Sherlock Holmes (filme de 2009)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sherlock Holmes
Sherlock Holmes (PT/BR)
Pôster promocional
 Estados Unidos
 Alemanha

2009 • cor • 128 min 
Direção Guy Ritchie
Produção Joel Silver
Lionel Wigram
Susan Downey
Dan Lin
Roteiro Michael Robert Johnson
Anthony Peckham
Simon Kinberg
Lionel Wigram
Arthur Conan Doyle (personagens)
Elenco Robert Downey Jr.
Jude Law
Rachel McAdams
Mark Strong
Idioma Inglês
Música Hans Zimmer
Cinematografia Philippe Rousselot
Edição James Herbert
Estúdio Silver Pictures
Village Roadshow Pictures
Distribuição Brasil Warner Bros. Pictures
Lançamento Portugal 24 de Dezembro de 2009
Estados Unidos 25 de Dezembro de 2009
Brasil 8 de Janeiro de 2010
Orçamento US$ 90 milhões [1]
Receita US$ 524.028.679[1]
Cronologia
Último
Último
Sherlock Holmes: A Game of Shadows
Próximo
Próximo
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Sherlock Holmes é um filme estadunidense-alemão de 2009, dirigido por Guy Ritchie e estrelado por Robert Downey Jr., Jude Law, Rachel McAdams, Mark Strong e Kelly Reilly. O filme é inspirado na figura de Sherlock Holmes, famoso personagem de Arthur Conan Doyle. O Filme foi vecendor no Globo de Ouro de Melhor Ator - Comédia ou musical Robert Downey Jr.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.
Construção da Tower Bridge, época onde se passa o filme

Ano de 1891. O famoso detetive Sherlock Holmes (Robert Downey Jr.), e seu fiel assistente Dr. Watson (Jude Law), são chamados para impedir a morte de uma mulher e prender Lord Henry Blackwood (Mark Strong). Blackwood é um maníaco obcecado pela prática de magia negra envolvendo mortes de mulheres. Watson e Holmes conseguem passar pelos capangas de Blackwood, e conseguem resgatar a mulher, logo após imobilizarem Blackwood. Alguns segundos depois chega a polícia, liderada pelo Inspetor Lestrade (Eddie Marsan), que prende Blackwood.

3 meses se passam, e a relação entre Holmes e Watson se torna cada vez mais instável, pois Watson vai se casar com Mary Morstan (Kelly Reilly), mas Holmes desaprova o casamento. Watson também irá embora da casa, o que acaba não agradando o parceiro. Mais tarde, Holmes vai até a prisão onde se encontra Blackwood, e este diz palavras que soam aterradoras no ouvido de Holmes. Blackwood é enforcado por decisão do tribunal, mas antes diz: "A morte é só o princípio". Watson verifica que ele está sem pulso e atesta sua morte.

Dias depois Holmes é visitado por Irene Adler (Rachel McAdams), uma criminosa profissional e interesse amoroso de Holmes. Já havia enganado diversas vezes o detetive, mas precisava de sua ajuda para encontrar um homem chamado Luke Reordan. Ao sair, ela se encontra com um homem, um professor, que não é visto pois seu rosto é encoberto pela sombra da carruagem. Ele diz que Blackwood não passa de parte de um plano maior, arquitetado por ele próprio. Enquanto isso Holmes segue Irene e se disfarça de mendigo para investigar o misterioso homem com quem ela está envolvida. Ao chegar perto e fingir pedir esmola, o homem aciona um dispositivo parecido com uma arma. Holmes vai embora assustado e tentando desvendar o que é o dispositivo. Ele não havia observado o rosto do homem, mas percebeu uma mancha de giz amarelo em sua roupa negra.

No dia seguinte, Holmes e Watson descobrem que algo aconteceu no túmulo de Blackwood. Eles são chamados para investigar o caso, e encontram o coveiro assustado, que diz que Blackwood se levantou do túmulo. Holmes é cético à informação, mas é surpreendido quando no caixão encontra Luke Reordan, o homem que Irene estava procurando, ao contrário do corpo de Blackwood. A partir do corpo de Reordan, eles encontram sua casa, que é cheia de experimentos tentando juntar ciência e magia. Holmes, em particular, se interessa pelos experimentos, e os estuda. Porém não tem tempo de terminar, pois alguns homens entram e atacam Holmes e Watson. Um dos homens, com grande estatura e porte físico (Joe Egan), ataca Holmes, que se vê em desvantagem mas, usando uma estranha ferramenta que achou na casa de Reordan, consegue forçar o homem a ir até um lugar onde estava um navio em construção. Para salvar Holmes, Watson acidentalmente solta as correntes que suspendiam o navio e este afunda na água. Holmes e Watson são presos por isso, mas Mary paga a fiança de Watson. Holmes conta piadas para conquistar a amizade dos outros prisioneiros. Lestrade avisa que pagaram a fiança de Holmes.

Holmes entra em uma carruagem, onde um saco é colocado sobre sua cabeça, para que ele não saiba por onde está sendo levado. Ele é levado até a base secreta de uma organização oculta. Lá estão o embaixador dos EUA (Standish), Thomas Rotheram e o Lorde Coward. Eles pedem a ajuda de Holmes para parar Blackwood. Antes de aceitar, este deduz o local onde está, humilhando a toda a ordem, e também que Blackwood é filho de Thomas.

Mais tarde Thomas e Standish são mortos por Blackwood, permitindo-lhe controlar a organização. Seu alvo é derrubar o governo britânico, conquistando em seguida os Estados Unidos e o mundo todo. Ele atrai Holmes para uma armadilha, onde o detetive vê Irene amordaçada e amarrada, indo direto para uma armadilha. Holmes consegue libertá-la, mas Watson é ferido por uma série de explosões criadas por Blackwood. Coward, que trabalha para Blackwood, emite um mandado de prisão para Holmes.

Enquanto isso, Holmes deduz que o próximo alvo de Blackwood é o parlamento. Coward o revela que o plano é matar todos os membros do Parlamento com um gás especial, e assim deixar o controle livre para Blackwood.

Numa "Tower Bridge" incompleta, Holmes persegue Irene, mas é interrompido por Blackwood que joga Irene da construção e luta com Holmes. Eventualmente, o detetive deixa o vilão preso por uma corda e revela que nunca existiu magia nos planos de Blackwood, deduzindo que tudo não passou de ciência usada para fingir que Blackwood usava magia. O vilão tenta matar Holmes, mas cai em um emaranhado de correntes, que o suspendem acima da água. Uma delas cai sobre seu pescoço, ele despenca e é enforcado pela corrente. Enquanto isso Irene se mostra viva e Watson aparece. Em casa, Holmes deduz como Blackwood se salvou da morte, se enforcando, mas afrouxando o laço, sobrevivendo facilmente. No entanto, Watson ainda tem uma dúvida: como Blackwood conseguiu ficar sem pulso? Holmes responde que o vilão usou uma substância, encontrada apenas na Turquia, para enganar Watson.

Depois Irene revela para Holmes e Watson quem era o homem misterioso e quais seus planos. Se chamava Moriarty, e era professor. Os policiais encontram um homem que foi morto pela mesma arma misteriosa que Moriarty havia apontado para Holmes. É revelado que Blackwood e Irene eram apenas peças no tabuleiro de Moriarty, que iria dominar o mundo usando um aparelho capaz de controlar ondas de rádio e direcioná-los para certo local. Irene alerta que Moriarty é tão inteligente quanto Holmes, no entanto, mais perigoso do que este. Holmes espera com expectativa o caso e o adversário.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Shelock Holmes teve recepção mista por parte da crítica especializada. Em base de 34 avaliações profissionais, alcançou uma pontuação de 57% no Metacritic. Por votos dos usuários do site, alcança uma nota de 7.4, usada para avaliar a recepção do público.[2]

Referências

  1. a b Sherlock Holmes Box Office Mojo. Visitado em 28 de dezembro de 2010.
  2. Sherlock Holmes (em inglês) Metacritic. Visitado em 20 de maio de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]