À Tout le Monde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
"À Tout Le Monde"
Single de Megadeth
Lançamento 1994
Gênero(s) Heavy Metal
Duração 4:28
Gravadora(s) Capitol
Composição Dave Mustaine

À Tout le Monde é uma música da banda de thrash metal estadunidense Megadeth.

Foi lançada no álbum Youthanasia em 1994. Em 2007, a música foi rearranjada com o nome "À Tout le Monde (Set Me Free)" com a participação de Cristina Scabbia, sendo lançada como segundo single do álbum United Abominations.

Música e letra[editar | editar código-fonte]

O canal de televisão MTV, proibiu o videoclipe de "A Tout Le Monde" alegando que o mesmo era pró-suicídio. No entanto, em uma entrevisa realizada por volta de 1994, Dave Mustaine afirmou:

Não é uma canção de suicídio. Quando as pessoas têm um ente querido que morre, você sabe, eles desejam que poderiam dizer alguma coisa para eles. Portanto, esta é uma oportunidade para os falecidos dizerem algo antes de ir. E foi a minha impressão do que eu gostaria de dizer para as pessoas, se eu tivesse digamos, 3 segundos para fazer isso na vida antes de eu morrer eu diria para o mundo inteiro, para todos os meus amigos, eu amo todos vocês, e agora devo ir. Estas são as últimas palavras que eu nunca mais vou falar, e elas vão me libertar. Eu não tenho que dizer que me desculpe, eu não tenho que dizer que vou sentir saudades de você, ou eu vou esperar por você. Você sabe, eu só vou dizer que eu te amei muito.

Mustaine criticou abertamente a MTV pela proibição do vídeo, dizendo "Vocês fizeram Kurt Cobain o homem do ano, e se ele deixou alguma coisa como sua última mensagem permanente é que o caminho mais fácil é estourar seus miolos."

Este fato é destaque no lançamento do DVD Arsenal of Megadeth e é exibido antes do videoclipe começar.

Conexão com o massacre[editar | editar código-fonte]

Kimveer Gill, o homem responsável pelo Massacre do Dawson College em Setembro de 2006 era fã da banda e em seu blogue no site VampireFreaks.com no dia do ataque, ele havia mencionado a música. Isso levou o Megadeth a ser acusado por vários grupos de vigilância como sendo o motivador do massacre. Em uma apresentação em Montreal em 27 de setembro, logo após o ataque, Dave Mustaine disse à multidão:

O cara que foi para Dawson College e atirou em todos, é terrível. Fora o fato de que o que ele fez foi errado, temos um relacionamento com Montreal, e aquilo realmente nos chateou.

Antes do show em uma entrevista para a CBC News Mustaine disse:

"Eu estava com tanta raiva que esse cara iria usar a minha música, e que ele iria tentar transformar essa bela canção em algo feio e desagradável. Ela é para aqueles que perderam suas vidas, e é um presente para aqueles que estão no processo de recuperação (...) e Gill não era digno de ser um fã do Megadeth."[1]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]