Kanhoji Angre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Kanhoji Angre
Nascimento agosto de 1669
Harnai
Morte 4 de julho de 1729 (no calendário juliano) (Error: Need valid year, month, day anos)
Alibag
Cidadania Império Marata
Ocupação oficial de marinha, pirata
Lealdade Império Marata
Título príncipe
Religião hinduísmo

Kanhoji Angre (agosto de 16694 de julho de 1729) foi o primeiro chefe da marinha do Maratha, antigo império hindu que hoje é parte da Índia. Foi um temível inimigo dos interesses coloniais portugueses, neerlandeses e britânicos no Oceano Índico nas primeiras décadas do século XVII.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Era senhor da costa ocidental da Índia e atacava frequentemente as embarcações de comércio britânicas que iam para Bombaim (possessão que os portugueses haviam entregue à Coroa Britânica), e às naus portuguesas que traziam especiarias de Goa, Damão e Diu.

Em 1718 capturou três navios da Armada Britânica, um ataque que levou o Reino Unido a acusá-lo de pirataria. Posteriormente, Angri bloqueou o porto de Bombaim, exigindo uma compensação de 8.750 libras da Companhia Britânica das Índias Orientais.

Em novembro de 1721, o Vice-rei do Estado Português da Índia Francisco José Sampaio e Castro e o general britânico Robert Cowan juntaram-se e enviaram uma força de seis mil homens para deter o pirata. Apesar dos esforços, Angri morreu sem ser derrotado.