Shabnam Mousi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Shabnam Mausi)
Ir para: navegação, pesquisa
Shabnam Mousi
Militante pelos Direitos Humanos e ex-Conselheira Municipal
Mandato 1998-2003
Vida
Nascimento 1955 (59 anos)
Índia Índia
Dados pessoais
Profissão Política, militante LGBT

Shabnam "Mousi" Bano (शबनम मौसी, em hindi) é uma política indiana famosa por representar a comunidade de eunucos e transexuais indianos, conhecidos como hijras.[1] [2] Foi eleita pela cidade Sohagpur para a assembleia legislativa do Estado de Madhya Pradesh, na legislatura de 1998 a 2003.[3]

Em 2005 sua biografia tornou-se tema de filme homônimo, lançado em vários festivais de cinema mundo afora.[4]

Carreira[editar | editar código-fonte]

A carreira política de Shabnam se inicia ao mudar-se para Madhya Pradesh e assumir um trabalho social. Através de sua coragem e determinação, ela lutou contra o preconceito social e eventualmente conseguiu subir às altas esferas do poder político ao disputar as eleições legislativas desse estado indiano em 1999, e vencer.[1] [3] [2] Shabnam foi a primeira hijra a entrar para a Assembleia Legislativa indiana.[5]

Conhecida por suas declarações polêmicas, certa vez disse que os eunucos eram populares porque algumas pessoas os tinham como melhor alternativa a políticos corruptos.[3] Disse também que eunucos eram mais propensos a servir, por não terem interesse em amealhar bens para seu próprio usufruto, já que não vivem dentro de uma família mas experimentam uma vivência em comunidade.[3]

Em 2012, a política tentou novamente se reeleger para a assembleia local do distrito de Shahdol pelo Rashtriya Viklang Party (RVP), contudo obteve apenas 118 votos.[6] [7]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Shabnam Mousi ("Tia Shabnam" em hindi) foi batizada Chandra Prakash ao nascer em uma família brâmane em 1955. Por vir ao mundo com algum grau de intersexualidade, foi dada ainda bebê por seus pais a hijras, os transexuais indianos (na Índia, pessoas fisicamente masculinas ou intersexuais que são considerados membros do “terceiro sexo”).[2] [3] Ela então cresce sob a influência e tradições hijras e é criada para ser uma bailarina.[2] Contudo, após ser injustamente acusada do assassinato de sua mãe adotiva, Shabnam decide fugir.[2]

Mais tarde, atua em filmes indianos com intuito de ganhar a vida.[2]

Filme bollywoodiano[editar | editar código-fonte]

Em 2005 foi lançado em Bollywood pelo diretor indiano Yogesh Bhardwaj o filme Shabnam Mousi, produzido pela Bollywood Films & Entertainments.[2] [4] Com 153 minutos de duração e 35 milímetros, o filme foi filmado em hindi mas legendado em inglês.[2] Cheio de ação, conta a história de Shabnam, a hijra que teve que, usando música, dança, artes marciais, assim como uma inteligência astuciosa, deu o melhor de si para superar a opressão social e galgar seu caminho até o topo da multiestratificada sociedade indiana.[2]

O filme foi exibido em vários festivais de cinema, entre os quais o London Lesbian and Gay Film Festival (Inglaterra), em 29 de março de 2007, o Netherlands Transgender Film Festival (Países Baixos), entre 23 e 27 de maio de 2007, e o Espoo Film Festival (Finlandia), em 24 de agosto do mesmo ano.[8]

Embora o ator principal, Ashutosh Rana, que interpretou Shabnam, tenha recebido elogios por sua atuação, o filme em si não foi bem cotado pela crítica em sites especializados internet afora.[9] [10]

Referências

  1. a b Da redação (06/03/2004). Eunuch MP takes seat. BBC News. Página visitada em 23/01/2014.
  2. a b c d e f g h i Da redação (27/05/2007). Shabnam Mousi: be aware, different starting time. Netherlands Transgender Film Festival. Página visitada em 23/01/2014.
  3. a b c d e Rasheed Kidwai (04/09/2004). Dance, music & claps at Bhopal love parade. The Telegraph (Calcutá). Página visitada em 23/01/2014.
  4. a b Da redação (2010). Shabnam Mousi (2006). The New York Times. Página visitada em 23/01/2014.
  5. Managing Cultural Diversity in Asia: A Research Companion. Managing Cultural Diversity in Asia: A Research Companion. [S.l.]: Edward Elgar Publishing, 2010. 576 p. ISBN:1849807175
  6. Da redação (07/05/2012). Voters reject Shabnam Mausi. 23/01/2014.
  7. Da redação (0/01/2012). Shabnam Mausi to contest from Kanpur Cantt. The Indian Express. Página visitada em 23/01/2014.
  8. Adm. do portal (2007). Shabnam Mausi - film. Internet Movie Database - IMDB. Página visitada em 23/01/2014.
  9. Subhash K. Jha (2007). Poor narrative pulls down Shabnam Mousi. Glamsham.com. Página visitada em 23/01/2014.
  10. Adm. do sítio (20/05/2005). Shabnam Mausi: Good attempt. Rediff.com. Página visitada em 23/01/2014.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.