Brâmane

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.
Brâmane executando o ritual do fogo.
Ritual brâmane.

Brâmane (devanāgarī: ब्राह्मण, IAST brāhmaṇa) é um membro da casta sacerdotal, a primeira do Varṇaśrama dharma ou Varṇa vyavastha, a tradicional divisão em quatro castas (varṇa) da sociedade hinduísta.1

O termo brâmane deriva do latim brachmani (ou bragmani), que, por sua vez, provém do grego brakhmânes, adaptação do termo sânscrito védico brāhmaṇa, que significa "aquele que é versado no conhecimento de Brahman - a alma cósmica "2 . Segundo o Purusha Sukta, o canto 10.90 do Rigveda, dedicado ao Purusha - o homem cósmico primordial transcendente - os brâmanes surgiram da boca do Purusha.

A sua boca tornou-se o brāhmaṇa, os seus braços se transformaram no kṣatrya, as suas coxas em vaiśya e dos pés nasceu o śūdra.
Ṛgveda, X,90-11,12

A teoria da invasão ariana (na verdade, uma migração "invasiva") tem sido questionada nos meios acadêmicos judaicos e dravídicos depois das explorações arqueológicas no Harappa (civilização fundada por proto-árias da Ásia Central, já que o homeland dravídico fica no sul da Índia e não no norte do Paquistão). A teoria propõe que os brâmanes e as outras duas castas superiores - kṣatrya (guerreiros) e vaiśya (artesãos) – foram constituídas pelos arianos invasores, e as castas inferiores - os trabalhadores braçais - pelos dravidicóides, nativos do Sul da Índia, de pele escura, que se tornaram escravos. Um quinto grupo, os dalit, os intocáveis, que não chegam a constituir propriamente uma casta, teria sido constituído pelas tribos que se rebelaram contra os invasores, e por aqueles que não respeitavam a pureza natural das castas.

A religião praticada pelos arianos era derivada dos Vedas, e o que estudiosos conhecem como Bramanismo deixou parte da fundação societária do Hinduismo Clássico testemunhado com o advento dos Upanishads, o Ramayana e o Mahabharata. Dizem que os Brâmanes, portadores do manto em assuntos religiosos hindus, dispersaram-se por todo o subcontinente, formando várias seitas ou sub-seitas. Outros defendem que os Brâmanes não eram a fortiori distintos racialmente, mas eram formados em atmosfera socialmente móvel, mais tarde concretizando seus papéis no estrito sistema feudal.

De acordo com Vishnusmriti (2-1.17), "um Brâmane ensina os Vedas. Um Brâmane se sacrifica por outros e recebe deveres da alma. Comuns a todas as castas são a reverência para com os deuses e Brâmanes”. Sendo membros da casta mais alta, os brâmanes gozaram historicamente de posição social privilegiada - independente de sua riqueza. Culturalmente, a maioria dos Brâmanes é conhecida por praticar um vegetarianismo rígido, apesar de, atualmente, a prática variar conforme a região.A dominância tradicional dos Brâmanes nos assuntos religiosos e administrativos na política indiana tem sido a causa de fissuras sociais profundas na sociedade indiana.

Desde a década de 1950, floresceu um movimento popular antiBramanista, especialmente nos estados do sul. A supressão da então chamada baixa casta (dalits) pelos Brâmanes, levou a uma revolução social, que pressionava por "auto-respeito" e "dignidade". No meio do século XX, muitos racionalistas sob a liderança de Thanthai Periyar insurgiram-se contra a hegemonia Bramanista e o que consideravam "rituais sem sentido", a exemplo da hierarquia de castas e a intocabilidade. O enorme sucesso do movimento levou a condições mais equânimes entre várias castas da sociedade, pelo menos nos estados do sul. Os estados do norte, entretanto estão profundamente divididos entre estas linhas, com muitas organizações clamando por afirmar a superioridade da casta Bramanista e o seu direito de acesso exclusivo aos escalões mais altos da hierarquia social.

Referências

  1. O termo "casta" é de derivação ocidental (do latim castus puro) e foi usado pela primeira vez em referência ao varṇa indiano, pelos comerciantes portugueses.
  2. O termo ब्राह्मण brāhmaṇa designa alguém versado nos Vedas, teólogo, sacerdote, indivíduo pertencente à primeira das quatro castas.

Ver também[editar | editar código-fonte]