Spanglish

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde janeiro de 2010). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

Spanglish ou espanglês é o nome que se dá ao dialeto utilizado informalmente nos Estados Unidos entre os imigrantes/descendentes de países latino-americanos, muito comum no sul do estado da Flórida. Seu nome deriva da união entre Spanish (espanhol) e English (inglês). Dialeto usado geralmente para encurtar as palavras.

O termo spanglish é linguisticamente vago; agrupa sem uma terra comum ao uso de empréstimos linguísticos, critério normal no desenvolvimento da língua, com código-switching frequente entre falantes bilíngues e propagandas, faltando com os critérios da pureza estilística.

Também a confusão do significado entre palavras espanholas e o inglês é típica do spanglish entre fonemas similares. Um exemplo deste seria a frase «vacunar la carpeta» (do inglês vacuum the carpet) em vez de «pasar la aspiradora por la alfombra» («passar o aspirador de pó através do tapete»). O pronuncia é confundido também, por exemplo, «Soy bilingual; no tengo accento».

Para muitos conhecedores, a apropriação de uma outra língua ocorre pelo comodismo, criando mais ou menos fonemas híbridos, o processo que afeta também no sentido inverso ao inglês com respeito ao espanhol.

Spanglish ocorre principalmente nos Estados Unidos, nas comunidades dos hispanohablantes como: Florida, Geórgia, Texas, Califórnia, New York, e também em Puerto Rico e algumas zonas de México, embora também seu uso seja completamente comum em umas zonas mais distantes devido à influência da televisão ou da música. Um exemplo deste é o exemplo de Panamá, onde o controle americano do canal de Panamá influenciou em muitos aspectos a sociedade. Também é comum nos habitantes de Gibraltar, podendo assim escutar frases como «Pepe, cierra the window que entra mucho cold, please» («Pepe, fecha a janela que entra muito frio, por favor».

História[editar | editar código-fonte]

Acredita-se que esse termo foi inventado por Salvador Tió, linguista e humorista portorriquenho no final da década de 1940, numa coluna intitulada Teoría del Espanglish publicado originalmente no jornal "El Diario de Puerto Rico" (em 28 de outubro de 1948). Tió teria inventado também o termo inglañol, um fenômeno inverso, em que o espanhol é afetado pelo inglês; esta última expressão, no entanto, não se tornou tão popular quanto a anterior.

Mais tarde a coluna aparece outra vez no livro A fuego Lento, publicado pela Universidade de Porto Rico na década de 1950. Tió publica uma teoria explicando que o espanglish é a españolización do inglês. Anos mais tarde ele publica no jornal "El Mundo" em 27 de março de 1971 a teoria do inglañol, aquele deve dar às palavras do espanhol o sentido que têm em inglês. E adiciona como um exemplo a frase "Y no puedo hacer la apología del que hace una apología", em que ele usa apología (com base na palavra inglesa apology) em vez dos equivalentes espanhóis disculpa o uma satisfacción.

A maioria dos autores consideram que na década de 1960, nos distritos latino-americanos de Miami, Nova Iorque e Los Angeles ocorreu a explosão do mock, antecedente do spanglish que foi logo se espalhando pelas cidades.

Exemplos de Code-Switching[editar | editar código-fonte]

Giannina Braschi é uma poetisa e romancista estadunidense, creditada como tendo criado o primeiro romance em Spanglish, YO-YO BOING!

--Dá-lhe sensata ao macaco para que dance.

--Tu achas que há mais de três grandes poetas em uma língua em uma centuria. A ver: Vallejo, Neruda, Darío, Lorca, Jiménez,Machado. Very few.

--It depends what you are looking for.

--I'm looking for the creators. If you want to accept os maestros, then you include: Huidobro, Cernuda, Alberti, Aleixandre, Salinas,Guillén. Sim, são mestres, mas não criadores.

--Tu és demasiado rígida.

--Não, é que as portas do Parnaso são muito estreitas. Alexandre pode ser melhor poeta que Lorca, mas não maior. Lorca é comum, mas é um criador. Many masters are better poets than the creators, but they are not greater. A grandeza não é melhor. Às vezes é pior. There are many singers with a better voice than María Calas. But she sang great. E a grandeza não se pode definir. Porque está cheia. É como o sol. Algo cheio de luz e redondo. Não lhe faz falta nada. E enche-te. Deixa-te cheia. Colma-te. É algo que instaura. E afirma seu instauración. Implanta-se. Planta-se. Fica aí, como uma instalação, em um espaço. É como a beleza.

--What a pity.

--O total, as partes não somam o total.

CiberSpanglish[editar | editar código-fonte]

Este fenômeno teve maior difusão mundial com a explosão do Internet, uma quantidade grande de palavras novas como browser, frame, link, cookie, chat, mail, surfear, etc. que não teve uma tradução desobstruída ao Castilian como cookie, ou simplesmente o termo inglês era mais fácil ou mais curto: chatroom em vez de sala de charla (quarto do char). Em alguns casos extremos são começados mesmo conjugate verbos ingleses com para possuir endings do Castilian,chatear, chateo, chateas, chateamos, etc.

Exemplos de spanglish[editar | editar código-fonte]

Exemplo de uma conversação em spanglish:

  • Anita: «Hola, good morning, cómo estás?»
  • Mark: «Well, y tú?»
  • Anita: «Todo bien. Pero tuve problemas parqueando mi coche this morning.»
  • Mark: «Sí, I know. Siempre hay problemas parqueando in el área at this time».

Tradução ao espanhol:

  • Anita: «Hola, buenos días, ¿cómo estás?»
  • Mark: «Bien, ¿y tú?»
  • Anita: «Todo bien. Pero tuve problemas estacionando mi automóvil esta mañana
  • Mark: «Sí, ya lo sé. Siempre hay problemas de estacionamiento en esta zona a esta hora».

Tradução ao inglês:

  • Anita: «Hello, good morning, how are you?»
  • Mark: «Well, and you?»
  • Anita: «Everything's fine, but I had problems parking my car this morning.»
  • Mark: «Yeah, I know. There are always problems parking in this area at this time».

Tradução ao português:

  • Anita: «Oi, bom dia, como vai?»
  • Mark: «Bem, e você?»
  • Anita: «Tudo bem, mas eu tive problemas estacionando meu carro esta manhã».
  • Mark: «Sim, eu sei. Há sempre alguns problemas de estacionamento nesta área a essa hora».
Inglés Espanhol Spanglish Português
See you! Hasta luego Te veo Vejo-te mais tarde!
pipe tubo paipa tubo
appointment cita apointment marcação
to park a car aparcar un coche parquear el carro estacionar um carro
market mercado marqueta mercado
vacuum the carpet aspirar la alfombra vacunar la carpeta aspirar o tapete
I call you back te vuelvo a llamar te llamo para atrás ligo-te depois
the roof of the building el techo del edificio el rufo del bíldin o telhado do edifício
brakes los frenos las brekas travões
to cool enfriar culear esfriar
to do shopping ir de compras chopear ir às compras
to enjoy divertirse enjoyar apreciar
watchman vigilante guachimán guarda
highway autopista jaigüey estrada
play it cool tomárselo con calma jugársela frío tem calma
no way de ninguna manera nogüey de modo algum
tough duro tofe resistente
truck camión troca caminhão
dishes platos diches pratos
to load cargar lodear carregar