São João do Ivaí

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de São João do Ivaí
"São João ou sji (para abreviação na internet)"
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 20 de dezembro
Fundação 1964
Gentílico Não disponível
Lema São João do Ivaí. Minha Cidade, Meu País.
Prefeito(a) Clóvis Bernini Junior (PMDB)
(2009–2012)
Localização
Localização de São João do Ivaí
Localização de São João do Ivaí no Paraná
São João do Ivaí está localizado em: Brasil
São João do Ivaí
Localização de São João do Ivaí no Brasil
23° 58' 48" S 51° 49' 04" O23° 58' 48" S 51° 49' 04" O
Unidade federativa  Paraná
Mesorregião Norte Central Paranaense IBGE/2008[1]
Microrregião Ivaiporã IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Lunardelli, São Pedro do Ivaí, Kaloré, Borrazópolis, Barbosa Ferraz e Godoy Moreira
Distância até a capital 424 km km
Características geográficas
Área 353,331 km² [2]
População 11 523 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 32,61 hab./km²
Altitude 495 m
Clima Subtropical Cfa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,689 médio PNUD/2000[4]
PIB R$ 123 843,702 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 10 301,42 IBGE/2008[5]
Página oficial

São João do Ivaí é um município brasileiro do estado do Paraná.

História[editar | editar código-fonte]

No inicio do século XVI, a região do Ivaí no norte do Paraná, onde se localiza atualmente o Município de São João do Ivaí, foi a primeira no Estado a ser visitada, conhecida e explorada pelos bandeirantes e, posteriormente pelos jesuítas da Companhia “Quinta Vicentinhos”.

As penetrações no sertão aconteceram através do famoso “Caminho de Peabiru” ou caminho de São Tomé, e pela navegação através dos rios Piquirí e Ivaí. Em 1760 partiu de Curitiba a Expedição de Estevão Ribeiro de Baião, composta por 75 homens, esta descobriu a região que passou a ser chamada de “Campos de Mourão”. A região recebeu esta denominação em homenagem ao governador-geral da capitania Dr. Luiz Antonio de Souza Botelho Mourão.

De 1760 até 1912 a região ostentava matas bravas e espaçadas trilhas, sinais das primeiras famílias que se embrenharam no sertão bruto. A fase de povoamento da região foi iniciada em 1930, sendo que de 1912 até esta data, apesar das entradas de bandeirantes e viajantes além das penetrações de exploradores, o sertão não recebeu nenhum influxo ou plano colonizador, surgindo apenas, de longo em longo, arraiais, pousadas ou pequenas povoações.

A entrada dos primeiros moradores para a colonização de São João do Ivaí se deu em 1945. Eram pessoas entusiasmadas que logo começaram a desbravar a região, abrindo picadas e clareiras. Em 1948, Sr. Orozimbo Martins instalou uma pequena venda onde se localiza a Praça Duque de Caxias. Nesta venda as pessoas encontravam de tudo, desde tecidos e remédios até o banco que fornecia crédito aos moradores da região. Por ser um ponto de encontro, a venda de Orozimbo tornou-se o centro das decisões comunitárias. Foi ali que se decidiu criar um espaço para uma praça, onde foi erguido um cruzeiro, que hoje é a Praça Duque de Caxias.

Foi em 13 de maio de 1948, que ao pé do cruzeiro, foi realizado o primeiro terço pelo capelão Sebastião Curitibano. Para homenagear São João Batista, deram o nome ao lugarejo de São João. Neste ano de 1948 houve o crescimento de construções e no número de vendas.

Em dezembro de 1948, foi construída uma capela onde foi realizada a primeira missa, pelo Padre João Coling, que vinha de Pitanga. Casamentos e batizados eram celebrados em Guarita, hoje distrito de Lunardelli.

Em 1950 o lugarejo já tinha cemitério e uma trilha foi aberta para ligar São João do Ivaí a São Pedro do Ivaí. Ainda nesta época o rio só podia ser atravessado de canoa.

Somente em 1951 foi estabelecido o serviço de travessia atendido por balsa, com inicio no porto Laranjeira Doce, depois Porto São João. Neste mesmo ano surge a primeira escola, sendo a Sra. Jovita Cruz a primeira professora.

Em 1954 o Sr José Martins Vieira, mais conhecido por Bisco Vieira, comprou os direitos territoriais do Sr. Orozimbo Martins. Querendo homenagear sua mãe, o Sr Bisco Vieira mudou o nome do lugarejo para São João da Ocalina, o que descontentou a população.

Por sua iniciativa foi instalada a primeira madeireira que deu oportunidade ao desenvolvimento de várias construções. Anos depois chegaria a região o Sr Durval Costa, vindo de Batatais-SP, que após comprar os direitos territoriais do patrimônio, implantou grandes melhorias, tais como: máquina de beneficiamento de café e um gerador de energia, doou terrenos para construção de Igrejas, escolas e estádio de futebol. Por sua iniciativa, através de um trabalho junto aos comerciantes, conseguiu a instalação de uma agência do Banco de Crédito Rural de Ivaiporã Sociedade Cooperativa. Além de todos estes benefícios, foi também por sua iniciativa que o nome do patrimônio voltou a ser São João, que até então pertencia ao município de Manoel Ribas, passando em 1962 para o município de Ivaiporã.

Com a Lei nº 4859 de 28 de Abril de 1964, foi elevado à categoria de distrito, pertencente ao município de Ivaiporã e recebendo o nome de São João do Ivaí.

Em 26 de junho de 1964, de acordo com a Lei nº 4859, com a ajuda do deputado João de Mattos Leão, junto ao governador do Estado General Ney Amintas de Barros Braga, São João do Ivaí foi elevado à categoria de município, se desmembrando de Ivaiporã. A instalação da sede e da Câmara Municipal se deu a 20 de Dezembro de 1964, com o domicílio fiscal à Avenida Curitiba e nesta data foi eleito o Sr. Acyr Leonardi, como primeiro Prefeito Municipal.

Em 11 de maio de 1978 o Município de São João do Ivaí tornou- se Comarca.

Criação dos Distritos do Município

Lei Municipal n°5.530 de 20 de fevereiro de 1967 – Cria no município de São João do Ivaí, o distrito administrativo e judiciário de Ubaúna, com sede na localidade do mesmo nome.

Lei Municipal nº 6915 de 2 de setembro de 1977 - Cria no município de São João do Ivaí, os distritos administrativos de Godoy Moreira, Santa Luzia da Alvorada e Luar.

Lei Estadual nº 8947, de 5 de abril de 1989 – Cria o Município de Godoy Moreira, desmembrando do Município de São João do Ivaí.

O município possui, portanto, três distritos (Ubaúna, Santa Luzia da Alvorada e Luar) em uma área de 353 km² e conta atualmente com uma população de aproximadamente 11 mil habitantes (est. 2004).[carece de fontes?]

Gestões de prefeitos e vice-prefeitos que passaram pelo Município

Acyr Leonardi/ Sebastião da C. C. Sobrinho (1964-1968) Jacinto Mandelli/ Clovis Bernini (1969-1972) Aparecido Bezerra Guedes/ Valdomiro B. Brosso (1973-1976) José Francisco de Queiroz/ José Elvira L. Filho (1977-1982) Sebastião Moraes/ Abílio Gasparotti (1983-1988) Ivens Simão/ Lindro Rodrigues (1988-1992) José Francisco de Queiroz/ Natael Emerenciano (1993-1996) Ivens Simão/ José Ênio Parallego (1997-2000) Ivens Simão/ Sebastião Moraes (2001-2004) Clóvis Bernini Júnior/ Edílson José Lopes (2005-2008) (2009-2012) Fábio Hidek / Carla Emerenciano (2013-2016)

Geografia[editar | editar código-fonte]

Possui uma área é de 353,331 km² representando 0,1773 % do estado, 0,0627 % da região e 0,0042 % de todo o território brasileiro. Localiza-se a uma latitude 23°58'48" sul e a uma longitude 51°49'04" oeste, estando a uma altitude de 495 metros. Sua população estimada em 2005 era de 11.024 habitantes.[carece de fontes?]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2000

População Total: 13.196

  • Urbana: 9.368
  • Rural: 3.828
  • Homens: 6.549
  • Mulheres: 6.647

Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH-M): 0,689

  • IDH-Renda: 0,628
  • IDH-Longevidade: 0,651
  • IDH-Educação: 0,789

Clima[editar | editar código-fonte]

Possui um clima subtropical úmido mesotérmico, com verões quentes e geadas pouco freqüentes, tendência de concentração de chuvas nos meses de verão, sem estação seca definitiva. As médias dos meses quentes são superiores a 22°C, e a dos meses mais frios é inferior a 13°C.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Administração[editar | editar código-fonte]


Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Paraná é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.