SIAI Marchetti S 208  Itália liaison S 208M 27
Piaggio P166  Itália transporte de utilidades P-166DL-3 31
Piaggio P180 Avanti  Itália transporte de utilidades P.180 M
P.180 RM
P.180 APH
8
4
2
A calibração do rádio e as variantes da cartografia aérea são rapidamente configuráveis para a missão do transporte.
Dassault Falcon 50  França transporte VIP 4
Dassault Falcon 900  França transporte VIP 900EX
900EX Easy
3
2
Airbus A319 União Europeia transporte VIP A319-100 ACJ 3

Referências

  1. "World Military Aircraft Inventory", Aerospace Source Book 2007, Semana da Aviação e Tecnologia Espacial, 15 de janeiro de 2007.
  2. a b Italian military aviation OrBat (em inglês).
  3. Aeronautica Militare Italiana Italian Air Force - AMI (em inglês). Visitado em 1 de agosto de 2009.
  4. F-16 Accidents & Mishaps for the Italian Air Force (em inglês). Visitado em 1 de agosto de 2009]].

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Malizia, Nicola. F-47D "Thunderbolt" (Aviolibri Records n.6) (Bilingual Italian/English). Rome, Italy: IBN Editore, 2005. ISBN 88-7565-021-7.
  • Mattioli, Marco. Lockheed P-38 Lightning in Italian Service, 1943-1955 (Aviolibri Records n.4) (Bilingual Italian/English). Rome, Italia: IBN Editore, 2004. ISBN 88-7565-010-1.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.