Thales Hoss

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Thales Hoss
Voleibol
Nome completo Thales Gustavo Hoss
Modalidade voleibol indoor
Nascimento 26 de abril de 1989 (33 anos)
São Leopoldo, Rio Grande do Sul
Nacionalidade brasileiro
Compleição Peso: 80 kg • Altura: 1,87 m
Posição Líbero
Nível Profissional
Clube França Chaumont Volley-Ball 52
Medalhas
Competidor do Brasil
Campeonato Mundial
Prata Itália/Bulgária 2018 Equipe
Bronze Eslovênia/Polônia 2022 Equipe
Copa do Mundo
Ouro Japão 2019 Equipe
Copa dos Campeões
Ouro Japão 2019 Equipe
Liga das Nações
Ouro Rimini 2021 Equipe
Liga Mundial
Prata Curitiba 2017 Equipe
Campeonato Sul-Americano
Ouro Santiago e Temuco 2013 Equipe
Ouro Santiago e Temuco 2017 Equipe
Ouro Brasília 2021 Equipe
Campeonato Mundial Sub-21
Ouro Pune 2009 Equipe
Campeonato Sul-Americano Sub-21
Prata Poços de Caldas 2008 Equipe
Campeonato Sul-Americano Sub-19
Ouro Rosário 2006 Equipe
Competidor de Floripa
Campeonato Sul-Americano
Ouro Florianópolis 2009 Equipe
Prata San Carlos de Bolívar 2010 Equipe

Thales Gustavo Hoss (São Leopoldo, 27 de abril de 1989) é um voleibolista indoor brasileiro, atuante na posição de líbero que já atuou como ponta.

Desde as categorias de base atuou pela seleção brasileira, época que na categoria infanto-juvenil disputou a edição do Campeonato Mundial Infanto-Juvenil de 2007 no México, e obteve a medalha de ouro no Campeonato Sul-Americano de 2006 na Argentina, com destaque individual, mesmo feito obtido na conquista da medalha de prata no Campeonato Sul-Americano Juvenil no Brasil, além de sagrar-se medalhista de ouro no Mundial da Índia de 2009.[1]

Em clubes conquistou a medalha de ouro no Campeonato Sul-Americano de Clubes de 2009 realizado no Brasil, e na Argentina foi medalhista de prata na edição de 2010.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Thales se formou em 2006 pelo Colégio Sinodal, pelo qual competiu como voleibolista[2][3] e teve passagens nas categorias de base da pela Ulbra[3].

Também em 2006 iniciou nas categorias de base da Seleção Brasileira, ocasião que disputou o Campeonato Sul-Americano sediado na cidade argentina de Rosário, conquistando a medalha de Ouro e seu desempenho ao longo da competição rendeu-lhe três prêmios individuais: eleito o Melhor Passador, Melhor Defensor e Melhor Líbero desta edição.No mesmo ano sagrou-se campeão do Campeonato Brasileiro de Seleções, Divisão Especial, na categoria infanto-juvenil[4] edição realizada em Brusque, quando representava a seleção gaúcha.[5]

Na temporada 2006-07 defendeu o time do On Line/São Leopoldo. Foi convocado para Seleção Brasileira e disputou o Campeonato Mundial Infanto-Juvenil de 2007, realizado nas cidades mexicanas de Tijuana e Mexicali[6] quando vestiu a camisa#17,[7], mas a equipe não fez uma boa campanha finalizando na sétima colocação[8],nas estatísticas encerrou na quinquagésima primeira posição entre os melhores no levantamento[9] e foi o terceiro entre os melhores defensores.[10]

Na temporada posterior foi campeão do campeonato gaúcho e também campeão do campeonato paulista, ambas na categoria adulto, jogando pela Ulbra/Suzano/UPtime,[4] sendo por este terceiro colocado na Superliga Brasileira A 2007-08.[11] Thales foi um dos reforços do Sada Cruzeiro na temporada 2008-09, quando conquistou o título do campeonato mineiro de 2008 e terceiro lugar na Superliga Brasileira A 2008-09.[4]

Em 2008 novamente representou a seleção brasileira na edição do Campeonato Sul-Americano Juvenil em Poços de Caldas, quando encerrou com a medalha de prata em solo brasileiro e foi eleito o melhor defensor de toda competição.[12][13] No ano seguinte novamente foi convocado para seleção brasileira,[14] para disputar o Campeonato Mundial realizado em Pune, na Índia, sendo medalhista de ouro desta edição.[1]

Defendendo a Cimed/Brasil Telecom[15], conquistou a medalha de ouro no Campeonato Sul-Americano de Clubes de 2009 sediado em Florianópolis-Brasil[16][17],mas não foi inscrito no Campeonato Mundial de Clubes em Doha-Qatar no mesmo ano.[18]

Pela Cimed/Malwee[19] conquistou em 2010 o ouro nos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) no mesmo ano[20] e foi tricampeão de forma consecutiva do Campeonato Catarinense nos anos de 2009, 2010 e 2011, além do título da Superliga Brasileira A 2009-10.[1] Ainda em 2010 representou esse clube no Campeonato Sul-Americano de Clubes realizado na cidade de San Juan[21] e finalizou com a medalha de prata[22] e recebeu o prêmio de Melhor Receptor de toda competição.[23]

Representou a Cimed/SC na Superliga Brasileira A 2010-11[24]. Com a segunda melhor campanha da fase classificatória, encerrou na quinta posição após eliminação nas quartas de final[25].Em 2011 encerrou com a prata nos Jasc realizado em Criciúma[26] e na Superliga Brasileira A 2011-12 atuando pela Cimed/Sky[27] e avançou as quartas de final da Superliga Brasileira A 2011-12, encerrando na sexta colocação.[28]

Ele conquistou seu tetracampeonato catarinense em 2012 jogando pela Super Imperatriz [1] e foi vice-campeão da edição deste ano dos Jasc[29] e terminou em décimo lugar na Superliga Brasileira A 2012-13[30].Em 2013 foi contratado pela UFJF [1] para atuar nas competições da temporada 2013-14[31].Disputou o Campeonato Mineiro de 2013, perdendo na semifinal para o Sada/Cruzeiro[32].

Na jornada 2014-15 passou atuar pelo Sesi-SP [1] e foi vice-campeão da Copa São Paulo de 2014[33],e também do Campeonato Paulista no mesmo ano[34] .Em 2015 encerrou na nona posição na Copa Banco do Brasil, cuja fase final foi disputada em Campinas[35] e foi inscrito por este clube na Superliga Brasileira A 2014-15[36] e por este tornou-se finalista da edição[37].

Em 2017, integrou o Funvic Taubaté. Na temporada 2018/19, ainda no time paulista, garantiu seu segundo título da Superliga Masculina, um dos passos mais consolidados de sua carreira como um experiente. Na temporada 2020/21, venceu a Superliga com o Taubaté, sendo seu terceiro título na carreira até agora. A partir de outubro, ele integra o Vôlei Natal, que era o antigo Taubaté, mas que passou pela mudança de federação e patrocínios. Com um novo estado sendo a nova casa, Thales estreou a nova regra da Superliga de Vôlei, onde o líbero pode ser o capitão do seu time. Seu primeiro jogo como capitão foi na primeira rodada da Superliga Masculina 2021/22.

Títulos e resultados[editar | editar código-fonte]

Premiações individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l ZAPP Marketing Esportivo. «Perfil do atleta: Thales». Consultado em 6 de abril de 2015 
  2. O Polvo. «Thales Hoss e Thiago Wesz se preparam para o Mundial de Voleibol Juvenil Ex-alunos do Sinodal disputam mundial de vôlei na Índia». 1 de julho de 2009. Consultado em 6 de abril de 2015 
  3. a b Jornal do Vôlei. «Perfil Thales Gustavo Hoss». Consultado em 31 de março de 2015 
  4. a b c d e f g h i Sada Vôlei. «SAIBA MAIS SOBRE O ELENCO DO SADA NESTA SUPERLIGA». 28 de outubro de 2008. Consultado em 7 de março de 2014 
  5. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «Campeonato Brasileiro de Seleções 2006-Infanto Juvenil Masculino - Divisão Especial :: 15/8 - 19/8». Consultado em 5 de abril de 2015 
  6. Vôlei Balneário Pinhal. «ATLETAS DO SINODAL CONVOCADOS PARA SELEÇÃO BRASILEIRA». 8 de agosto de 2007. Consultado em 7 de março de 2014 
  7. FIVB-Federação Internacional de Voleibol. «2007 Boys' Youth World Championship-BRA / Brazil - Team Composition» (em inglês). Consultado em 31 de março de 2015 
  8. FIVB-Federação Internacional de Voleibol. «2007 Boys' Youth World Championship- Standings- Final Standing» (em inglês). Consultado em 31 de março de 2015 
  9. FIVB-Federação Internacional de Voleibol. «2007 Boys' Youth World Championship- Best Setters» (em inglês). Consultado em 31 de março de 2015 
  10. a b FIVB-Federação Internacional de Voleibol. «2007 Boys' Youth World Championship- Best Diggers» (em inglês). Consultado em 31 de março de 2015 
  11. a b CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «SUPERLIGA 08/09: Histórico da Superliga». 27 de outubro de 2008. Consultado em 7 de março de 2014. Arquivado do original em 17 de outubro de 2014 
  12. Mundomas. «Sudamericano Juvenil de Voley- Argentina Campeón 2008» (em espanhol). Consultado em 5 de abril de 2015 
  13. a b CSV- Confederación Sudamericana de Voleibol. «XIX Campeonato Sudamericano Juvenil Masculino: Argentina vence a Brasil y es Campeón Sudamericano después de 26 años» (em espanhol). 12 de outubro de 2008. Consultado em 5 de abril de 2015 
  14. FIVB-Federação Internacional de Voleibol. «2009 FIVB Men's Junior World Championship-Pune, India-BRA / Brazil - Team Composition» (em inglês). Consultado em 31 de março de 2015 
  15. Clic RBS. «A vez dos meninos do Brasil». 30 de julho de 2009. Consultado em 5 de abril de 2015 
  16. FPV-Federação Paulista de Volleyball. «Brasil Vôlei Clube/SBC fica com o vice do Sul-Americano». 12 de outubro de 2009. Consultado em 31 de março de 2015 
  17. CSV- Confederación Sudamericana de Voleibol. «Cimed conquista título y plaza para el Mundial de Clubes» (em espanhol). 11 de outubro de 2009. Consultado em 5 de abril de 2015 
  18. FIVB-Federação Internacional de Voleibol. «2009 FIVB Men's Volleyball Club World Championship, Doha, Qatar-CIM / Cimed - Team Composition» (em inglês). Consultado em 31 de março de 2015 
  19. FPV-Federação Paulista de Volleyball (23 de abril de 2014). «Cimed/Malwee enfrenta Bonsucesso/Montes Claros na final». Consultado em 31 de março de 2015 
  20. a b Fesporte-Fundação Catarinense de Esporte (18 de setembro de 2010). «Estadual - Brusque- boletim final jasc 2010 brusque.pdf–Pág. 52». Consultado em 5 de abril de 2015 
  21. CSV- Confederación Sudamericana de Voleibol. «Campeonato Sudamericano Masculino de Clubes: CIMED vence en debut y se pone en las semifinales» (em espanhol). 28 de outubro de 2010. Consultado em 5 de abril de 2015 
  22. Espn Deportes. «Bolívar al mundial de clubes» (em espanhol). 1 de novembro de 2010. Consultado em 5 de abril de 2015 
  23. a b c SomosVóley. «SUDAMERICANO DE CLUBES 2010-Sud-Clubes/Final: Bolívar 3 - Cimed 2» (em espanhol). 1 de novembro de 2010. Consultado em 5 de abril de 2015 
  24. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «SUPERLIGA MASCULINA 2010/2011-FICHA COMPLETA - ESCALAÇÃO SUPERLIGA MASCULINA-CIMED». Consultado em 6 de abril de 2015. Arquivado do original em 13 de abril de 2015 
  25. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «SUPERLIGA MASCULINA 2010/2011- Play-Offs». Consultado em 6 de abril de 2015. Arquivado do original em 13 de abril de 2015 
  26. a b Fesporte-Fundação Catarinense de Esporte (19 de novembro de 2011). «Estadual - Brusque- boletim final jasc 2011 criciúma.pdf–Pág.32». Consultado em 15 de dezembro de 2014 
  27. Volei.org. «Cimed/Sky - Time da Superliga Masculina 2011/2012». Consultado em 6 de abril de 2014 
  28. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «SUPERLIGA MASCULINA 2011/2012-Classificação Final». Consultado em 6 de abril de 2015. Arquivado do original em 23 de outubro de 2014 
  29. a b Fesporte-Fundação Catarinense de Esporte (17 de novembro de 2012). «Estadual - Caçador- boletim final jasc 2012 caçador.pdf–Pág.46». Consultado em 15 de dezembro de 2014 
  30. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol (14 de abril de 2013). «VOLEIBOL- Resultados / classificação-SUPERLIGA MASCULINA 2012/2013» (PDF). Consultado em 7 de março de 2014. Arquivado do original (PDF) em 3 de março de 2016 
  31. Popimar Sports & Fashion News. «UFJF confirma renovação com Japa e contratações de Thales e Daivison». 19 de junho de 2013. Consultado em 7 de março de 2014 
  32. Ivan Elias (21 de dezembro de 2013). «UFJF perde para o Cruzeiro e é eliminado do Mineiro de Vôlei». Consultado em 7 de março de 2014 
  33. a b FPV-Federação Paulista de Volleyball (3 de agosto de 2014). «Vôlei Brasil Kirin conquista o título da Copa São Paulo de Vôlei 2014 masculina». Consultado em 31 de março de 2015 
  34. a b GloboEsporte.com (25 de outubro de 2014). «No tie-break, Taubaté vence Sesi-SP e fatura o inédito título Paulista de vôlei». Consultado em 31 de março de 2015 
  35. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol (22 de janeiro de 2015). «Copa Banco do Brasil- Temporada 2015-Torneio Masculino-Resultado e Classificação» (PDF). Consultado em 31 de março de 2015. Arquivado do original (PDF) em 17 de janeiro de 2014 
  36. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol (31 de março de 2014). «Superliga Masculina 2014/2015- Sesi- 17- Thales». Consultado em 31 de março de 2015 
  37. OTempo (31 de março de 2015). «Adversário definido-Sesi-SP vence Taubaté Funvic-SP e fará final contra Sada Cruzeiro». Consultado em 31 de março de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]