Lago Titicaca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Titicaca)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Lago Titicaca
Localização do Lago Titicaca.
Localização
Localização Cordilheira dos Andes - entre Peru e Bolívia
País Bolívia e Peru.
Características
Altitude 3 821 m
Área * 8300 km²
Profundidade média 140 m
Profundidade máxima 280 m
Ilhas 41
* Os valores do perímetro, área e volume podem ser imprecisos devido às estimativas envolvidas, podendo não estar normalizadas.

O Lago Titicaca, tem cerca de 8300 km² e situando-se a 3821 metros acima do nível do mar, é o lago comercialmente navegável mais alto do mundo e o segundo em extensão da América Latina, superado apenas pelo Lago de Maracaibo, na Venezuela .

Localizado no altiplano dos Andes, na fronteira do Peru e da Bolívia, tem uma profundidade média de 140 a 180 m, e uma profundidade máxima de 280 m.

Mais de 25 rios desaguam no lago Titicaca, e o lago tem 41 ilhas, algumas densamente povoadas.

O Titicaca é interessante pela população vivendo nos Uros, nove ilhas artificiais. Essas ilhas tornaram-se uma grande atração turística no Peru, trazendo excursões da cidade de Puno, no Peru. Outra ilha, Taquile, é outra grande atração turística, apresentando uma comunidade indígena. Os habitantes de Taquile são conhecidos pelos seus produtos têxteis feitos a mão, considerados entre as manufaturas de melhor qualidade do Peru.

O azul do Lago Titicaca

O lago Titicaca é alimentado pela água das chuvas e pelo degelo das geleiras que rodeiam o altiplano. É fonte do rio Desaguadero, que corre para o sul através da Bolívia até o Lago Poopó; no entanto, este afluente é responsável por menos do que cinco por cento da perda de água, o resto ficando por conta da evaporação devida ao ventos intensos e à exposição extrema à luz do Sol nesta altitude.

A origem do nome Titicaca é desconhecida; foi traduzido como "Pedra do Puma", combinando palavras da língua local Quíchua e Aimará. Localmente, o lago é conhecido sob diversos nomes.

Como a parte sudeste do lago é separada do resto do lago pelo estreito de Tiquina, os bolivianos chamam essa pequena parte de Lago Huinaymarca e a parte maior de Lago Chucuito. No Peru, essas partes pequena e grande são conhecidas como Lago Pequeño e Lago Grande, respectivamente.

Geografia[editar | editar código-fonte]

A região do lago Titicaca é um clima extremo, na foto vê-se uma tormenta sobre o lago.

O lago Titicaca tem origem tectónica. Formou-se aproximadamente durante a era terciária devido ao afundamento de uma parte da meseta andina. A sua área primitiva era muito mais extensa sendo actualmente apenas um lago residual.

Clima[editar | editar código-fonte]

[1] O clima na região do lago é de natureza extrema, com grandes variações de temperatura que se acentuam em função a la posição no lago e o aumento de altura. A pluviosidade aumenta nos meses do verão austral (Dezembro a Março) e cai drasticamente nos meses de inverno. No verão são frequentes as tempestades sobre o lago e a zona circundante, assim como inundações em zonas ao nível do lago.

Lago Titicaca
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura média (°C) 10.7 10.7 10.3 9.5 8.00 6.2 5.7 7.4 8.3 10.4 10.7 10.3
9.0
Precipitação (mm Puno 1973) 238 132 159 98 13 0 2 6 33 16 30 71
797
Fonte: International Lake Environment Committee

Berço dos Incas[editar | editar código-fonte]

Segundo a lenda andina, foi nas águas do Titicaca que nasceu a civilização inca. O "deus Sol" instruiu seus filhos para procurarem um local ideal para seu povo. Manco Capac e Mama Ocllo chegaram, então, a uma ilha - mais tarde batizada de Isla del Sol. O local teria sido o berço dos incas, que dominaram a região entre os séculos XII e XVI, quando se deu a invasão espanhola. Diversos sítios arqueológicos podem ser visitados ao longo do Titicaca, que tem como principais habitantes os povos uros, descendentes dos incas. Eles vivem, em geral, da pesca e da agricultura às margens do lago.

Imagens[editar | editar código-fonte]

Referências