Caterham F1 Team

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Malásia Caterham-Renault
Nome completo Caterham F1 Team
Sede Norfolk, Inglaterra
Chefe de equipe Manfredi Ravetto
Diretor técnico Colin Kolles
Site oficial www.caterhamf1.com
Temporada de Fórmula 1 de 2014
Pilotos 9. Suécia Marcus Ericsson
46. Reino Unido Will Stevens
10. Japão Kamui Kobayashi
45. Alemanha André Lotterer
Pilotos de teste 45. Espanha Roberto Merhi
46. Países Baixos Robin Frijns
Chassis CT-05
Motor Renault Energy F1-2014 V6 Turbo
Pneus Pirelli
Combustível Total
Histórico na Fórmula 1
Estréia GP do Bahrein de 2010
Último GP GP de Abu Dhabi de 2014
Corridas concluídas 55
Campeã de construtores 0
Campeã de pilotos 0
Vitórias 0
Pole Position 0
Voltas rápidas 0
Pontos 0
Posição no último campeonato
(2013)
NC (11º lugar)
nenhum ponto

A Caterham F1 Team, antes Lotus F1 Team, ou ainda Lotus Racing, também conhecida como 1Malaysia F1 Team Lotus pelos meios de comunicação malaios, é uma equipe que passou a integrar a Fórmula 1 em 2010.[1]

A equipa ganhou o lugar da BMW após esta ter anunciado a sua decisão de se retirar do campeonato no final da época de 2009.[2] Ela junta-se à HRT F1 Team e à Virgin Racing como uma das novas equipes para a temporada 2010.

História[editar | editar código-fonte]

Apoiada por um grupo de empresas malaias, a equipe teve sua participação na Fórmula 1 anunciada pela FIA no dia 15 de setembro de 2009, utilizando o nome Lotus.[3] O motor utilizado foi o Cosworth e a equipe técnica e de projetos dirigida por Mike Gascoyne[2] (que já trabalhou na McLaren, Tyrrell, Sauber, Jordan, Renault e Toyota).[4] Em 14 de dezembro a equipe anunciou o italiano Jarno Trulli e o finlandês Heikki Kovalainen como dupla de pilotos para 2010.[5] O malaio Fairuz Fauzy foi apresentado como piloto de testes.

Em 12 de fevereiro de 2010, a equipe apresentou seu carro para a disputa da temporada 2010 de Fórmula 1, predominantemente com o tradicional verde escuro da escuderia Lotus original.[6] A equipe apresentou um rendimento muito abaixo das equipes veteranas, porém a frente das outras estreantes, HRT e Virgin.

Em 2011 a equipe passou a utilizar motores Renault. O desempenho do carro melhorou, mas a equipe terminou o ano novamente na décima posição, sem pontos.

Uso do nome Lotus[editar | editar código-fonte]

Após o colapso de 1994 os direitos sobre o nome Team Lotus foram adquiridos por David Hunt, irmão do ex-piloto e campeão mundial James Hunt.[7] Em 2009, quando a FIA anunciou a intenção de limitar o orçamento para a entrada de novas equipes, a Litespeed adquiriu o direito de submeter uma inscrição com o nome histórico.[7] A Lotus Cars, companhia irmã da original Team Lotus distanciou-se desta iniciativa e anunciou a sua intenção de avançar com uma ação para proteger o nome e reputação da equipe se fosse necessário.[8] Quando a lista de incritos de 2010 foi divulgada em 12 de junho de 2009, a Litespeed Team Lotus não foi uma das selecionadas.[9] Em setembro de 2009, o governo da Malásia apoiou a inscrição da Team Lotus para o campeonato de 2010 com a intenção de promover a construtora malaia Proton, que é dona da Lotus Cars.[10]

Em 8 de dezembro de 2010 a equipe Renault F1, foi comprada pelo Grupo Lotus controlado pela Proton, passando a se chamar Lotus Renault.[11] O episódio gerou uma disputa jurídica pelo nome da equipe e diante do impasse, ambas as equipes participaram do campeonato de 2011 com o nome Lotus.

Em outubro de 2011, Tony Fernandes anunciou que estava abrindo mão do nome Lotus e adotando a marca Caterham a partir da temporada 2012.[12]


Pilotos[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Carro Pneus Motor Pilotos Pilotos de testes Classificação
Pontos

2014

Caterham F1 Team CT-05 P Renault Energy F1-2014[13]
V6 Turbo
Suécia Marcus Ericsson

Reino Unido Will Stevens
Japão Kamui Kobayashi
Alemanha André Lotterer

Espanha Roberto Merhi

Países Baixos Robin Frijns
Estados Unidos Alexander Rossi

NC (11º lugar)
nenhum ponto

2013

Team Caterham CT-03 P Renault RS27-2013 V8 França Charles Pic

Países Baixos Giedo van der Garde

Venezuela Rodolfo González NC (11º lugar)
nenhum ponto

2012

Team Caterham CT-01 P Renault RS27-2012 V8 Finlândia Heikki Kovalainen

Rússia Vitaly Petrov

Países Baixos Giedo van der Garde

Estados Unidos Alexander Rossi
Venezuela Rodolfo González

NC (10º lugar)
nenhum ponto

2011

Team Lotus T128 P Renault RS27-2011 V8 Finlândia Heikki Kovalainen

Itália Jarno Trulli
Índia Karun Chandhok

Brasil Luiz Razia

Itália Davide Valsecchi
Angola Ricardo Teixeira
Índia Karun Chandhok

NC (10º lugar)
nenhum ponto

2010

Lotus Racing T127 B Cosworth CA2010 V8 Finlândia Heikki Kovalainen

Itália Jarno Trulli

Malásia Fairuz Fauzy NC (10º lugar)
nenhum ponto

↑1 *Em andamento

Resultados na temporada de 2014[editar | editar código-fonte]

Pos Piloto Carro AUS
Austrália
MAL
Malásia
BHR
Bahrein
CHN
República Popular da China
ESP
Espanha
MON
Mónaco
CAN
Canadá
AUT
Áustria
GBR
Reino Unido
ALE
Alemanha
HUN
Hungria
BEL
Bélgica
ITA
Itália
SGP
Singapura
JAP
Japão
RUS
Rússia
EUA
Estados Unidos
BRA
Brasil
ARE
=Emirados Árabes Unidos
Pts Pts da Equipe Pos da Equipe
19 Suécia Marcus Ericsson 9 Ret 14 Ret 20 20 11 Ret 18 Ret 18 Ret 17 Ret 15 17 19 0 0 NC
(11º)
22 Japão Kamui Kobayashi 10 Ret 13 15 17 Ret 13 Ret 16 15 16 Ret 17 DNS 19 Ret Ret 0
23 Reino Unido Will Stevens 46 17 0
24 Alemanha André Lotterer 45 Ret 0

Negrito = Pole Position.

Itálico = Volta Mais Rápida

Ret = Não completou a prova.

- = Classificado pois completou 90% ou mais da prova.

½ = Foram dados a metade dos pontos. A corrida foi interrompida pelo mau tempo.

Desc = Desclassificado da prova.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Caterham F1 Team
Ícone de esboço Este artigo sobre Fórmula 1 é um esboço relacionado ao projeto sobre Fórmula 1. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.