São Bento do Una

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de São Bento do Una
"São Bento"
Bandeira desconhecida
Brasão de São Bento do Una
Bandeira desconhecida Brasão
Hino
Aniversário 30 de abril
Fundação 1825
Gentílico são-bentense
Prefeito(a) Débora Almeida (PSB)
(2013–2016)
Localização
Localização de São Bento do Una
Localização de São Bento do Una em Pernambuco
São Bento do Una está localizado em: Brasil
São Bento do Una
Localização de São Bento do Una no Brasil
08° 31' 22" S 36° 26' 38" O08° 31' 22" S 36° 26' 38" O
Unidade federativa  Pernambuco
Mesorregião Agreste Pernambucano IBGE/2008[1]
Microrregião Vale do Ipojuca IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Belo Jardim, Tacaimbó ao norte, Jupi, Lajedo ao sul, Cachoeirinha ao leste, Sanharó, Pesqueira e Capoeiras
Distância até a capital 215 km
Características geográficas
Área 726,964 km² [2]
População 57 046 hab. estatísticas IBGE/2014[3]
Densidade 78,47 hab./km²
Altitude 614 m
Clima Semiárido BSh
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,593 baixo PNUD/2010[4]
PIB R$ 384 994 mil IBGE/2012[5]
PIB per capita R$ 7 072 81 IBGE/2012[5]
Página oficial

São Bento do Una é um município brasileiro do estado de Pernambuco. Administrativamente é composto pelos distritos sede e Espírito Santo, e pelos povoados de Jurubeba, Pimenta, Queimada Grande, Manicoba e Gama.

História[editar | editar código-fonte]

São Bento do Una nasceu espontaneamente, por volta de 1825, originada do que foi uma fazenda chamada Santa Cruz, pertencente a Antônio Alves Soares, fugitivo da grande seca que chegou à região em 1777. Em pouco tempo, com a chegada de mais colonos, toda a região dos vales do Rio Una, Ipojuca e Riachão tornou-se habitada e próspera.

Preocupados com o incomum aparecimento de cobras venenosas naquelas inóspitas paragens, os novos habitantes, demonstrando profundo sentimento religioso, invocaram em preces fervorosas a proteção de São Bento, santo reconhecido como protetor das vítimas dos ofídios. E foram tantos os apelos, e tanto se falou em São Bento, que culminou com a mudança de nome do lugar para "Povoado de São Bento".

Com a chegada de mais pessoas, inclusive o Padre Francisco José Correia, fez-se erigir um imenso cruzeiro, transformado anos depois, na Capela onde surgiria a Igreja Matriz.

A emancipação política ocorrida em 30 de abril de 1860 transformou o próspero Povoado em Vila, desmembrando-se de Garanhuns.

Tendo em vista o desenvolvimento da vila, São Bento foi elevado a categoria de cidade através da Lei Estadual 440, de 8 de junho de 1900.

Pelo anexo do decreto-lei estadual n. 952, de 31 de dezembro de 1943, quase meio século depois, para evitar que seu nome fosse confundido com outras localidades que possuíam o mesmo nome, foi-lhe acrescentado o "do Una", inspirado no nome do rio homônimo que corta a cidade. Segundo o escritor são-bentense Gilvan Lemos, a ideia de acrescentar a expressão "do Una" ao topônimo São Bento foi do general João Augusto de Siqueira, também filho da cidade.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se no Planalto da Borborema, à latitude 08º31'22" sul e à longitude 36º26'40" oeste, com altitude de 614 metros. Sua população estimada em 2007 era de 47 230 habitantes.

Limites[editar | editar código-fonte]

  • Norte: Belo Jardim
  • Sul: Jucati, Jupi e Lajedo
  • Oeste: Capoeiras, Sanharó e Pesqueira
  • Leste: Cachoeirinha

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

O município está inserido na bacia do Rio Una.

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima do município é o semiárido.

Divisão distrital e povoados[editar | editar código-fonte]

  • Distrito-sede
  • Espírito Santo
  • Povoados: Jurubeba, Queimada Grande, Maniçoba e Gama

Relevo[editar | editar código-fonte]

O município está inserido na unidade geoambiental do Planalto da Borborema.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

A vegetação é composta por caatinga hiperxerófila e mata atlântica.

Turismo[editar | editar código-fonte]

  • Julho: "Corrida da Galinha", competição com premiações em brindes e dinheiro, além de atrações musicais. O evento já faz parte do calendário turístico de Pernambuco[carece de fontes?].
  • 28 de dezembro a 7 de janeiro: "Festa de Reis", com atrações musicais, parque de diversões e comidas típicas, além das festividades católicas.


Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Estimativa Populacional 2014 Estimativa Populacional 2014 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (agosto de 2014). Visitado em 29 de agosto de 2014.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Visitado em 01 de outubro de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2012 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Pernambuco é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.