Sanharó

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Sanharó
Sanharó Pernambuco.jpg

Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 24 de dezembro
Fundação 1948
Gentílico sanharoense
Lema Sanharó Firme e Forte
Prefeito(a) Fernando Edier de Araújo Fernandes (PC do B)
(2013–2016)
Localização
Localização de Sanharó
Localização de Sanharó em Pernambuco
Sanharó está localizado em: Brasil
Sanharó
Localização de Sanharó no Brasil
08° 21' 39" S 36° 33' 57" O08° 21' 39" S 36° 33' 57" O
Unidade federativa  Pernambuco
Mesorregião Agreste Pernambucano IBGE/2008[1]
Microrregião Vale do Ipojuca IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Belo Jardim(ao leste) e Pesqueira(ao oeste)São Bento do Una
Distância até a capital 196 km
Características geográficas
Área 256,183 km² [2]
População 24 049 hab. IBGE/2013[3]
Densidade 93,87 hab./km²
Altitude 653 m
Clima Semiárido BSh
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,603 médio PNUD/2010[4]
PIB R$ 114 670 mil IBGE/2011[5]
PIB per capita R$ 5 111 46 IBGE/2011[5]
Página oficial

Sanharó é um município brasileiro do estado de Pernambuco.

Fontes históricas revelam que o povoamento das terras do município teve início entre fins do século XVIII, por portugueses, quando da doação da sesmaria da Ararobá a José Vieira de Melo. O primeiro local da penetração foi área territorial onde atualmente se localiza a Vila de Jenipapo, seguindo-se as demais regiões. A povoação do Sanharó foi fundada por José Francisco Leite, que em princípios do século XVIII atuou no cartórios de órfãos e de paz. A origem do topônimo vem da existência de uma árvore onde havia um ninho de abelhas denominadas sanharó que significa, no vocábulo indígena: zangado ou excitado.

História[editar | editar código-fonte]

As terras onde hoje se localizam o município pertenciam à sesmaria de Ororubá, doada a José Vieira de Melo. No início do século XVIII, foi fundada a povoação de Sanharó por José Francisco Leite, no entorno da qual prosperavam fazendas de gado.

O distrito foi criado pela lei municipal nº 18, de 12 de novembro de 1912, subordinado ao município de Pesqueira. Foi elevado à categoria de município com a denominação de Sanharó, pela lei estadual nº 375, de 24 de dezembro de 1948, desmembrado de Pesqueira e instalado em 2 de janeiro de 1949.

O nome Sanharó veio de uma espécie de abelha negra existente neste local, denominada sanharó, que em vocábulo indígena significa zangado ou excitado.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 08º21'38" sul e a uma longitude 36º33'56" oeste, estando a uma altitude de 653 metros. Sua população estimada em é de 17.627 habitantes. Possui uma área de 256 km².

Sanharó é banhado pelo rio Ipojuca, que mais além deságua no Oceano Atlântico.

Economia[editar | editar código-fonte]

Famosa por ser uma das maiores bacias leiteiras do estado, é conhecida como a cidade do queijo e do leite. Existem no Município 40 fabriquetas artesanais de Queijo de Coalho e de Queijo de Manteiga e 04 Fábricas de Laticínios registradas na ADAGRO / PE. Rebanho bovino de 18.000 animais que produzem 40.000 litros leite por dia.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Dentre as maiores festas está a do Padroeiro; Sagrado Coração de Jesus, realizada no mês de agosto e do co-padroeiro; São Sebastião que se realiza no mês de fevereiro.

Em junho temos O São João. A cidade de sanharó é famosa por ter o "São João" mais animado do agreste Pernambucano. São festas organizadas pela Secretaria de Turismo Municipal que são realizadas por toda cidade inclusive a zona rural.

Pelo mês de setembro realiza-se a feira do leite, com vaquejadas, concurso leiteiro,rodeios e show ao vivo.

Outra atração da cidade é a Festa do Beco. Realizada sempre na última semana do ano. Participam pessoas de todas as idades, e de todas as tendências políticas e de várias condições sociais. É uma Festa exclusiva para homens. Nesse mesmo período do ano, a cidade também abrigava a divertida Festa do Peba, que também recebia com muito bom gosto as mulheres da cidade, especialmente as esposas dos frequentadores da Festa do Beco. Outra festa anárquica/etílico é de "sancoquinho", realizada sempre depois da festa de São Sebastião.

NO mês de maio acontece a cavalgada das amazonas, reunindo mulheres de todos os municípios vizinhos. Já no mês de setembro é a vez dos homens colocarem suas montarias. O importante é que em ambas, terminam todos juntos numa grande festa.

Cultura[editar | editar código-fonte]

Sanharó também é conhecida pelo seu vasto patrimônio cultural, um dos mais ricos de Pernambuco.

O município tem forte tradição na música, possui uma das mais antigas e tradicionais bandas de músicas do estado, a centenária Sociedade Musical Santa Cecília, fundada em 1908, pelos grandes e eternos músicos Manoel Fernandes Bezerra e Joaquim Francisco de Assis Aquino.

Em 1956 sobre a regência do grande mestre Ulisses de Souza Lima, a banda participou do tradicional Concurso Pernambucano de Bandas de Música do Interior, o "Salve a Retreta", e sob o solo de clarinetas em "O Guarani" de Carlos Gomes, conquistou o título de "Segunda Melhor Banda do Interior", falou-se até que merecia o primeiro lugar, conquistado pela Nova Euterpe, da cidade de Caruaru, por uma diferença mínima.

Outra importante manifestação cultural do município é o grupo cultural dos Bacamarteiros de Sanharó, que nos trazem toda a tradição e emoção dos tiros de bacamarte e espalham cultura e por onde passam. Possui também dentre outras coisas, o grupo de Coco da Barriguda; as orquestras de frevo no carnaval; o Palhoção do Povo e as quadrilhas no São João; e a grandiosa Feira do Leite, que acontece todos os anos.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2013. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (outubro de 2013). Página visitada em 28 de outubro de 2013.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 01 de outubro de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2011. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 17 dez. 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Pernambuco é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.