Anne Bonny

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Pirate Flag of Jack Rackham.svg Anne Bonny
Nome Anna Cormac
Apelido (s) Anney
Nascimento 8 de março de 1702
Local Kinsale, Cork, República da Irlanda
Morte 22 de abril de 1782 (80 anos) (teoria)
Local Charleston (teoria) Carolina do Sul, Estados Unidos
Áreas de Atuação Caribe
Navio (s) Revenge

Anne Bonny (Kinsale, 8 de março de 1702 - 22 de abril de 1782, possível morte) foi uma pirata irlandesa juntamente com Mary Read (1684-1721, possível morte). Foram as duas capitãs mais famosas do Caribe.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Era filha de um advogado nascido na Irlanda e da sua empregada. O pai deixara a Irlanda em desgraça mas criou fortuna na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, onde adquiriu uma grande plantação.

Um pirata com o nome de James Bonny desposou Anne numa tentativa de se apossar da plantação, mas o pai de Anne deserdou-a. Bonny levou então a esposa para as Bahamas, onde ele se tornou informante do governador Woodes Rogers. Anne repugnava a covardia do marido e depressa se envolveu com Jack Morim Rackham, um pirata de algum renome. À época, o governador Rogers havia oferecido anistia a todos os piratas.

A admiração entre Anne e Morim era mútua. Morim era um homem bonito, que gostava de gastar bem o espólio de guerra. Anne era uma moça bem dotada, com um espírito aventureiro e temperamento que se parecia com o de qualquer homem, isto de acordo com as levou o assunto ao Governador Rogers, que determinou que Anne seria açoitada e teria que voltar ao marido. Assim, uma noite, Jack Morim e Anne passaram despercebidos no porto, roubaram uma embarcação e começaram uma vida de pirataria juntos.

Anne lutou vestindo-se como homem. Era exímia no uso da pistola e da espada, e considerada tão perigosa quanto qualquer pirata masculino.

Em outubro de 1720, em retribuição ao seu informante, o governador da Jamaica, ouvindo falar na presença de Jack Morim enviou uma embarcação armada para intervir e capturá-lo. O navio "Revenge" do capitão Jack Morim, foi capturado de surpresa e para o desânimo de Anne, os piratas não lutaram (já que estavam bêbados demais para tal ato) deixando todo o trabalho para Mary e Anne, que após duas horas de batalha foram capturadas.

Anne Bonny e Mary Read confessaram o próprio sexo, se declarando culpadas, mas grávidas. Seriam enforcadas depois que dessem à luz. Mary Read escapou do carrasco ao morrer de febre na prisão, já Anne saiu da prisão por motivos desconhecidos. Acredita-se que sua fiança tenha sido paga pelo seu rico pai, ou que ambas escaparam da prisão (já que o registro funerário de Mary nunca foi encontrado).