Alfa Romeo F1

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Alfa Romeo participou da Fórmula 1 entre 1950 e 1988, como construtor e fornecedor de motores.

História[editar | editar código-fonte]

1950-1951: Títulos[editar | editar código-fonte]

O Alfa Romeo 159.

Em 1950, Giuseppe Farina foi campeão da Fórmula 1 no 158 com compressor, em 1951 Juan Manuel Fangio foi campeão com um Alfetta 159 (uma evolução do 158 com duas etapas de compressor). Em 1952 a equipe se retira da fórmula 1 por um tempo.

1961-1979: Fornecedora de motor[editar | editar código-fonte]

Brabham BT46B-Alfa Romeo de 1978.

Em 1961 forneceu motores para a equipe De Tomaso, porém não obteve sucesso e a equipe não marcou um ponto sequer. Entre 1962 e 1972, foi fornecedora de motores para equipes Cooper, LDS, McLaren e March. Durante esses anos o motor Alfa Romeo não se mostrava competitivo, e só voltou a fornecer motores em 1976, desta vez para a equipe Brabham.

Na Brabham conseguiu desenvolver um bom motor, o que levou em 1978 a equipe para um vice-campeonato de construtores. Em 1979 resolve voltar à fórmula 1 como equipe, mas mesmo assim fornece motor para a Brabham, encerrando esse ciclo.

1979-1985: Retorno como equipe[editar | editar código-fonte]

Em 1979 marca o retorno da Alfa Romeo como equipe, mas nesse ano não consegue pontuar. Passou mais 6 temporadas, não conseguindo repetir o sucesso do início da década de 1950 quando conseguiu dois títulos mundiais. O melhor resultado em sua volta, foi um 6° lugar na temporada de 1983 com 18 pontos e 2 pódios. Em 1984 passou a ser patrocinada pela marca Benetton, que viria a ser uma equipe um ano depois.

Títulos Mundiais de Pilotos[editar | editar código-fonte]

Campeonatos Pilotos Temporadas
2 Itália Nino Farina 1950
Argentina Juan Manuel Fangio 1951

Notas[editar | editar código-fonte]

  • ¹ Até 1957, o Mundial de Construtores não era disputado.

Veja também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Fórmula 1 é um esboço relacionado ao projeto sobre Fórmula 1. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.