Alvor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
 Portugal Alvor  
—  Freguesia  —
Torre da Igreja Matriz de Alvor
Torre da Igreja Matriz de Alvor
Brasão de armas de Alvor
Brasão de armas
Alvor está localizado em: Portugal Continental
Alvor
Localização de Alvor em Portugal
Coordenadas 37° 08' N 8° 36' O
País  Portugal
Concelho PTM.png Portimão
 - Tipo Junta de freguesia
Área
 - Total 15,25 km²
População (2011)
 - Total 6 154
    • Densidade 403,5/km2 
Gentílico: Alvorense
Código postal 8500
Orago São Salvador

Alvor é uma freguesia portuguesa do concelho de Portimão, com 15,25 km² de área e 6 154 habitantes (2011). Densidade: 403,5 hab/km².

Limita com as seguintes freguesias: Mexilhoeira Grande (N), Portimão (E) e Odiáxere (O).

Toponímia[editar | editar código-fonte]

Alvor está associada a Portus Hannibalis, como porto fundado pelo general cartaginês Aníbal[1] , conforme menciona João de Barros - "Alvor, vila no Reino do Algarve, sabia-se chamar Porto de Aníbal, como diz Florian"[2] .

Em 716, no curso da Invasão Muçulmana foi conquistada pelos mouros e começou a ser referida como Albur, tendo sido construído um grande castelo, de que restam apenas vestígios.[3]

História[editar | editar código-fonte]

Alvor foi reconquistada por D. Sancho I em 3 de Junho 1189, mas perdida pouco tempo depois, sendo depois inserida definitivamente em Portugal em 1250 com a conquista do Algarve por D. Afonso III[3]

Por decreto de D. Afonso V, Alvor esteve inserida nos domínios do Conde de Faro, e o título de Conde de Alvor foi criado em 1683 por D. Pedro II, sendo extinto aquando do Processo dos Távoras, pela condenação do 3º Conde de Alvor, Francisco de Assis de Távora.

Em Alvor faleceu, em 25 de Outubro de 1495, el-rei de Portugal D. João II. Pouco tempo depois, D. Manuel elevou-a a vila sede de concelho, estatuto que viria a perder no início do século XIX. O pequeno município era constituído apenas pela vila e tinha, em 1801, 1 288 habitantes.

Em 1975 foi aí assinado o Acordo de Alvor, assinado entre o governo português e os três principais movimentos de libertação de Angola.

Actividades[editar | editar código-fonte]

Terra de tradição marítima e piscatória, de profundas crenças religiosas, assinaladas pela Igreja Matriz, donde se destaca o seu pórtico principal de grande riqueza decorativa, esteve desde sempre sujeita aos infortúnios da faina e infortúnios do mar. Hoje, paralelamente com a pesca de cariz artesanal, a restauração, o comércio e o turismo são as actividades económicas principais.

Alvor é conhecida pelas suas praias e pela sua aldeia piscatória junto à foz do rio.

Embora seja costume ouvir os visitantes ou pessoas de fora chamar "O Alvor" à vila, quando a designação "O Alvor" se refere ao rio com o mesmo nome. Para alguém se referir a Alvor, simplesmente deve indicar Alvor ou vila de Alvor.

A sua principal indústria é o turismo.

Existe um aeródromo em Alvor (montes de Alvor/Penina), conhecido frequentemente por (PTM) /Portimão.

Localização da Freguesia de Alvôr

Demografia[editar | editar código-fonte]

Evolução da População Entre 1864 e 2011[editar | editar código-fonte]

Evolução da  População  1864 / 2011; Variação da População  1864 / 2011;

Os Grupos Etários Em 2001 e 2011[editar | editar código-fonte]

A População em 2001; A População em 2011

Praia[editar | editar código-fonte]

Cercada por hotéis e empreendimentos turísticos, o seu extenso areal tem suficiente espaço para albergar os milhares de banhistas que a procuram no Verão. Na retaguarda da praia situa-se a Ria de Alvor, uma importante zona húmida onde nidificam ou se protegem e alimentam muitas espécies de aves. [4]

Património[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. David J. J. Evans (2004), p.470
  2. Barros, João de. Libro das antiguidades e cousas notaueis de antre Douro e Minho, e de outras muitas de España e Portugal. 1549. Capítulo: II. 
  3. a b Sampaio, José Rosa (2011). "Resenha Histórica da Freguesia de Alvor". Ed. Junta Freguesia de Alvor.
  4. Guia Visão das Praias (2004), pág. 140.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Alvor
Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.