120347 Salácia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
120347 Salácia
Transnetuniano
Cubewano
Características orbitais
Periélio 37,355 AU UA
Afélio 46,421 AU UA
Excentricidade 0,108
Período orbital 10 0091 d (274,03 a)
Período sinódico d ( a)
Inclinação 23,9 °
Número de Satélites Actaea
(303 ± 35)
Características físicas
Dimensões 854 ± 45 km[1]
905 ± 103 km[2]
Massa 4,5 × 1020

−0.36 g/cm kg

Período de rotação 6,09 h h[3]
Albedo 0,035+0,010
−0,007

−0.007

Magnitude absoluta 4,0[3]
Composição da atmosfera
Pressão atmosférica kPa

120347 Salácia, que tinha a designação provisório de: (120347) 2004 SB60, é um objeto transnetuniano que está localizado no Cinturão de Kuiper, uma região do Sistema Solar. Este objeto é classificado como um cubewano. Ele possui uma magnitude absoluta de 4,0[4] e tem um diâmetro estimado com cerca de 854 ± 45 km.[1] No site de Mike Brown, Salácia aparece como um objeto com grandes chances de ser um planeta anão.[5] Atualmente, estima-se que seu diâmetro é ligeiramente acima dos 900 km.[6] Salácia órbita ao redor do Sol a uma distância média ligeiramente maior que a de Plutão.

Descoberta[editar | editar código-fonte]

120347 Salácia foi descoberto no dia 22 de setembro de 2004, pelos astrônomos Henry G. Roe, Michael E. Brown e Kristina M. Barkume. Através do Observatório Palomar.[4]

Foi observado 100 vezes, e foi recuperado em imagens que nos remonta ao ano de 1982.[3]

Nome[editar | editar código-fonte]

O (120347) 2004 SB60 recebeu o nome de Salácia em 18 de fevereiro de 2011. Salácia é a deusa da água salgada e mulher de Netuno.[7] O nome de sua lua, Actaea, foi também atribuído no mesmo dia. Actaea na mitologia é uma nereida ou ninfa do mar.

Características orbitais[editar | editar código-fonte]

A órbita de 120347 Salácia tem uma excentricidade de 0,108 e possui um semieixo maior de 41,888 UA. O seu periélio leva o mesmo a uma distância de 37,355 UA em relação ao Sol e seu afélio a 46,421 UA.[4]

Propriedades físicas[editar | editar código-fonte]

Apesar de Salácia ter uma inclinação de 24°, não é um membro da família Haumea, uma vez que o espectro do infravermelho próximo é praticamente plano e sugere uma quantidade inferior a 5% de gelo de água. A massa total do sistema Salácia-Actaea é de 4,66 ± 0,22 x 10 20 kg. Com base em seus diâmetros relativos, 96% da massa do sistema deve fazer parte de Salácia. Salácia tem o albedo e a densidade mais baixa entre os objetos transnetunianos de tamanho semelhante.[2]

Satélite[editar | editar código-fonte]

Salácia tem uma lua, Actaea, que órbita ao redor de seu primário a cada 5,494 dias a uma distância de 5 619 ±87 km e com uma excentricidade de 0,0084 ± 0,0076.[2] O seu diâmetro é de 303 ± 35 km.[6] Foi descoberta em 21 de julho de 2006 por Keith S. Noll, Harold F. Levison, Denise Stephens e Will Grundy, graças ao uso do Telescópio Espacial Hubble.[8]

Referências

  1. a b «TNOs are Cool: A survey of the trans-Neptunian region. VIII. Combined Herschel PACS and SPIRE observations of 9 bright targets at 70–500 µm.» (PDF) (em inglês). Consultado em 3 de dezembro de 2014. 
  2. a b c «Physical Properties of Trans-Neptunian Binaries (120347) Salacia–Actaea and (42355) Typhon–Echidna» (PDF) (em inglês). Elsevier. Consultado em 3 de dezembro de 2014. 
  3. a b c «JPL Small-Body Database Browser: 120347 (2004 SB60)» (em inglês). Consultado em 13 de maio de 2014. 
  4. a b c «List Of Transneptunian Objects» (em inglês). Minor Planet Center. Consultado em 10 de junho de 2015. 
  5. «How many dwarf planets are there in the outer solar system? (updates daily)» (em inglês). California Institute of Technology. Consultado em 13 de maio de 2014. 
  6. a b «Physical Properties of Trans-Neptunian Binaries (120347) Salacia–Actaea and (42355) Typhon–Echidna» (em inglês). Consultado em 13 de maio de 2014. 
  7. «(120347) Salacia and Actaea» (em inglês). johnstonsarchive.net. Consultado em 13 de maio de 2014. 
  8. «IAUC 8751: (120347) 2004 SB_60; 2006gi, 2006gj; V733 Cep» (em inglês). IAU Central Bureau for Astronomical Telegrams. Consultado em 13 de maio de 2014. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]