Adriano Cavalcante

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Adriano Cavalcante
Voleibol
Nome completo Adriano Fernandes Procópio Xavier Cavalcante
Apelido Nano
Modalidade Voleibol indoor
Nascimento 6 de fevereiro de 2002 (20 anos)
Ituiutaba, Minas Gerais
Nacionalidade brasileiro
Compleição Peso: 81 kg • Altura: 2,00 m
Posição Ponteiro
Nível Profissional
Clube Brasil Vôlei Renata
Medalhas
Competidor do Brasil
Campeonatos Mundiais
Bronze Eslovênia/Polônia 2022 Equipe
Campeonato Sul-Americano
Ouro Brasília 2021 Equipe
Jogos Pan-Americanos Júnior
Ouro Cáli 2021 Equipe

Adriano Fernandes Procópio Xavier Cavalcante (Ituiutaba, 6 de fevereiro de 2002) é um voleibolista indoor brasileiro atuante na posição de ponta, com marca de alcance de 344 cm no ataque e 324 cm no bloqueio.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Clube[editar | editar código-fonte]

Adriano competiu pelo time da Prefeitura de Juatuba, beneficiado pelo programa Esporte para Todos, onde disputava nas categorias Sub-17 e Sub-19 o Campeonato Metropolitano.[1] Na temporada 2019-20 o atleta se profissionalizou e foi apresentado como atleta do APAV/Canoas,[2] para disputar a Superliga Série B, porém a mesma foi cancelada devido à pandemia da COVID-19.[3]

Na temporada 2020-21 foi contratado pelo Vôlei Um Itapetininga. Alcançou as semifinais no Campeonato Paulista de 2020[4] e o quarto lugar na Superliga Série A eliminando nas quartas de final o favorito Sada Cruzeiro,[5] e destacou-se individualmente entre os maiores pontuadores com 294 pontos marcados e premiado como segundo melhor ponteiro da competição; além do quinto lugar na Copa Brasil de 2021.[6]

Em 2021 o ponteiro foi anunciado como o novo reforço do Vôlei Renata/Campinas.[7] Com o novo clube, o atleta conquistou o terceiro lugar do Campeonato Sul-Americano de 2022 ao vencer de virada o Policial Vóley.[8]

Seleção[editar | editar código-fonte]

Em 2019 foi convocado para seleção brasileira para disputar o Campeonato Mundial Sub-19, sediado em Tunes. Vestindo a camisa #6, finalizou o torneio na nona posição.[9]

Em 2021 foi convidado pelo técnico Renan Dal Zotto para treinar com a seleção adulta em preparação para a Liga das Nações em Rimini. No mesmo ano foi convocado para integrar a seleção brasileira na edição do Campeonato Sul-Americano de 2021, realizado em Brasília, e conquistou o título da competição ao vencer todas as partidas disputadas.[10]

Disputando o primeiro campeonato mundial adulto de sua carreira, conquistou a inédita medalha de bronze da seleção brasileira ao derrotar a seleção eslovena por 3 sets a 1.[11]

Títulos e resultados[editar | editar código-fonte]

Premiações individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Atleta do "Esporte para Todos" é convocado para a Seleção Brasileira- Página 2». Jornal de Juatuba e Mateus Leme. 4 de maio de 2019. Consultado em 5 de setembro de 2021 
  2. «Apav se apresenta em Canoas com reforços do Botafogo». Web Vôlei. 11 de dezembro de 2019. Consultado em 5 de setembro de 2021 
  3. «Superliga masculina é cancelada por conta da pandemia do coronavírus». Rede do Esporte. Consultado em 23 de setembro de 2022 
  4. Gavini, Fernando (10 de setembro de 2020). «VÔLEITabela do Campeonato Paulista de vôlei masculino 2020». Olimpíada Todo Dia. Consultado em 5 de setembro de 2021 
  5. «Itapetininga elimina Sada Cruzeiro e avança à semifinal da Superliga Masculino». GazetaEsportiva.com. 17 de março de 2021. Consultado em 5 de setembro de 2021 
  6. «Taubaté domina seleção, e Maurício Borges é MVP da Superliga Masculina». Globoesporte.com. 16 de abril de 2021. Consultado em 5 de setembro de 2021 
  7. «DESTAQUE DA SUPERLIGA, ADRIANO XAVIER É CONFIRMADO PELO VÔLEI RENATA». Saque Viagem. Consultado em 23 de setembro de 2022 
  8. «Vôlei Renata vira sobre Policial Volley e pega bronze no Sul-Americano». Consultado em 23 de setembro de 2022 
  9. «FIVB Volleyball Boys' U19 World Championship-Final 9-10 (Places 9 and 10)». FIVB (em inglês). 30 de agosto de 2019. Consultado em 5 de setembro de 2021 
  10. «Sul-Americano tem nova tabela após saída da Venezuela». 27 de agosto de 2021. Consultado em 29 de agosto de 2021 
  11. «Brasil vence a Eslovênia e leva o bronze inédito no Mundial». Ge.globo. 11 de setembro de 2022. Consultado em 11 de setembro de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]