Carma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Teoria do Carma Negativo: Relacionada ao ying e yang, está muito ligado a energias, a teoria diz que quanto mais energia negativa você tirar de você mesmo, deixando de praticar boas ações e de vez em quando praticando más ações, só o que restará no seu também serão energias boas, o que resultará em um afastamento daquilo que representa o mal e a aproximação do corpo e da alma às boas vibrações. A ideia é jogar tudo de ruim para o próximo não amado e que mereça , e ficar com as coisas boas para si mesmo.

Hinduísmo[editar | editar código-fonte]

No hinduísmo, "carma" refere-se ao efeito que nossas ações geram em nosso futuro, tanto nesta como em outras vidas, após eventuais reencarnações.

Budismo[editar | editar código-fonte]

No budismo, o termo se refere às nossas intenções, que podem ser boas, más ou neutras. Boas intenções geram bons frutos, más intenções geram maus frutos. E é a intenção nossa de continuar a existir que nos levaria, após a nossa morte, a reencarnarmos em outros corpos.[1] Considera-se que, ao gerar carma, os seres ficam presos ao ciclo de reencarnações (samsara) e que a última meta da prática budista é extinguir o carma e, desse modo, libertar-se do ciclo de reencarnações.

Teosofia[editar | editar código-fonte]

Dentro da teosofia, o termo está ligado ao sentido de saga, do "dever a ser cumprido no 'sou'".

New Age[editar | editar código-fonte]

O termo é usado, dentro de grupos dos movimentos New Age, para expressar um conjunto de ações dos homens e suas consequências no tempo.

Espiritismo[editar | editar código-fonte]

Este termo não é usado na doutrina espírita codificada por Allan Kardec. Esta adota simplesmente o conceito de "causa e efeito" ou, usando a terceira lei de Newton como metáfora, "ação e reação". Para o Espiritismo, carma caracteriza a situação na qual o espírito está enfrentando as consequências de atos seus que lhe provocaram um desequilíbrio muito intenso, tanto em qualidade como em quantidade, e que, pela sua intensidade, o espírito poderá levar toda uma encarnação, ou mais de uma, para recuperar seu equilíbrio.

Referências

  1. Darmapada: a doutrina budista em versos. Tradução de Fernando Cacciatore de Garcia. Porto Alegre, RS. L&PM Editores. 2010. p. 25.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas (separadas por doutrina)[editar | editar código-fonte]

Karma segundo o budismo

Karma (ou Carma) segundo o espiritismo
Karma segundo a teosofia
Karma segundo o hinduísmo
Karma segundo o Ocidente
Karma segundo o jainismo
Outras interpretações