Vittorio Brambilla

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vittorio Brambilla
Brambilla pilotando uma March 761 no Grande Prêmio da Alemanha de 1976.
Informações pessoais
Nacionalidade Italiana
Registros na Fórmula 1
Temporadas 19741980
Equipes March, Surtees, Alfa Romeo
GPs disputados 79 (74 largadas)
Títulos 0
Vitórias 1
Pódios 1
Pontos 15,5
Pole positions 1
Voltas mais rápidas 1
Primeiro GP GP da África do Sul de 1974
Primeira vitória GP da Áustria de 1975
Última vitória GP da Áustria de 1975
Último GP GP da Itália de 1980

Vittorio Brambilla (Monza, 11 de Novembro de 1937 - Lesmo, Milão, 26 de Maio de 2001) foi um piloto italiano de Fórmula 1 que correu nas escuderias March, Surtees e Alfa Romeo. Era apelidado de "O Gorila de Monza".

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou a correr em motocicletas em 1957 e ganhou o título nacional italiano de 175cc em 1958. Antes de se converter em mecânico, também disputou corridas de Kart. Regressou às competições em 1968, na categoria de Fórmula 3 e ganhou o campeonato italiano em 1972; nesse momento já estava a correr em Fórmula 2, onde ganhou várias corridas e conseguiu comprar o seu lugar na Fórmula 1.

O seu momento mais importante chegou no Österreichring em 1975, quando ganhou o Grande Prémio da Áustria numa corrida chuvosa. É recordado por ter feito um pião, partindo o nariz do seu carro enquanto se mostrava a bandeira quadriculada e ao completar a volta de desaceleração com a frente do seu carro destruído, e saudando a multidão. No entanto, como a corrida teve de ser diminuída, só recebeu 4,5 pontos em lugar dos 9 correspondentes.

Durante os dois anos seguintes, Brambilla sofreu vários acidentes e avarias mecânicas, incluindo uma enquanto liderava na Suécia. Num acidente múltiplo em Monza em 1978, onde Ronnie Peterson morreu, sofreu ferimentos severos, mas recuperou-se e continuou a correr brevemente para a escuderia Alfa Romeo em 1979 e 1980, até se retirar. Morreu de um ataque cardíaco aos 63 anos em sua casa.