Custódia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Custódia
Bandeira de Custódia
Brasão desconhecido
Bandeira Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 11 de setembro
Fundação 1928
Gentílico custodiense
Prefeito(a) Luiz Carlos (PT)
(2013–2016)
Localização
Localização de Custódia
Localização de Custódia em Pernambuco
Custódia está localizado em: Brasil
Custódia
Localização de Custódia no Brasil
08° 05' 15" S 37° 38' 35" O08° 05' 15" S 37° 38' 35" O
Unidade federativa  Pernambuco
Mesorregião Sertão Pernambucano IBGE/2008 [1]
Microrregião Sertão do Moxotó IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Betânia, Flores (Pernambuco), Carnaíba, Afogados da Ingazeira, Iguaraci, Sertânia, Ibimirim e Floresta (Pernambuco).
Distância até a capital 335 km
Características geográficas
Área 1 404,100 km² [2]
População 35 884 hab. estatísticas IBGE/2014[3]
Densidade 25,56 hab./km²
Altitude 542 m
Clima Semiárido BSh
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,594 baixo PNUD/2010 [4]
PIB R$ 224 475 mil IBGE/2011[5]
PIB per capita R$ 6 572 45 IBGE/2011[5]
Página oficial

Custódia é um município brasileiro do estado de Pernambuco, localizado no Sertão do Moxotó.

História[editar | editar código-fonte]

Foi no século XVII que se iniciou o povoamento do atual município de Custódia, fruto da passagem de viajantes vindos da Serra da Baixa Verde (onde se localizam atualmente municípios como Triunfo e Santa Cruz da Baixa Verde), Vila Bela (atual Serra Talhada), Olho D'água dos Bredos (atual Arcoverde) e Alagoa de Baixo (atual Sertânia). De acordo com a história local, a entrada no território foi feita pelo Coronel Luiz Tenório de Melo no mesmo século, tendo começado pela localidade de Quitimbu. Os jesuítas instalaram-se por algum tempo naquela localidade, construindo uma capela. Diz a tradição que uma das origens do nome Custódia viria do fato desses jesuítas estarem "sob custódia" da população local que os acolheu, já que estavam sendo perseguidos e naquele local ficaram protegidos. Entretanto, a versão mais aceita é que o nome seria uma homenagem a Dona Custódia, proprietária de uma pousado que hospedava tropeiros e viajantes. O primeiro nome que o local teve foi Fazenda Santa Cruz, vindo depois a se chamar Custódia. Em 11 de setembro de 1928 foi elevado a categoria de município e desmembrado da atual Sertânia.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Tem como padroeiro São José, motivo este do feriado de 19 de março.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Crescimento populacional de
Custódia (PE)[6]
Ano População
2000 29 969
2007 31 604
2010 34 305

Localiza-se a uma latitude 08º05'15" sul e a uma longitude 37º38'35" oeste, estando a uma altitude de 542 metros. Sua população estimada em 2009 é de 33.874 habitantes. A sua bacia hidrográfica e o Rio Moxotó e o Rio Pajeú.

É composto por 3 distritos: além da sede (Custódia), Quitimbu e Maravilha. E por povoados como: Caiçara, Ingá, Sabá, entre outros.

A cidade de Custódia (sede) é dividida nos seguintes bairros: Centro, Redenção(Iraque), Vila da Cohab, Macambira, Várzea, Multirão, Pindoba Nova, Pindoba Velha, Vila dos Germanos, Mandacaru, Rodoviária, Matadouro e Cruzeiro.

A sede tem como principais vias: Av. Inocêncio Lima - que corta toda a cidade, com moradores ilustres como Dona Augusta, Antonio Delfonso , Zé de Leriano , Zé do Val e Dona Neuza. Av. Dr. Manoel Borba, Av. Luiz Epaminondas, Av. Onze de Setembro, Praça Padre Leão - no Centro Av. Germano de Souza Lima - no Bairro da Redenção Av. João Veríssimo - no Bairro da Várzea Rua. Corina pereira de souza Av. Gerson G. Lima - às margens da BR-232

O município está incluído na área geográfica de abrangência do semiárido brasileiro, definida pelo Ministério da Integração Nacional em 2005[7] . Esta delimitação tem como critérios o índice pluviométrico inferior a 800 mm, o índice de aridez até 0,5 e o risco de seca maior que 60%.

Relevo[editar | editar código-fonte]

O município de Custódia está inserido na unidade geoambiental da Depressão Sertaneja,que representa a paisagem típica do semi-árido nordestino, caracterizada por uma superfície de pediplanação bastante monótona, o relevo predominante suave-ondulado, cortado por vales estreitos com vertentes dissecadas. Elevações residuais, cristas ou outeiros pontuam a linha do horizonte. Esses Relevos isolados testemunham os ciclos intensos de erosão que atingiram grande parte do sertão nordestino.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

A Vegetação de Custódia é basicamente composta por Caatinga Hiperxerófila com trechos de Floresta Caducifólia.

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima de Custódia é semiárido, incluído no polígono das secas. As chuvas se concentram no período que vai de março a junho, com mês mais chuvoso em março, com 186,7mm, e o menos chuvoso o de outubro, com 17,1mm. As temperaturas ficam altas durante os dias de verão, e podem chegar, às vezes, a 37°C nos dias mais quentes; as mínimas nesta época ficam em torno de 20°C. No inverno as temperaturas não se elevam muito devido às chuvas, não ultrapassando os 28°C; as mínimas de inverno podem chegar a 13°C nos dias mais frios. O índice pluviométrico é de 1.030, 1mm anuais, e a temperatura média anual é de 24°C.

Gráfico climático para Garanhuns
J F M A M J J A S O N D
 
 
94
 
31
19
 
 
119
 
29
19
 
 
186
 
29
19
 
 
169
 
28
19
 
 
100
 
27
18
 
 
128
 
26
17
 
 
73
 
26
16
 
 
24
 
28
16
 
 
32
 
29
17
 
 
17
 
31
18
 
 
24
 
32
19
 
 
59
 
31
20
Temperaturas em °CPrecipitações em mm
Fonte: LAMEPE (Temp. Máxima) LAMEPE (Temp. Mínima) The Weather Channel (Precipitações)


Economia[editar | editar código-fonte]

No tocante à economia o município de Custódia destaca-se no setor primário, com destaque para a caprinocultura e para a ovinocultura. Entre os principais produtos agrícolas produzidos, destacam-se: milho, feijão, algodão e goiaba.

Com relação à indústria, a principal representante deste setor é a Fábrica Tambaú (no Centro), que leva seus produtos alimentícios (como doces de vários tipos e enlatados em geral) para todos os cantos do Nordeste e do Brasil. Merece destaque também a produção de remédios, desenvolvida pela IMEC - Indústria de Medicamentos de Custódia (no Bairro do Macambira).

O município também é muito conhecido pelas feiras livres, respeitadas até os dias de hoje pela grandeza e diversidade de produtos. A feira livre de Custódia é uma das maiores da região, realizadas às segundas-feiras na Av. João Veríssimo.

O setor de comércio é um dos setores que mais cresceram nos últimos anos. Tornou-se um dos maiores de toda a região, acompanhando o crescimento de todo o Brasil.

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Turismo[editar | editar código-fonte]

Custódia possui vários atrativos turísticos, como o artesanato, com maior destaque para os trabalhos em Couro e Cerâmica figurativa. A feira popular é um interessante atrativo, reunindo-se ali variados itens, desde produtos alimentícios até utensílios domésticos e vestimentas. O folclore desperta a curiosidade do turista quando se apresentam bacamarteiros, bandas de pífano e o tradicional samba de coco ou coco de roda (dança popular nordestina dançada em roda e geralmente formada por pares).

Também se destacam algumas festas que, mesmo sem incentivo à altura, atraem turistas ao local. São elas:

  • Festa de São José (Festa de Março): É a principal festa do município e todos os anos reúne uma multidão; antigamente realizada no coração da cidade, (Praça Padre Leão) hoje em dia realizada na Avenida Inocêncio Lima provisoriamente. Além da tradicional novena que acontece na Igreja Matriz de São José, localizada no coração da cidade, destacam-se os shows com atrações regionais e algumas atrações nacionais.
  • Custofolia (o carnaval fora de época do município): Ocorre sempre nas férias, no mês de julho. É um evento recente, com pouco mais de 10 anos de existência, mas que parece ter agradado aos habitantes do Município. Percorre a Avenida Inocêncio Lima, pela casa da ilustre sra. Neuza Alves dos Santos, passando pelos bairros da Rodoviária e do Centro, até chegar à Praça Padre Leão. Destaque para os blocos "Kanibal" e "Leva Eu". Este tipo de evento já não existe a partir de 2012.
  • Exposição de Animais de Custódia: A importância deste evento reside na chance que é dada para integração de criadores e agricultores locais, com as novidades existentes no mercado. Acontece todos os anos no mês de agosto, no Parque de Exposições, no bairro da Pindoba Nova.
  • Festa folclórica: Depois da Festa de São José, é a festa mais tradicional do Município. De uns anos para cá, vem perdendo espaço e importância devido à falta de interesse e investimento por parte dos governantes locais. Mesmo assim, ainda acontece no mês de agosto no CMEQ - Colégio Municipal Ernesto Queiroz, Rua Major Esperidião de Sá, no Centro.
  • Demais festas:
    • Festa de São João, no Bairro da Rodoviária. (Atual Bairro Santa Vedruna)
    • Festa de São Pedro, no Bairro da COHAB. (Atual Bairro São Pedro)
    • Festa dos Padroeiros dos distritos de Maravilha e Quitimbu.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Estimativa Populacional 2014 Estimativa Populacional 2014. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (agosto de 2014). Página visitada em 29 de agosto de 2014.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 01 de outubro de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2011 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  6. fpm.cnm.org.br.
  7. Ministério da Integração Nacional, 2005. Nova delimitação do semiárido brasileiro.