Abdul Mejide I

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Abdul Mejide I
Nascimento 23 de abril de 1823
Constantinopla
Morte 25 de junho de 1861 (38 anos)
Constantinopla
Sepultamento Istambul
Cidadania Império Otomano
Progenitores Mãe:Bezmiâlem
Pai:Mahmud II
Cônjuge Şevkefza, Tirimüjgan, Yıldız Hanım Efendii, Gülcemal, Şayeste Hanım, Verdicenan Kadınefendi, Rahime Perestu, Gülüstü, Düzd-i Dil Kadın Efendi
Filho(s) Mehmed V, Abd-ul-Hamid II, Mehmed VI, Murat V, Mehmed Burhaneddin Efendi (1849-1876), Ahmed Kemaleddin, Nadile, Cemile, Seniha, Mediha, Refia, Fatma, Münire
Irmão(s) Adile, Abd-ul-Aziz
Ocupação governante
Prêmios Legião de Honra, Ordem de Santo André, Ordem do Medjidie, Ordem da Jarreteira
Osmanli-nisani.svg
Religião Islã
Causa da morte tuberculose
Assinatura
Tughra of Abdülmecid I.JPG

Abdul Mejide I[1] (em turco otomano: عبد المجيد اول; transl.: Abdü'l-Mecīd-i evvel, Abd-ul-Medjid, Abdul Mejid, Abdülmecid, Abdülmecit; Constantinopla, 23 de abril de 1823 – Constantinopla, 25 de junho de 1861) foi o 31° Sultão do Império Otomano, sucessor de seu pai Mamude II em 1839.

Foi o iniciador do chamado Tanzimat, durante o qual foram introduzidas reformas como a garantia dos direitos do indivíduo e a propriedade para todos os súbditos, a igualdade de todas as confissões religiosas perante a lei. Em 1853, com a sua oposição às exigências russas de exercer o protectorado sobre os seus súbditos ortodoxos, deu origem ao eclodir da Guerra da Crimeia.

Sucedeu no poder a seu pai Mamude II em 1839, oito dias depois da Batalha de Nezibe ganha por Ibraim Paxá, isto é, no momento mais crítico da luta entre a Turquia e o Egito. A diplomacia europeia deteve Ibrahim que marchava sobre Constantinopla. Dois tratados garantiram ao novo Padischah a integridade do seu império e permitiram-lhe continuar as reformas começadas no ano precedente.

Em 1848, com risco de descontentar a Áustria e a Rússia, recusou-se a entregar os refugiados húngaros e polacos. Deve-se citar entre as suas reformas o hatt-i-hon-naiun de 18 de Fevereiro de 1856 que melhorava a vida e liberdade dos cristãos. Abdul Mejide teve que reprimir numerosas insurreições.

Ameaçado pela Rússia em 1853, foi apoiado no ano seguinte pela França e pela Grã-Bretanha e Irlanda e a guerra do Oriente teve como resultado fazer entrar a Turquia, pelo Tratado de Paris (30 de Março de 1856), no âmbito europeu.

Em 1860 as potências europeias tiveram que intervir na Síria e "castigar" os drusos, contra os quais Abdul Mejide se encontrava impotente. O seu irmão Abdulazize sucedeu-lhe pouco tempo depois.

Referências gerais[editar | editar código-fonte]

  • Dicionário Universal Ilustrado, Ed. João Romano Torres & Cª.1911.
  • Nova Enciclopédia Portuguesa, Ed. Publicações Ediclube, 1996.
Precedido por
Mamude II
Sultão Otomano
18391861
Sucedido por
Abdulazize

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Alves, Adalberto (2014). Dicionário de Arabismos da Língua Portuguesa. Lisboa: Leya. ISBN 9722721798 
Ícone de esboço Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre História da Turquia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Abdul Mejide I
  1. Alves 2014, p. 59.