Luigi Fagioli

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Luigi Fagioli
Informações pessoais
Nome completo Luigi Fagioli
Nacionalidade Itália italiano
Nascimento 9 de julho de 1898
Morte 20 de maio de 1952 (53 anos)
Registros na Fórmula 1
Temporadas 1950-1951
Equipes 1 (Alfa Romeo)
GPs disputados 7
Títulos 0
Vitórias 1
Pódios 6
Pontos 28
Pole positions 0
Voltas mais rápidas 0
Primeiro GP GP da Grã-Bretanha de 1950
Primeira vitória GP da França de 1951
Última vitória GP da França de 1951
Último GP GP da França de 1951

Luigi Fagioli (Osimo, 9 de julho de 1898Monte Carlo, 20 de junho de 1952) foi um piloto de automobilismo italiano. Participou dos dois primeiros Campeonatos Mundiais de Fórmula 1 em 1950 e 1951, somando sete provas, uma vitória, uma pole position e trinta e dois pontos. Foi piloto oficial da Alfa Romeo durante esse período.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Fagioli iniciou sua carreira como piloto ainda na década de 20, disputando provas na Itália, França e Alemanha. Já tinha 52 anos de idade quando disputou sua primeira temporada de Fórmula 1, surpreendendo a todos com uma performance constante: terminou em segundo lugar em quatro das seis provas do ano (chegaria em terceiro em uma e abandonaria outra).[1]

Ficou famoso por sua determinação e por seu temperamento. Em 1934, correndo uma prova pela Mercedes em pleno Nurburgring, recebeu ordens de ceder a vitória a um companheiro de equipe. Furioso, parou o carro na beira da estrada (a corrida era disputada em uma rodovia) e voltou para casa, deixando a equipe. Em 1936, durante um dia de corrida, discutiu com um dos pilotos da Mercedes, e um mecânico da equipe arremessou um martelo na direção do italiano, que evitou o golpe.

Essas reações foram vistas em 1951. Fagioli era companheiro de equipe de Juan Manuel Fangio, e à altura do Grande Prêmio da França o argentino disputava o título com Giuseppe Farina. Durante a prova Fangio teve problemas com seu carro, e usando um artifício permitido pelo regulamento, a Alfa chamou Fagioli (líder da prova) para os boxes e entregou seu carro a Fangio. O argentino venceu a prova, mas de acordo com o regulamento, a vitória e os pontos foram repartidos com Fagioli. Este foi um dos dois casos de empate na categoria (o outro ocorreria com Stirling Moss e Tony Brooks).[1]

A vitória compartilhada de Fagioli também marcaria três recordes até hoje insuperáveis: o de piloto mais velho (53 anos e 22 dias) a vencer um Grande Prêmio,[1] o mais velho a subir ao pódio e o mais velho a pontuar. Mesmo assim, Fagiolli ficou insatisfeito com o time, e demitiu-se ao final da premiação.

Morte[editar | editar código-fonte]

Luigi Fagioli prosseguiu com a carreira até meados de 1952, já quase com 54 anos de idade. Durante uma prova de exibição em Mônaco, o italiano sofreu um acidente pilotando uma Lancia esporte, batendo no túnel existente no percurso do principado, quebrando um braço e uma perna, além de sofrer ferimentos internos. Levado ao hospital, parecia não correr mais risco de vida, mas três semanas depois seu estado se complicou, vindo a falecer em consequência dos ferimentos.[1]

Resultados no Campeonato Mundial de Fórmula 1[editar | editar código-fonte]

(legenda) (Corridas em negrito indicam pole position)

Ano Equipe Chassis Motor 1 2 3 4 5 6 7 8 Posição Pts.
1950 Alfa Romeo SpA Alfa Romeo 158 Alfa Romeo L8C GBR
2
MON
Ret
500 SUI
2
BEL
2
FRA
2
ITA
3
24 (28)
1951 Alfa Romeo SpA Alfa Romeo 159B Alfa Romeo L8C SUI 500 BEL FRA
1*
GBR GER ITA ESP 11º 4

* Duas corridas em parceria com Juan Manuel Fangio, obtendo respectivamente a 1ª e a 11ª posição. Os pontos referentes à vitória foram divididos entre os pilotos.

Referências

  1. a b c d Pilotos (em inglês) Kolumbus. Página visitada em 26 de maio de 2011.