Lucarelli (voleibolista)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Ricardo Lucarelli de Souza)
Lucarelli Volleyball (indoor) pictogram.svg
Informações pessoais
Nome completo Ricardo Lucarelli Santos de Souza
Apelido Lucarelli
Modalidade Voleibol
Nascimento 14 de fevereiro de 1992 (30 anos)
Contagem, Minas Gerais, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Compleição Peso: 90 kg • Altura: 1,96 m
Posição Ponteiro
Nível Profissional
Clube Itália Gas Sales Bluenergy Piacenza
Período em atividade 2010–
Medalhas
Jogos Olímpicos
Ouro Rio 2016 Equipe
Campeonatos Mundiais
Prata Polônia 2014 Equipe
Bronze Eslovênia/Polônia 2022 Equipe
Copa do Mundo
Ouro Japão 2019 Equipe
Copa dos Campeões
Ouro Japão 2013 Equipe
Ouro Japão 2017 Equipe
Liga das Nações
Ouro Rimini 2021 Equipe
Liga Mundial
Prata Mar del Plata 2013 Equipe
Prata Florença 2014 Equipe
Prata Cracóvia 2016 Equipe
Prata Curitiba 2017 Equipe
Campeonato Sul-Americano
Ouro Cabo Frio 2013 Equipe
Ouro Maceió 2015 Equipe
Ouro Santiago–Temuco 2017 Equipe
Ouro Brasília 2021 Equipe
Copa Pan-Americana
Ouro Cidade do México 2013 Equipe
Campeonato Mundial Sub-23
Ouro Uberlândia 2013 Equipe
Campeonato Sul-Americano Sub-21
Ouro Santiago 2010 Equipe

Ricardo Lucarelli Santos de Souza, mais conhecido como Lucarelli (Contagem, 14 de fevereiro de 1992), é um jogador de voleibol indoor brasileiro que atua como ponteiro.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Clube[editar | editar código-fonte]

Lucarelli começou no esporte praticando futebol, natação, basquetebol e handebol, até que um dia, após acompanhar a sua irmã em um treino de voleibol, tomou gosto pelo esporte e começou a treinar em um projeto social, em sua cidade natal Contagem. Em 2005 o atleta foi chamado para treinar pelas categoria de base da Meritus, onde começou a se destacar nos campeonatos estaduais. Três anos após o ponteiro já estava atuando pelo Minas Tênis Clube, passando pelas categorias infanto, juvenil até chegar a equipe principal adulta. Em 2010 se tornou o 6º ponteiro da equipe, na temporada seguinte já era titular e melhor atacante da Superliga.[1]

Apesar de não ter conquistado nenhum título com a equipe mineira, o ponteiro adquiriu bastante conhecimentos técnicos e foi contratado pelo SESI-SP em 2013. Pelo time da capital paulista, o mineiro conquistou em sua temporada de estreia o título do Campeonato Paulista, o vice-campeonato da Copa do Brasil e da Superliga 2013-14. Na temporada seguinte, ainda com o time paulista, voltou a repetir o resultado da Superliga anterior, além do vice-campeonato paulista.[2]

Para a temporada 2015-16 foi anunciado como o novo reforço do FUNVIC Taubaté, por onde atuou por 5 anos conquistando: quatro títulos do Campeonato Paulista, um título da Copa do Brasil e um da Superliga.[3] Em 2020 fez sua estreia internacional ao fechar contrato com o Trentino, time da primeira divisão do Campeonato Italiano. No torneio continental, Lucarelli foi vice-campeão na Liga dos Campeões após marcar 13 pontos na final porém sendo derrotado pelo ZAKSA Kędzierzyn-Koźle.[4]

Em dezembro de 2021, após se transferir para o Cucine Lube Civitanova, foi vice-campeão mundial na 16ª edição do Campeonato Mundial de Clubes após perder a disputa do título para o anfitrião Sada Cruzeiro.[5]

Em 2022 o ponteiro assina com o Gas Sales Bluenergy Piacenza para competir pela terceira temporada seguida no voleibol italiano.[6]

Seleção[editar | editar código-fonte]

Lucarelli representou a seleção brasileira sub-19 no Campeonato Sul-Americano e no Campeonato Mundial, ficando em 2º e 9º, respectivamente. No ano seguinte conquistou o título do Campeonato Sul-Americano Sub-21 de 2010. Em 2011 ficou com a quinta colocação no Campeonato Mundial Sub-21.

Em 2012, aos 19 anos, se tornou o atleta mais jovem a vestir a camisa da seleção adulta brasileira. Competiu na fase preliminar da Liga Mundial, porém não foi selecionado a competir os Jogos Olímpicos e apenas acompanhou a equipe, observando os treinamentos e dando suporte para a seleção.[1]

Em 2013 representou tanto a seleção adulta quanto a seleção sub-23. Com a seleção sub-23 foi campeão do Campeonato Mundial e pela seleção adulta foi vice-campeão da Liga Mundial, campeão do Campeonato Sul-Americano, da Copa dos Campeões e da Copa Pan-Americana, sendo eleito MVP nesta última. No ano seguinte representou a seleção adulta no seu primeiro mundial, porém ficou com a medalha de prata no Campeonato Mundial de 2014, sediado na Polônia, sendo derrotado na final pela seleção anfitriã. Além do vice-campeonato na Liga Mundial. Em 2015 voltou a conquistar mais um título do Campeonato Sul-Americano.

Lucarelli e Serginho comemorando o ouro olímpico, na Rio 2016.

Em 2016 sagrou-se campeão olímpico nos Jogos Olímpicos do Rio, vencendo na final a seleção italiana por 3 sets a 0, no Maracanãzinho. Um mês antes voltou a conquistar mais uma medalha de prata na Liga Mundial. Em 2017, na última edição da Liga Mundial, realizado na Arena da Baixada, em Curitiba, foi derrotado pela seleção francesa no tie-break e novamente ficou com a medalha de prata. Completou o ano levantando as taças do Campeonato Sul-Americano e da Copa dos Campeões.

Em novembro de 2017 o atleta passou por cirurgia no tendão de Aquiles direito, após sofrer uma ruptura total em uma partida contra o Campinas pela Superliga. Devido ao ocorrido, o jogador não participou da primeira edição da Liga das Nações e pediu dispensa do Campeonato Mundial.[7][8] Em 2019, competindo pela primeira vez a Liga das Nações, ficou em quarto lugar após ser derrotado pela seleção polonesa. Logo após, participou pela primeira vez do Torneio Hubert Jerzeg Wagner, torneio amistoso anual sediado na Polônia. No final do mesmo ano conquistou a Copa do Mundo após vencer onze das onze partidas disputadas.

Em 2021 conquistou o inédito título da Liga das Nações após vencer a seleção polonesa por 3 sets a 1. No mesmo ano disputou a segunda olimpíada de sua carreira, terminando a competição no 4º lugar após perder a disputa da medalha de bronze para a seleção da Argentina.

Em 2022, disputando o segundo campeonato mundial de sua carreira, Lucarelli conquistou a inédita medalha de bronze com a seleção brasileira ao derrotar a seleção eslovena por 3 sets a 1.[9]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Lucarelli recebeu seu sobrenome após seu pai ver um quadro assinado por um artista chamado Lucarelli. Por familiares e companheiros de seleção, o atleta é chamado de "Luca" por ser mais fácil de pronunciar.[10][11]

No futebol, Lucarelli é torcedor do Clube Atlético Mineiro.[12]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Anos Clube
2010–2013 Brasil Vivo/Minas
2013–2015 Brasil Sesi-SP
2015–2020 Brasil FUNVIC Taubaté
2020–2021 Itália Itas Trentino
2021–2022 Itália Cucine Lube Civitanova
2022– Itália Gas Sales Bluenergy Piacenza

Títulos e resultados[editar | editar código-fonte]

Vivo/Minas
Sesi-SP
FUNVIC Taubaté
Itas Trentino
Cucine Lube Civitanova

Premiações Individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Ricardo Lucarelli de Souza». hansports. Consultado em 4 de abril de 2022 
  2. «Lucarelli, um dos destaques da seleção brasileira de vôlei, vai a Tóquio em busca do segundo ouro olímpico». infomoney. Consultado em 4 de abril de 2022 
  3. «Ricardo Lucarelli de Souza». Olimpiada Todo Dia. Consultado em 4 de abril de 2022 
  4. «ZAKSA outplay Trentino to claim maiden Champions League title» (em inglês). Consultado em 4 de abril de 2022 
  5. «Cruzeiro atropela Civitanova e conquista tetra do Mundial de Vôlei». Consultado em 11 de dezembro de 2021 
  6. «Italy: another transfers bomb – Lucarelli to Piacenza» (em inglês). Volley Times. Consultado em 23 de setembro de 2022 
  7. «Lucarelli passa por cirurgia, mas médico vê chance remota de retorno nesta Superliga». ge.globo. Consultado em 4 de abril de 2022 
  8. «Lucarelli pede dispensa do Mundial: "Não me sinto ainda em um nível adequado"». ge.globo. Consultado em 4 de abril de 2022 
  9. «Brasil vence a Eslovênia e leva o bronze inédito no Mundial». Ge.globo. 11 de setembro de 2022. Consultado em 11 de setembro de 2022 
  10. «Orgulho da família, Lucarelli ganha apoio dos pais para brilhar na semi». ge.globo. Consultado em 5 de abril de 2022 
  11. «Cicarelli, vida de solteiro e paixão pelo Galo: Poeta Lucarelli fala de tudo, menos vôlei». ge.globo. Consultado em 5 de abril de 2022 
  12. «Atleticano, Lucarelli evita pensar em final dupla contra Cruzeiro: "100% no vôlei"». ge.globo. Consultado em 5 de abril de 2022 
  13. Confederação Brasileira de Voleibol (21 de abril de 2012). «Superliga Masculina 2011/2012 - Estatísticas de ataque, bloqueio e saque» (PDF). 21 de abril de 2012. Consultado em 21 de abril de 2012. Arquivado do original (PDF) em 8 de dezembro de 2013 
  14. Confederação Brasileira de Voleibol (21 de abril de 2012). «Superliga Masculina 2011/2012 - Maiores pontuadores» (PDF). 21 de abril de 2012. Consultado em 21 de abril de 2012. Arquivado do original (PDF) em 8 de dezembro de 2013 
  15. «Lucarelli MVP of Men's Pan Am Cup». NORCECA (em inglês). 25 de agosto de 2013. Consultado em 15 de outubro de 2013 
  16. «Brasil vence México por 3 sets a 0 e leva Copa Pan-Americana de vôlei». GloboEsporte.com. Organizações Globo. 25 de agosto de 2013. Consultado em 15 de outubro de 2013 
  17. «MVP Ricardo Lucarelli: "This victory is for everybody"». FIVB (em inglês). Consultado em 15 de outubro de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Ricardo Lucarelli