Voivodia de Wilno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A voivodia de Wilno (polonês: Województwo wileńskie, latim: Palatinatus Wilnensis) foi uma unidade de divisão administrativa do período entre-guerras na Polônia (1925-1939), bem como da República das Duas Nações (século XIV-1795). Deixou de existir em setembro de 1939, depois da invasão da Polônia pelos alemães e soviéticos.

Voivodia de Wilno (1925-1939)[editar | editar código-fonte]

Województwo wileńskie
Voivodia de Wilno
Brasão da voivodia de Wilno
Mapa da divisão administrativa da Polônia (1925-1939) mostrando a localização da voivodia de Wilno (em vermelho).
Latim Palatinatus Wilnensis
Duração 19251938
Capital Wilno
Voivoda último: Artur Maruszewski
Área em 1925 29 109 km²
População 1.005.565 hab.
(1925)
1 276 000 hab.
(1939)
Densidade 34,5 hab/km²
(1925)
43,8 hab/km²
(1939)

A voivodia de Wilno (polonês: województwo wileńskie, lituano: Vilniaus vaivadija, foi uma das voivodias da Polônia de 1923 até a transferência da região pela União Soviética para a Lituânia em setembro de 1939. Sua área era de 29 109 km² (sendo a quarta maior voivodia da Polônia) e sua população (de acordo com o censo polonês de 1931) era de 1 276 000 habitantes. Foi a última voivodia da Polônia a ser formada no período entre-guerras. Criada em 22 de dezembro de 1923 era uma combinação de terras da antiga Lituânia Central e o Departamento de Wilno criado em 1920. Sua população era formada, em sua maioria, por poloneses e bielorrussos, com uma minoria de judeus, russos e lituanos.

Localização[editar | editar código-fonte]

Esta voivodia estava localizada na parte nordeste do país, divisa com a União Soviética a Leste, Lituânia a Oeste, Letônia ao Norte, voivodia de Nowogródek ao Sul e voivodia de Białystok ao sudoeste. Seu relêvo era plano, com partes de colinas e diversos lagos (o lago Narocz, o maior lago da Polônia do período entre-guerras, estava localizado dentro da área da voivodia). Em 1 de janeiro de 1937 as florestas constituíam 21.2% da área da voivodia (com uma média nacional de 22.2%).

Cidades e divisão administrativa[editar | editar código-fonte]

A voivodia de Wilno foi criada depois que o território do Estado-fantoche da República da Lituânia Central surgiu da fusão da então chamada Área de Wilno.

  • Capital da voivodia: Vilnius city COA.gif Wilno

Nos anos de 1922 a 1939 ela foi dividida em 8 powiaty (condados):

Em 1931, a maior cidade da voivodia (e a maior do nordeste da Polônia) era Wilno, com 195 100 habitantes. Com exceção desta cidade, todo o restante da voivodia era pouco povoado e carecia de centros urbanos. Todas as demais cidades eram muito pequenas, nenhuma delas atingindo a marca de 10 000 habitantes (em 1931).

População[editar | editar código-fonte]

Em 1931 a voivodia era habitada por 1 276 000 pessoas. A maioria da população era formada por poloneses (59.7%). Constituindo a minoria estavam: bielorrussos (22.7%), russos (3.4%), judeus (8.5%) e lituanos (5.5%). A densidade populacional era de 44 pessoas por km². (a segunda mais baixa da Polônia, depois da voivodia da Podláquia).

Ferrovias e indústrias[editar | editar código-fonte]

A voivodia de Wilno estava localizada na então chamada Polônia “B”, significando que era subdesenvolvida, sem indústrias (com exceção da cidade de Wilno) e poderia ser até classificada como Polônia “C”. Grande parte da população era pobre, com alto nível de analfabetismo (em 1931, 29.1% da população era analfabeta, sendo a média nacional de 23.1%). A malha ferroviária era pequena, com apenas algumas junções - as mais importantes eram a de Wilno, também as de Mołodeczno, Krolewszczyzna e Nowa Wilejka. O comprimento total das ferrovias dentro dos limites da voivodia era de 1 097 quilômetros.

Setembro de 1939 e suas conseqüências[editar | editar código-fonte]

Em 17 de setembro de 1939, após a invasão alemã da Polônia e o Pacto Molotov-Ribbentrop, as forças soviéticas invadiram o leste da Polônia. Como o Exército da Polônia estava mais concentrado na parte oeste do país, em luta contra os alemães, os soviéticos encontraram pouca resistência e suas tropas avançaram rapidamente em direção ao oeste, ocupando facilmente a área da voivodia.

A União Soviética ocupou a área em 1939 e em 1941 foi a vez da ocupação pela Alemanha. Depois da Segunda Guerra Mundial, a região foi anexada pela União Soviética e dividida entre as Repúblicas Socialistas Soviéticas da Lituânia e da Bielorrússia.

Voivodas[editar | editar código-fonte]

Voivodia de Vilnius (século XIV-1795)[editar | editar código-fonte]

Województwo wileńskie
Voivodia de Vilnius
Brasão da voivodia de Vilnius
Mapa mostrando a localização da voivodia de Vilnius (em vermelho) na República das Duas Nações.
Latim Palatinatus Vilnensis
Duração 15041795
Província Lituânia
Capital Vilnius
Sejmik Vilnius
Área 44 200 km²
Condados 5
Senadores 3

A voivodia de Vilnius (lituano: Vilniaus vaivadija, polonês: województwo wileńskie) foi uma unidade de divisão administrativa e governo local no Grão-Ducado da Lituânia (depois da União de Lublin ela, juntamente com todo o Grão-Ducado da Lituânia, tornou-se parte da República das Duas Nações) do século XV até as partições da Polônia em 1795.

Geografia e divisão administrativa[editar | editar código-fonte]

Geograficamente a área era centralizada em torno da cidade de Vilnius, que foi sempre a capital e sede da voivodia. Porém, os limites da voivodia variaram com o tempo. A voivodia que existiu até as partições da Polônia, era composta de cinco divisões administrativas menores chamadas de powiat (em lituano: plural - pavietai, singular - pavietas), correspondentes a condados:

História[editar | editar código-fonte]

Grão-Ducado da Lituânia[editar | editar código-fonte]

Em 1413 a União de Horodło introduziu o título de voivoda no Grão-Ducado da Lituânia. Inicialmente a área de domínio de um voivoda estava centrada em torno das duas mais importantes e antigas cidades da Lituânia, Trakai e Vilnius.

República das Duas Nações[editar | editar código-fonte]

Depois da União de Lublin, em 1569, que formou a República das Duas Nações, o Grão-Ducado manteve muito de sua autonomia e Vilnius permaneceu sendo a capital da voivodia, porém, deixou de ser a capital do país, sendo escolhida Cracóvia como a capital da nova federação, (voivodia da Cracóvia) e mais tarde a capital foi transferida para Varsóvia (voivodia da Mazóvia).

Depois das partições da Polônia, o território da voivodia de Wilno foi incorporada pela Rússia Imperial.

Voivodas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Zygmunt Gloger. Geografia historyczna ziem dawnej Polski. Kraków: Spółka Wydawnicza Polska, 1900. ISBN 83-214-0883-4.
  • Maly Rocznik Statystyczny, Warszawa 1939 (Anuário Estatístico da Polônia, Varsóvia 1939).