Tigranes V

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Tigranes V da Arménia foi um rei da Arménia, não dinástico e descendente de Herodes, o Grande.

Família[editar | editar código-fonte]

Ele era filho de Alexandre e seu avô materno era Arquelau, rei da Capadócia.1 O nome da sua mãe era Glafira,1 e ela teve três filhos com Alexandre, filho de Herodes;2 posteriormente, ela se casou com Juba II, rei da Líbia,3 e com Arquelau, outro filho de Herodes.2 Alexandre, seu pai, era filho de Herodes, o Grande e Mariana.[carece de fontes?] Ele tinha um irmão de nome Alexandre, e, através deste irmão, um sobrinho de nome Tigranes.1

Precedentes: a situação da Armênia[editar | editar código-fonte]

Segundo o historiador arménio Vahan M. Kurkjian (1863 - 1961),Nota 1 ele foi rei no final da dinastia Artaxíada.4

A Arménia estava sob influência romana: dos seus antecessores,4 Tigranes III foi colocado no trono pelo general de Augusto, o futuro imperador Tibério;5 4 Tigranes IV, casado com sua meio-irmã Erato da Arménia e filho de Tigranes III,4 foi deposto por Augusto e substituído por seu primo Artavasdes III;4 após um período de desordem civil, Caio César, afilhado e herdeiro de Augusto, colocou o meda Ariobarzanes como rei;4 Ariobarzanes era rei da Média Atropatene, e filho de Artabazo.5 Após a morte deste por acidente,4 Augusto indicou seu filho, Artavasdes IV como rei.5 4

Reinado[editar | editar código-fonte]

Houve oposição local à dinastia de medos, e Artavazdes IV foi assassinado.5 4 Augusto então indicou como rei Tigranes V, descendente da linhagem real.5 4

Sucessores[editar | editar código-fonte]

Os nobres, porém, chamaram a rainha Erato (seu marido e irmão, Tigranes IV, havia sido morto, depois de deposto, durante a guerra civil), mas seu reinado foi curto.4 Este foi o fim da dinastia Artaxíada de Artaxias I e Tigranes.4

Findo o seu reinado deu-se início ao período de governo dividido entre os Romanos e os Partas, na pessoa de Ariobarzanes de Atropatene.

A Arménia permaneceu sem reis até 16 d.C.,4 quando passou a reinar Artaxias III, nascido Zenão, filho da rainha Pitidoris do Ponto, cujo marido, Polemão, era um leal vassado de Roma.6

Seu sobrinho, Tigranes VI, foi colocado no trono da Arménia por Nero.1

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

Notas

  1. O texto de Vahan M. Kurkjian está em domínio público.

Referências

  1. a b c d Flávio Josefo, Antiguidades Judaicas, Livro XVIII, Capítulo 5, Herodes, o Tetrarca, guerreia contra Aretas, rei da Arábia, e é derrotado por ele. Sobre a morte de João Batista. Como Vitélio foi a Jerusalém. Um relato de Agripa e os descendentes de Herodes, 4 [em linha]
  2. a b Flávio Josefo, Antiguidades Judaicas, Livro XVII, Capítulo 13 Como Arquelau, após uma segunda acusação, foi banido para Roma, 1 [em linha]
  3. Flávio Josefo, As Guerras dos Judeus, Livro II, Capítulo 7 A história do Alexandre espúrio. Arquelau é banido e Glafira morre, após o que seria feito deles é mostrado em sonho, 4
  4. a b c d e f g h i j k l m Vahan M. Kurkjian, History of Armenia, Capítulo 14, Artavazd - Os últimos Tigranes [em linha]
  5. a b c d e Augusto, Res Gestae Divi Augusti, 27 [em linha]
  6. Vahan M. Kurkjian, History of Armenia, Capítulo 15, Rivalidade entre a Pártia e Roma [em linha]
Ícone de esboço Este artigo sobre reis de um dos reinos da Arménia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.