2º Congresso Nacional do Partido Comunista da China

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
2º Congresso Nacional do Partido Comunista da China
s: 中国共产党第二次全国代表大会

t: 中國共產黨第二次全國代表大會

Bandeira do Partido Comunista da China de 1921 a 1996
Cidade(s) Reino Unido Estados Unidos Concessão Internacional de Xangai
Data 16 a 23 de julho de 1922
Participantes 12 delegados representando 195 membros do partido[1]
Cronologia
1º Congresso Nacional do Partido Comunista da China
3º Congresso Nacional do Partido Comunista da China

O Segundo Congresso Nacional do Partido Comunista da China foi um importante congresso realizado em Xangai, entre 16 e 23 de julho de 1922.[2]

Discussão[editar | editar código-fonte]

Baseando-se nas teorias de Lenin sobre a questão nacional e colonial, e nas investigações das questões básicas da revolução chinesa feitas desde a fundação do Partido Comunista da China, o congresso aprovou a Resolução do Partido Comunista da China sobre o Imperialismo e Eventos Mundiais, onde fazia uma análise da conjuntura mundial e da natureza semi-colonial e semi-feudal da sociedade chinesa, delineando os principais personagens, a força motriz e os principais alvos da revolução chinesa e também formulando os programas mínimos e máximos do partido. Assinalou que a revolução chinesa era uma revolução democrática contra o imperialismo e o feudalismo, da qual a força motriz era o proletariado, os camponeses e a pequena burguesia. Os objetivos do programa mínimo incluíam a eliminação de toda a desordem interna e a inevitável derrubada dos senhores de terra para alcançar finalmente a paz no país; e o fim de toda a opressão imperialista estrangeira para conquistar a independência completa para nação chinesa. Os objetivos máximos do programa seriam: organizar o proletariado para o estabelecimento da ditadura dos trabalhadores e camponeses através da luta de classes, eliminar o sistema de propriedade privada e gradualmente ir em direção da sociedade comunista.

Significado do Congresso[editar | editar código-fonte]

Além da Resolução sobre o Imperialismo e Eventos Mundiais, congresso também levou à confirmação e adoção da Constituição do Partido Comunista da China entre várias outras resoluções que foram aprovadas durante o evento. Isso incluiu a Declaração do Segundo Congresso Nacional do Partido Comunista da China, Resolução sobre a Junção à Internacional Comunista, Resolução da Frente Unida da Democracia, Resolução sobre o Movimento Sindical e o Partido Comunista, Resolução sobre o Movimento da Juventude Comunista, Resolução sobre o Movimento da Mulher e Resolução sobre a Constituição do Partido Comunista.[3]

A declaração feita pelo 2º Congresso estabeleceu que o Partido Comunista da China seria um "braço da Comintern". No evento também foi aprovação a junção à Comintern, uma virada drástica em relação ao 1º Congresso Nacional, onde foi afirmado que a Comintern seria somente uma aliada do Partido Comunista da China. Esse alinhamento feito no 2º Congresso afetaria muito o desenvolvimento do partido em seus primeiros anos.[2]

Comparecimento[editar | editar código-fonte]

Registrado no 6º Congresso Nacional realizado em Moscou em 1928, os 12 participantes do 2º Congresso Nacional foram listados da seguinte forma: Chen Duxiu, Zhang Guotao, Li Da, Yang Mingzhai, Luo Zhanglong, Wang Jinmei, Xu Baihao, Mao Zedong, Cai Hesen, Tan Pingshan, Li Zhenying e Shi Cuntong.[4]

No entanto, esta lista apenas indicou os representantes, e não o total de membros efetivos que participaram do congresso. Mao Zedong, por exemplo, recebeu a notificação para participar do congresso, mas não compareceu. Na obra "História do Partido Comunista Chinês", publicada pelo Centro de Pesquisas do Partido Comunista da China, é afirmado que há certa ambiguidade em relação à participação de Mao no congresso. Assim, como os registros oficiais dos representantes permanecem ambíguos, é possível que na verdade seja "alguém que não seja Mao quem participou do congresso".[4]

No entanto, em uma entrevista feita pelo jornalista americano Edgar Snow e publicada em seu livro Estrela Vermelha sobre a China, foi registrado que Mao admitiu a Snow sua ausência do 2º Congresso Nacional devido à uma falha de comunicação.

Eleitos[editar | editar código-fonte]

Foi eleito o Comitê Executivo Central do Partido, composto por Chen Duxiu, Zhang Guotao, Cai Hesen, Gao Junyu e Deng Zhongxia, com Chen Duxiu eleito presidente do comitê.

Referências[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]