Anne McCaffrey

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Mary Stewart
Anne McCaffrey na Science Fiction and Fantasy Writers of America, em Nova York, na Estados Unidos, em maio de 2005
Data de nascimento 1 de abril de 1926
Local de nascimento Cambridge, Massachusetts,  Estados Unidos
Nacionalidade Estados Unidos americana (nascimento)
República da Irlanda irlandesa (nacionalizada)
Data de morte 21 de novembro de 2011 (85 anos)
Local de morte Newcastle, condado de Wicklow,  Irlanda
Gênero(s) ficção científica, romance
Ocupação escritora
Magnum opus Série Dragonriders of Pern

Anne Inez McCaffrey ou simplesmente Anne McCaffrey (Cambridge, Massachusetts, 1° de abril de 1926Newcastle, condado de Wicklow, Irlanda, 21 de novembro de 2011) foi uma prolífera escritora nascida nos Estados Unidos e naturalizada irlandesa. Ao longo de sua carreira de quase cinquenta anos, publicou mais de oitenta livros, entre os quais lançou onze séries de ficção, sempre transitando entre a literatura de ficção científica, sua grande paixão, e o romance e seus vários subgêneros. Sua obra mais famosa, considerada um dos clássicos da ficção científica, é a série Dragonriders of Pern, iniciada com o volume "Dragonflight", de 1968.

Anne foi a primeira escritora a ganhar tanto um Nebula Award e um Hugo Award, dos dois mais importantes prêmios da literatura de ficção e fantasia. O terceiro voluma da série Dragonriders of Pern, "The White Dragon", publicado em 1978 nos Estados Unidos, foi a primeira obra de ficção científica a aparecer New York Times Best Seller list. Em 2005, na Science Fiction and Fantasy Writers of America, a autora foi premiada como a 22ª maior escritor(a) de todos os tempos de ficção e fantasia[1] [2] . Oficialmente, ela foi introduzida na Science Fiction Hall of Fame em uma cerimonia em 17 de junho de 2006[3] [4] [5] .

Biografia[editar | editar código-fonte]

Anne Inez McCaffrey nasceu em Cambridge, uma cidade nos arredores de Boston, no estado americano de Massachusetts, no dia 1° de abril de 1926. Filha de George Herbert McCaffrey, um coronel do exército americano, e Anne Dorothy McElroy-McCaffrey, foi a segunda dos três filhos do casal e a única menina. Seus avós por parte de mãe eram irlandeses e sua bisavó por parte de pai também era irlandesa.

Na infância, frequentou o Stuart Hall, um colégio interno só para meninas em Stauton, no estado da Virgínia. Em 1939, aos treze anos, mudou-se com sua família para a cidade de Bloomfield, em Nova Jersey, aonde passou toda a adolescência, aonde se formou no ensino médio na Montclair High School, na cidade vizinha de Montclair. Em 1943, aos dezessete anos, ingressou na Radcliffe College, situada em sua cidade natal, Cambridge, onde cursou Literatura com especialização em Línguas Eslavas, uma grande paixão sua desde que conheceu a obra de Liev Tolstói, especialmente Anna Karenina.

No ano de 1950, com vinte e quatro anos, casou-se com o jornalista Horace Wright Johnson (1920-2009), com quem teve três filhos: Alec Anthony (1952-), Todd (1956-) e Georgeanne (1959-). Com exceção de sete meses vivendo em Düsseldorf, na Alemanha Ocidental, aonde Horace trabalhou como correspondente internacional, Anne e sua família viveram todos os anos 50 e início dos anos 60 na cidade de Wilmington, no estado de Delaware, até se mudarem, em 1965, para a pequena cidade litorânea de Sea Cliff, em Long Island. Foi a partir daí, na casa de frente para a praia da família em Sea Cliff, que Anne se tornou uma escritora em tempo integral.

Em 1970, já uma autora reconhecida, ela e Horace se separaram. Em consequência, Anne decidiu se mudar com os filhos para a Irlanda, país com quem sempre teve um ligação muito forte. Ela inicialmente se estabeleceu na capital, Dublin, com os três filhos e a mãe, que foi morar junto com ela na Europa.[6] No ano seguinte, foi premiada British Science-Fiction Convention pelo volume inicial da série Dragonriders of Pern, "Dragonflight". Foi também em 1971 que McCaffrey publicou o segundo volume, "Dragonquest", lançado nos Estados Unidos e na Inglaterra. Nessa época, conheceu o cientista irlandês Jack Cohen, seu vizinho em Dublin, de quem se tornou grande amiga e a quem consultava constantemente para compor todos os conceitos científicos de sua série Dragonriders of Pern.

Carreira como escritora[editar | editar código-fonte]

Anne McCaffrey iniciou sua carreira como escritora nos anos 1950, quando publicou dois contos: o primeiro e mais conhecido deles, "Freedom of the Race", era sobre uma mulher que era engravidada por alienígenas em um experimento científico destes. Publicada em 1954 na famosa revista americana Science-Fiction Plus, a estória foi escrita em 1952, quando Anne estava gravida de seu primeiro filho, Alec. O segundo conto, escrito em 1953, foi intitulado "The Lady in the Tower", foi publicado tanto na The Magazine of Fantasy and Science Fiction como na The Year's Greatest Science Fiction, entre 1954 e 1955.

Judith Merril, editora da The Year's, indicou, na época, a autora a agente literária Virginia Kidd, sua amiga pessoal, e McCaffrey logo a contratou-a, tendo sido sua agente por décadas. Foi também por influência de Merril que Anne entrou para a Milford Writer's Workshop. Foi para a Milford que a autora escreveu o conto "The Ship Who Sang", que mais tarde inspiraria McCaffrey a desenvolver a série Brain & Brawn Ship.

Até iniciar a escrita de um romance propriamente dito, em 1964, Anne escreveu mais dois contos dentro do universo de "The Ship Who Sang". Em 1967, foi publicado seu primeiro romance, "Restoree", um livro solo. Outro livro solo de sua autoria, "Decision at Doona" escrito em 1968, foi lançado em 1969 nos Estados Unidos.

Anne McCaffrey escreveu o primeiro esboço de "Dragonflight" entre o final de 1965 e início de 1966, quando já tinha finalizado seu primeiro romance, "Restoree", e estava apenas à espera de uma editora que publicasse-o. O primeiro volume da série Dragonriders of Pern foi inspirado em um conto que McCaffrey havia escrito na primavera de 1965, "Weyr Search", que apresenta aos leitores o mundo de Pern. O conto foi publicado, no entanto, apenas em 1967 na Analog Science Fiction and Fact, dez meses antes da publicação do próprio romance "Dragonflight" pela editora Ballantine Books nos Estados Unidos, e este, por sua vez, apenas quatro meses depois da publicação de "Restoree" também lançado pela Ballantine no mercado americano. "Dragonflight" foi um divisor de águas na carreira de Anne, sucesso estrondoso de vendas tanto nos Estados Unidos como na Europa. Foi logo trazido, em 1971, para o francês, e até 1976 para o norueguês, o sueco, o alemão, o holandês e o dinamarquês.

Em 1970, Anne e sua família se mudaram dos Estados Unidos para a Irlanda. Na época, ela já havia escrito boa parte do esboço de "Dragonquest", segundo volume da saga, e terminou o restante quando já estava instalada em Dublin. O livro foi publicado no final daquele ano. Como seu contrato com a Ballantine permitia, ainda em 1970, McCaffrey escreveu mais dois livros, desta vez para a editora Dell Books: "The Mark of Merlin" e "The Ring of Fear"[7] [8] . Em 1971, Anne começou a escrever o esboço inicial de "The White Dragon", terceiro e último volume da trilogia inicial de The Dragonriders of Pern", mas este não seria terminado antes de 1978.

Ela continuou a publicar contos em revistas especializadas e a escrever romances. Em 1976, completou e publicou "Dragonsong", primeiro volume da nova trilogia da saga Dragonriders of Pern — que seria batizada de trilogia Harper Hall — equanto não finalizava o terceiro volume da trilogia inicial. Com o contínuo sucesso de seus livros, Anne conseguiu um contrato com a editora americana Atheneum Books, subordinada da Simon & Schuster, pela qual publicaria boa parte de suas obras posteriores.

Durante os vinte primeiros anos na Irlanda, Anne e sua família viveram entre Dublin e Dún Laoghaire, cidade nos arredores da capital irlandesa. Em 1989, no entanto, McCaffrey comprou um terreno da cidadezinha de Newcastle, situada no litoral do condado de Wicklow, a 45 km ao sul de Dublin — e lá, financiou a construção de sua casa, que ela mesma desenhou. A construção da residência levou dois anos, sendo finalizada em 1991. Ela escolheu o condado de Wicklow pois havia se apaixonado pela região costeira do condado em um período de férias que havia passado no local com sua família nos anos 70. Como uma homenagem às criaturas sobre as quais escreveu e que lhe rendeu uma proeminente fortuna, McCaffrey batizou a residência de "Dragonhold-Underhill".

Colaborações[editar | editar código-fonte]

Na primeira metade do anos 90, Anne McCaffrey escolheu a escritora e grande fã de sua obra, Elizabeth Ann Scarborough, para colaborar com ela: juntas, escreveram a série "Petaybee", que consiste na trilogia Powers, nos volumes "Powers that Be", de 1993, "Power Lines", de 1994 e "Power Plays", de 1995, e na trilogia "The Twins of Petaybee", nos volumes "Changelings", de 2005, "Maelstrom", de 2006, e "Deluge", de 2008.

Na segunda metade da década, porém, Anne McCaffrey se juntou a Margaret Ball, outra escritora e grande fã de sua obra. As duas escreveram dois romances, iniciando a série Acorna: "Acorna: The Unicorn Girl", em 1997 e "Acorna's Quest", em 1998.

Ball, no entanto, deixou a série para poder escrever seus próprios romances, e em seu lugar, Anne convidou Elizabeth Ann Scarborough, que já havia colaborado com ela na então trilogia de Petaybee (1993-1995). McCaffrey e Scarbourough deram continuidade a série Acorna lançando os volumes: "Acorna's People", em 1999, "Acorna's World", em 2000, "Acorna's Search" em 2001, "Acorna's Rebels", de 2003, e "Acorna's Triumph", em 2004, dando como finalizada a heptalogia Acorna. No entanto, logo depois as duas iniciaram uma nova série, Acorna's Children, que dava seguimento a série Acorna, baseada no mesmo universo em que se ela situa: consistindo numa trilogia, nos seguintes volumes: "First Warning", lançado em 2005, "Second Wave", de 2006 e "Third Watch" de 2007. Elas ainda escreveram mais dois romances juntas: "Catalyst" e "Catacombs", ambos lançados em 2010.

Em no início dos anos 2000 Anne McCaffrey e seu filho, Todd McCaffrey, escreveram mais um cinco livros para a série Dragonriders of Pern: "Dragon's Kin", em 2003, "Dragon's Fire", em 2006, "Dragon Harper", em 2007, "Dragon's Time" em 2011 e "Sky Dragons", em 2012, este último publicado postumamente. Sozinho, Todd escreveu "Dragonsblood", em 2005, "Dragonheart", de 2008, e "Dragongirl" em 2010. Todd também escreveu "The Dragonlover's Guide to Pern" — um guia ilustrado da história e da geografia do planeta Pern, baseado nas ideias de sua mãe e aprovado por ela, lançado em 1989 — e "Dragonholder: The Life and Dreams (so Far) of Anne McCaffrey", uma biografia de sua mãe lançada em 1999. Em entrevistas, Todd afirmou que pretende seguir escrevendo novos livros para a série.

Além de Elizabeth Ann Scarborough, Margaret Ball e seu filho Todd McCaffrey, Anne McCaffrey colaborou, ao longo de sua carreira de quase meio século, com os seguintes autores: Jody Lynn Nye, S. M. Stirling e Mercedes Lackey, entre outros.

No entanto, Anne permitiu que apenas a ela e seu filho escrevessem volumes para a série Dragonriders of Pern, sozinhos ou em colaboração. De acordo com Todd, a mãe também estendeu essa benefício para sua irmã, Georgeanne, em colaboração com o irmão ou sozinha.

Morte[editar | editar código-fonte]

Anne McCaffrey veio a falecer no dia 21 de novembro de 2011, vítima de acidente vascular encefálico, em sua famosa residência Dragonhold-Underhill em Wicklow, na Irlanda.

  1. "McCaffrey, Anne". The Locus Index to SF Awards: Index to Literary Nominees. Locus Publications. Retrieved 2013-03-21.
  2. "Damon Knight Memorial Grand Master". Science Fiction and Fantasy Writers of America (SFWA). Retrieved 2013-04-06.
  3. "Presenting the 2006 Hall of Fame Inductees" at the Wayback Machine (archived April 26, 2006). Press release 15 March 2006. Science Fiction Museum (sfhomeworld.org). Archived 2006-04-26. Retrieved 2013-04-06.
  4. "Science Fiction Hall of Fame". The Cohenside. 15 May 2006. Retrieved 2013-03-21.
  5. "Anne McCaffrey 1926–". Science Fiction Hall of Fame (Members). EMP Science Fiction Museum. Archived from the original on 2012-07-22. Retrieved 2011-07-16. Acknowledges content from The Encyclopedia of Science Fiction 1993, 1999; see also its online third edition.
  6. Dragonholder, pp. 5, 68–69, 73.
  7. "Anne McCaffrey – Summary Bibliography". Internet Speculative Fiction Database. Retrieved 2011-11-17
  8. Dragonholder, p. 74.