Sheila (cantora)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nota: Para outros significados de Sheila, ver (Sheila, desambiguação)
Sheila
Sheila em 2012
Informação geral
Nome completo Annie Chancel
Nascimento 16 de agosto de 1945 (69 anos)
Local de nascimento Créteil
 França
Ocupação(ões) Cantora
Período em atividade 1962 - presente
Página oficial http://www.sheilahome.com/

Annie Chancel (Créteil, França, 16 de agosto de 1945) é um cantora pop francesa, que se tornou sucesso como artista solo nos anos 1960 e 1970 e posteriormes no fim da década de 70, participando do grupo Sheila & B. Devotion. Sheila já vendeu mais de 24.000.000 [1] cópias na França e foi o artista que mais vendeu discos na França nos anos 1960 e 1970.

Seu nome artístico "Sheila" veio do título de seu primeiro lançamento.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Sheila começou sua carreira musical em 1962, depois de ser notada por Claude Carrère, um produtor musical e compositor francês. Desde que ela tinha 16 anos, seus pais assinaram um contrato com Carrère. Esta colaboração artística durou mais de 20 anos e em 1995, uma ação pos fim a esse acordo vitalício e ela finalmente venceu uma batalha contra royalties de seu ex-produtor.

Depois de mais de uma década segmentando o público adolescente francês, espanhol, alemão e italiano, Sheila fez uma reviravolta em sua carreira lançando Les Femmes (Qu'y at-il dans le coeur des femmes). A canção subiu nas paradas com o primeiro lugar por três meses. Em 1977, ela começou cantar em inglês, surgindo o grupo Sheila e B. Devotion, sendo acompanhada por três dançarinos que compunham a "Devoção Negra" e aderindo a Disco Music. Ela fez sucesso internacional com os hits como "Singin' in the rain", "Love me baby", "You light my fire" e "Spacer".

Parte de "Spacer" foi utilizada em 2001 na música "Crying at the Discothèque" do grupo sueco Alcazar. "Spacer" é um dos seus maiores hits com mais de 5 milhões de cópias vendidas em todo o mundo. De acordo com diversas entrevistas, ela disse que sua experiência com o grupo Chic mudou completamente sua maneira de trabalhar e cantar. Era o início de um profundo desacordo artístico com o produtor francês Carrère. Ela então decidiu deixar a França, se mudou para Nova York "para começar tudo de novo" e estudar no Actors Studio.

Após o período Disco, Sheila (sem o "B. Devotion") gravou um álbum de rock em 1981 chamado de "Little Darlin", produzido por Keith Olsen (Pat Benatar, Blondie, Fleetwood Mac) e voltou à Billboard dos EUA. Este álbum é considerado por muitos fãs como um dos seus melhores trabalhos.

Ela colocou um fim à sua colaboração artística com o seu gerente Carrere no início da década de 1980 e sob nova direção musical em 1983, quando conheceu Yves Martin, compositor e produtor que se tornou mais tarde seu marido. Ela gravou 3 álbuns sob sua direção entre 1983 e 1988 e suas novas músicas foram duramente criticadas. Sheila abandonou a carreira musical entre 1989 e 1998. Durante esta pausa, ela escreveu três livros, teve um próprio programa de TV regular, uma série de TV e começou a fazer esculturas.

No entanto Sheila teve um retorno na música em 1998 com um novo CD de regravações de alguns de seus hits e novas músicas. O disco foi ouro após um mês de lançamento. Graças a este sucesso inesperado, um outro CD chamado "Dense" foi lançado um ano mais tarde, com músicas novas.

Em 2005, ela assinou um contrato com a Warner Music France após muitos anos de negociação.

Seu álbum "Little Darlin" foi remasterizado e lançado no Japão em janeiro de 2011 em SHM-CD. Esta reedição é a réplica do LP original com capa japonesa. As fotos e obras de arte são completamente diferentes das outras prensagens internacionais. Também contém o título "Prision", como na primeira versão japonesa em 1981 (ela permaneceu desconhecida em outros mercados até 1996).

Sheila comemora 50 anos de carreira em 2012.

Discografia [2] [editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

  • "Le Sifflet Des Copains" (1963)
  • "Ecoute Ce Disque" (1964)
  • "Tous Les Deux" (1965)
  • "Toujours Des Beaux Jours" (1965)
  • "L'Heure De La Sortie" (1966)
  • "Dans Une Heure" (1967)
  • "Long Sera L'Hiver" (1968)
  • "Oncle Jo" (1969)
  • "Reviens Je T'Aime" (1970)
  • "Love" (1971)
  • "Poupée De Porcelaine" (1972)
  • "Les Gondoles A Venise" (1973)
  • "Sheila & Ringo" (1974)
  • "Quel Tempérament De Feu" (1975)
  • "L'Amour Qui Brûle En Moi" (1976)
  • "Singin' in the Rain" or "Love Me Baby" (in certain countries) (1977)
  • "SB Devotion" (1979)
  • "King of the World" (1980)
  • "Pilote Sur Les Ondes" (1980)
  • "Little Darlin'" (1981)
  • "On dit" (1983)
  • "Je suis comme toi" (1984)
  • "Zenith 85" (1985)
  • "Tendances" (1988)
  • "Olympia – Je Suis Venue Te Dire Que Je M'En Vais" (1989)
  • "Le Meilleur" (1998) Re-recordings of her greatest hits and new songs
  • "Live At The Olympia" (1999)
  • "Dense" (1999)
  • "Seulement pour toi" (2002)
  • "Jamais Deux Sans Toi" (Live at the Olympia) (2002)
  • "Enfin Disponible" (Live at the Cabaret Sauvage") (2007)
  • "Solide" (2012)

Singles[editar | editar código-fonte]

  • "Sheila" (1962)
  • "L'Ecole Est Finie" (1963)
  • "Pendant Les Vacances" (1963)
  • "Le Sifflet Des Copains" (1963)
  • "La Chorale" (1964)
  • "Chaque Instant De Chaque Jour" (1964)
  • "Vous Les Copains, Je Ne Vous Oublierai Jamais" / "Ecoute Ce Disque" (1964)
  • "Toujours Des Beaux Jours" (1965)
  • "C'est Toi Que J'Aime" (1965)
  • "Devant Le Juke-Box" (with AKIM) (1965)
  • "Le Folklore Américain" (1965)
  • "Le Cinéma" (1966)
  • "Bang Bang" (1966) cover of Cher's hit
  • "L'Heure De La Sortie" (1966)
  • "La Famille" (1967)
  • "Adios Amor" (1967)
  • "Le Kilt" (1967)
  • "Quand Une Fille Aime Un Garçon" / "Dalila" (1968)
  • "Petite Fille De Français Moyen" (1968)
  • "La Vamp" (1968)
  • "Arlequin" (1969)
  • "Love Maestro Please" / "La Colline De Santa Maria" (1969)
  • "Oncle Jo" (1969)
  • "Julietta" (1970)
  • "Ma Vie A T'Aimer" (1970)
  • "Reviens Je T'Aime" (1970)
  • "Les Rois mages" (1971)
  • "Blancs, Jaunes, Rouges, Noirs" (1971)
  • "J'Adore" (with Aldo Maccione)(1971)
  • "Sanson Et Dalila" (1972)
  • "Le Mari De Mama" (1972)
  • "Poupée De Porcelaine" (1972)
  • "Les Gondoles A Venise" (1973)
  • "Adam Et Eve" (1973)
  • "Mélancolie" (1974)
  • "Le Couple" (1974)
  • "Tu es le soleil" (1974)
  • "Ne Fais Pas Tanguer Le Bateau" (1974)
  • "C'est Le Cœur" (1975)
  • "Aimer Avant De Mourir" (1975)
  • "Quel Tempérament de Feu" (1975)
  • "Un Prince En Exil" (1976)
  • "Patrick Mon Chéri" (1976)
  • "Les Femmes" (1976)
  • "L'Amour Qui Brûle En Moi (1976)
  • "L'Arche De Noé" (1977)
  • "Love Me Baby" (primeira prensagem como 'S.B.Devotion')(1977)
  • "Love Me Baby" (primeira prensagem como 'Sheila B.Devotion')(1977)
  • "Singin' in the Rain" (1978) UK # 11 – como 'Sheila B. Devotion'
  • "I Don't Need A Doctor" (1978) como 'Sheila B. Devotion'
  • "Hotel De La Plage" (OST) (1978) como 'Sheila B. Devotion'
  • "Kennedy Airport" (1978)
  • "You Light My Fire" (1978) UK #44 – como 'Sheila B. Devotion'
  • "Seven Lonely Days" (1979) como 'Sheila B. Devotion'
  • "Seven Lonely Days" (New American Recording) (1979) como 'Sheila B. Devotion'
  • "No No No No" (1979) como 'S.B. Devotion'
  • "Spacer" (1979) UK #18 – como 'Sheila and B. Devotion'
  • "King of the World" (1980) como 'Sheila B. Devotion'
  • "Pilote Sur Les Ondes" (1980)
  • "Les Sommets Blancs De Wolfgang" (1980)
  • "Et Ne La Ramène Pas" (1981)
  • "Little Darlin'" (1981) 'Sheila'
  • "Runner" (1981) como 'Sheila'
  • "Une Affaire d'Amour" (1981)
  • "La Tendresse d'Un Homme" (1982)
  • "Glori, Gloria" (1982)
  • "Tangue Au" (1983)
  • "Vis Vas" (12" single only) (1983)
  • "Emmenez-Moi" (1983)
  • "Jeannie" (1984)
  • "Le Film A L'Envers" (1984)
  • "Je Suis Comme Toi" (1985)
  • "Chanteur De Funky" (1985)
  • "Comme Aujourd'Hui" (1987)
  • "C'est Ma vie" (1987)
  • "Pour Te Retrouver" (1988)
  • "Fragile" (1988)
  • "Partir" (1989)
  • "Le Tam-Tam Du Vent" (new version) (1989)
  • "Spacer" (remix by Dimitri From Paris) (1992)
  • "On S'Dit Plus Rien" (1992)
  • "Spacer" (new recording) (1998)
  • "Les Rois Mages 98" (Melchior single mix) (1998)
  • "Les Rois Mages 98" (Version Salsa) (1998)
  • "Medley Disco" (1999)
  • "Dense" (1999)
  • "Love Will Keep Us Together" (2000)
  • "Toutes Ces Vies" (2002)
  • "L'Amour Pour Seule Prière" (2006)

[3]

Referências

  1. Les Ventes par Artiste de 1955 à fin 2009 (em francês) InfoDisc.com.
  2. Discografia de Sheila no Discogs
  3. Roberts, David. British Hit Singles & Albums. 19th. ed. London: Guinness World Records Limited, 2006. p. 495. ISBN 1-904994-10-5.