Brawn GP

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Reino Unido Brawn GP
Brawn GP logo.svg
Nome completo Brawn GP Formula One Team
Sede Brackley, Inglaterra
Chefe de equipe Ross Brawn
Nick Fry
Diretor técnico Jörg Zander
Temporada de Fórmula 1 de 2009
Pilotos 22. Reino Unido Jenson Button
23. Brasil Rubens Barrichello
Pilotos de teste Áustria Alexander Wurz
Reino Unido Anthony Davidson
Chassis BGP001
Motor Mercedes FO 108W
Pneus Bridgestone
Histórico na Fórmula 1
Estréia GP da Austrália de 2009
Último GP GP de Abu Dhabi de 2009
Corridas concluídas 17
Campeã de construtores 1 (2009)
Campeã de pilotos 1 (2009)
Vitórias 8
Pole Position 5
Voltas rápidas 4
Pontos 172
Posição no último campeonato
(2009)
1º (172 pontos)

Brawn GP Formula One Team foi uma equipe e construtora de Fórmula 1, criada no dia 6 de março de 2009, liderada por Ross Brawn, antigo chefe de equipe da Honda Racing F1. A escuderia foi vendida à Mercedes-Benz, sendo que o anúncio oficial deu-se às 10h05 do dia 16 de novembro de 2009.

A Brawn GP foi a equipe de crescimento mais meteórico na história da Fórmula 1, sendo que na sua 1ª e única temporada, alcançou o título de pilotos e o mundial de construtores. Teve comos seus pilotos Jenson Button e Rubens Barrichello. Teve todo seu sucesso creditado a Ross Brawn, que assim, se tornou um grande nome na categoria levando uma equipe falida como a Honda F1, a equipe com o melhor aproveitamento em corridas da história da categoria, superior a 75% dos pontos disputados.

História[editar | editar código-fonte]

O início da Brawn GP[editar | editar código-fonte]

Afetada pela crise econômica mundial, a Honda anunciou, no dia 5 de dezembro de 2008, sua retirada da F1, deixando o espólio da equipe à venda.[1] No dia 6 de março de 2009, através de um sistema chamado management buyout, Ross Brawn adquiriu o que restou da equipe, fundando então a Brawn GP.[2]

A temporada de 2009[editar | editar código-fonte]

A primeira corrida da equipe foi em Melbourne, no Grande Prêmio da Austrália, realizado no dia 29 de março de 2009. A estreia foi de muito sucesso: foi apenas a terceira vez na história que a Fórmula 1 viu uma equipe estreante levar seus dois pilotos aos 2 lugares mais altos do pódio, além de terem feito dobradinha no grid de largada. O chefe e dono, Ross Brawn, demonstrou ter um carro competitivo no início da temporada, levando Button a conquistar seis vitórias em sete provas, o que rendeu os títulos de pilotos ao inglês e o de construtores para a equipe, junto com outras duas vitórias conquistadas por Barrichello na segunda metade da temporada de 2009 da Fórmula 1, quando a Brawn já não detinha o melhor carro, tendo sido sistematicamente superada pela Red Bull Racing.

Mercedes GP[editar | editar código-fonte]

Em 16 de novembro de 2009, a montadora alemã Mercedes-Benz anunciou a compra da Brawn GP.[3] [4]

Pilotos[editar | editar código-fonte]

A Brawn GP contava com a mesma dupla de pilotos que a Honda F1 vinha contando desde 2006: Rubens Barrichelo e Jenson Button. Os pilotos de teste eram Alexander Wurz e Anthony Davidson. Wurz foi piloto de testes da Honda e foi mantido naquele ano. Já Davidson participou dos últimos GPs da Super Aguri, ao lado do japonês Takuma Sato.

O Carro[editar | editar código-fonte]

O Brawn BGP 001 de Rubens Barrichello, durante um teste no Circuito da Catalunha.

O modelo BGP 001 utilizado na temporada de 2009 foi montado a partir do chassi do RA109, que seria usado pela equipe Honda na temporada. O carro fez com que Barrichelo quebrasse o recorde do Circuit de Catalunya, durante os testes. Isso já foi o suficiente para que levantassem suspeitas que a equipe tinha o difusor utilizado de forma irregular no carro (essa mesma denuncia foi atribuída a Williams e Toyota), entretanto um delegado da FIA disse que o difusor das 3 equipes estavam legais. Com a manifestação rejeitada pela FIA, as equipes decidiram apelar da decisão. A apelação foi examinada e recusada entre as corridas da Malásia e da China, pela Corte de Apelação da FIA (no dia 15 de abril de 2009).

Títulos Mundiais de pilotos[editar | editar código-fonte]

Campeonatos Pilotos Temporadas
1 Inglaterra Jenson Button 2009

Títulos Mundiais de Construtores[editar | editar código-fonte]

Campeonatos Pilotos Temporadas
1 Inglaterra Jenson Button 2009
Brasil Rubens Barrichello 2009

Resultados da equipe na temporada de 2009[editar | editar código-fonte]

Pos Piloto Carro AUS
Austrália
MAL½
Malásia
CHN
República Popular da China
BHR
Bahrein
ESP
Espanha
MON
Mónaco
TUR
Turquia
GBR
Reino Unido
GER
Alemanha
HUN
Hungria
EUR
União Europeia
BEL
Bélgica
ITA
Itália
CIN
Singapura
JPN
Japão
BRA
Brasil
ABD
=Emirados Árabes Unidos
Pts Pts da Equipe
1 Reino Unido Button 22 1 1 3 1 1 1 1 6 5 7 7 Ret 2 5 8 5 3 95 172
3 Brasil Barrichello 23 2 5 4 5 2 2 Ret 3 6 10 1 7 1 6 7 8 4 77

Negrito = Pole position.

Itálico = Melhor volta da prova.

Ret = Não completou a prova.

½ = Foram dados a metade dos pontos. A corrida foi interrompida pelo mau tempo.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Brawn GP
Ícone de esboço Este artigo sobre Automobilismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.