Severnaya Zemlya

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Severnaya Zemlya
RussiaSevernayaZemlya.png
Localização do arquipélago de Severnaya Zemlya
79° 29.79912′ N 97° 19.0137′ E
Geografia física
País  Rússia
Localização Oceano Ártico
Arquipélago Severnaya Zemlya
Área 37 000  km²
Severnaya Zemlya.svg
Severnaya Zemlya, Russia

Severnaya Zemlya (em russo: Се́верная Земля́, Terra ao Norte) é um arquipélago russo localizado ao norte da península siberiana de Taimyr, ao longo do Estreito de Vilkitsky, no Oceano Ártico. A leste do arquipélago fica o Mar de Laptev e a oeste o Mar de Kara. Administrativamente, forma parte do Krai russo de Krasnoiarsk. Foi descoberto apenas em 1913, tendo sido cartografado pela primeira vez em 1931, tornando-se assim o último arquipélago da Terra a ser descoberto.[1]

Histórico[editar | editar código-fonte]

Imagem de satélite de Severnaya Zemlya (NASA)

Apesar de estar localizado relativamente próximo à costa norte da Rússia, os primeiros registros oficiais sobre Severnaya Zemlya datam apenas do início do Século XX. No passado alguns exploradores relataram a presença de terras na região, dentre os quais pode-se citar Matvei Gedenschtrom e Yakov Sannikov, durante suas investidas à Nova Sibéria (em russo: Новая Сибирь, Novaya Sibir), em 1810.

Envolto pela camada de gelo que recobre o Oceano Ártico, o arquipélago de Severnaya Zemlya veio ser mencionado oficialmente somente após a Expedição Hidrográfica ao Oceano Ártico dos quebra-gelos Taimyr e Vaigach. Em 22 de agosto de 1913 (3 de setembro de 1913 no Calendário Gregoriano), a expedição fincou a Bandeira da Rússia no que acreditavam ser uma única ilha. Esse novo território foi batizado de Terra do Imperador Nicolau II (Russo: Zemliya Imperatora Nikolaya Vtorova), em uma referência a Nicolau II da Rússia.[2] Em 1926, contudo, a presidência do Comitê Executivo Central da União Soviética rebatizou o território em Severnaya Zemlya.[3]

Umberto Nobile, junto com a tripulação de seu Itália, sobrevoou as ilhas em 15 de maio de 1928. Na primavera de 1931 a expedição de Georgy Ushakov e Nikolay Urvantsev (1930-1932) demonstrou que Severnaya Zemlya era na verdade um arquipélago, formado por quatro grandes ilhas. Durante a expedição foi produzido o primeiro mapa detalhando as grandes ilhas do arquipélago.[1] O dirigível Graf Zeppelin, durante seu voo polar de julho de 1931, determinou que haviam ao menos duas ilhas no arquipélago.[carece de fontes?]

Ilhas principais[editar | editar código-fonte]

Severnaya Zemlya é local de nidificação da torda-anã Alle alle

As ilhas principais são:

Referências

  1. a b Barr, William. (1975). "Severnaya Zemlya: the last major discovery". Geographical Journal 141 (1): 59–71. DOI:10.2307/1796946.
  2. THE RUSSIAN FLAG IN THE ARCTIC (em inglês) Revista "Oil of Russia". Página visitada em 19 de outubro de 2010.
  3. Kadastr [ligação inativa].
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Rússia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.