Antoine César Becquerel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Antoine César Becquerel
Nascimento 7 de março de 1788
Châtillon-Coligny
Morte 18 de janeiro de 1878 (89 anos)
Châtillon-sur-Loing
Nacionalidade francês
Cidadania França
Filho(s) Alexandre Edmond Becquerel
Alma mater Escola Politécnica
Ocupação físico, professor universitário, engenheiro, político, químico
Prêmios Medalha Copley (1837)
Empregador Museu Nacional de História Nacional, Escola Politécnica
Assinatura
Antoine César Becqerel signature.JPG
Campo(s) física

Antoine César Becquerel (Châtillon-Coligny, 7 de março de 1788 — Châtillon-sur-Loing, 18 de janeiro de 1878) foi um físico francês.

Descobridor da célula fotovoltaica (1839), é considerado o pai da eletroquímica. (carece de informações, visto que faleceu em 1878. O descobridor do fenômeno fotovoltaico / efeito becquerel foi seu filho Alexandre Edmond becquerel aos 19 anos).

Entrou na École Polytechnique em 1806, após estudar na Escola Central de Fontainebleau e no Liceu Henrique IV, onde foi aluno de Augustin Louis Cauchy.

Em 1808 entrou para uma escola militar em Metz, da qual saiu no ano seguinte como segundo-tenente. Em seguida, e durante mais de dois anos, lutou nas campanhas na Espanha e França, sob as ordens do General Suchet. Feito capitão e Cavaleiro da Legião de Honra, foi nomeado inspetor assistente de estudos na École Polytechnique. Durante a invasão de 1814 voltou à ativa como militar, mas sua então pouca resistência física fê-lo desistir definitivamente da carreira militar e passou a se dedicar ao verdadeiro sucesso de sua vida: o estudo da eletricidade.

Concordou com André-Marie Ampère, mas discordou da teoria eletromotiva de Volta, quando começou a se aprofundar em suas pesquisas em eletroquímica. Em termoeletricidade desenvolveu em 1829 a célula de corrente constante, precursora da famosa célula de Daniell, e aplicou seus resultados na construção de um termômetro elétrico, que empregou para a determinação da temperatura interna em animais, do solo em diferentes profundidades, e da atmosfera a diferentes altitudes.

Também pesquisou meteorologia, clima, agricultura e metalurgia. Publicou mais de quinhentos artigos e vários livros, dentre os quais:

  • Traité expérimental de l'électricité et du magnétisme, et de leurs rapports avec les phénomènes naturels, 7 vols (1834-1840);
  • Eléments d'électrochimie appliquée aux sciences naturelles et aux arts (1843);
  • Traité de physique considérée dans ses rapports avec la chimie et les sciences naturelles, 2 vols. (1842-1844),
  • Traité des engrais inorganiques en général, et du sel marin en particulière (1848);
  • Des climats et de l'influence qu'exercent les sols boisés et non boisés (1853);
  • Eléments d'électrochimie appliquée aux sciences naturelles et aux arts, segunda e póstuma edição (1864).

além de vários outros trabalhos escritos com seu filho Edmond.

Morreu em 1878 e personificou a primeira de quatro gerações de cientistas franceses que deu contribuições científicas importantes por dois séculos. Foi o pai do físico Alexandre Edmond Becquerel (1820-1891) e do médico Louis Alfred Becquerel (1814-1862), avô do Nobel de Física de 1903, Antoine Henri Becquerel (1852-1908) e bisavô do também físico Jean Antoine Becquerel (1878-1953).

Foi laureado com a Medalha Copley da Royal Society de Londres, embora não tenha tido em vida o devido reconhecimento como cientista e inventor, entre os britânicos. Foi eleito membro da Académie des Sciences (1829), tornou-se professor de física e administrador do Museu Nacional de História Natural (França) (1837) e Comandante da Legião de Honra.

É um dos 72 nomes perpetuados na Torre Eiffel.[1]

Referências

  1. «Biografia» (em francês). Planete TP. Consultado em 2 de outubro de 2009 


Precedido por
Jöns Jacob Berzelius e Francis Kiernan
Medalha Copley
1837
com John Frederic Daniell
Sucedido por
Carl Friedrich Gauss e Michael Faraday


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons