Araponga (Minas Gerais)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Araponga
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Fundação 31 de dezembro de 1962
Gentílico Não disponível
Prefeito(a) Luiz Henrique Macedo Teixeira (PPS)
(2017–2020)
Localização
Localização de Araponga
Localização de Araponga em Minas Gerais
Araponga está localizado em: Brasil
Araponga
Localização de Araponga no Brasil
20° 40' 01" S 42° 31' 15" O20° 40' 01" S 42° 31' 15" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Zona da Mata IBGE/2008 [1]
Microrregião Viçosa IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Sericita, Jequeri, Canaã, Ervália, Miradouro, Fervedouro, Pedra Bonita
Distância até a capital 262 km
Características geográficas
Área 304,421 km² [2]
População 8 152 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 26,78 hab./km²
Altitude 1040 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,657 médio PNUD/2000 [4]
PIB R$ 42 613,922 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 5 136,68 IBGE/2008[5]
Página oficial

Araponga é um município do estado de Minas Gerais.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1693 há registros de que Antônio Rodrigues Arzão, tendo em uma de suas expedições partindo de Taubaté à procura do Itacolomi (referencial dos bandeirantes) marchando para a serra do Guarapiranga, com o objetivo de aprisionar índios, avistando a então Serra dos Arrepiados, que lhes pareceram mais próximas que realmente estavam, descendo em sua direção, alcançou o rio Piranga, onde vagavam índios da nação Puri, que lhes deram notícia da existência de ouro na região e os guiaram até a Serra dos Arrepiados. Ficando esta expedição marcada na história, tendo tido registro oficial como o primeiro ouro das Minas Gerais.

Mas, o primeiro passo para o surgimento da hoje cidade de Araponga, se deu a partir de 1780, quando o então Governador da Capitania de Minas - D. Rodrigo José de Menezes, preocupado em alargar o campo das minerações, despachou para esta região, à época conhecida pelo nome de Arrepiados, um conhecedor do sertão - o Capelão Pe. Manoel Luiz Branco, com soldados e escravos. Ali chegando, constataram a ocorrência de ouro em boa quantidade. As terras pertenciam ao Coronel Antônio Dias Ferraz, patriarca da tradicional Família Ferraz, presente até hoje na região.

Em agosto de 1781, o próprio Governador lá chegou com sua comitiva e, já encontrando mais de 400 requerimentos de sesmarias e datas minerais, imediatamente as despachou, juntamente com o desembargador Luiz Beltrão de Gouveia e Almeidae com o Coronel Antônio Dias Ferraz, ficando assim fundado o Arraial dos Arrepiados, que durante a extração de ouro existente, criou vida e prosperidade. Entretanto, o ouro que parecia ser em boa quantidade no começo, não demorou a escassear, em consequência, a grande maioria dos moradores foram tentar a sorte em outros campos abertos, e o Arraial caiu em decadência.

Em 1809, foi construído o cemitério, e o Pe. Bernardino José da Silva ergueu a capelinha primitiva coberta de palmas, dedicada a São Miguel e Almas dos Arrepiados, filial da Freguesia de Furquim. Foi então celebrada a primeira missa por D. Frei Manuel da Cruz. Lentamente, o arraial foi crescendo novamente, até que, com o Alvará de 9 de novembro de 1826, foi criado a Freguesia desmembrada da de Furquim, e, com o mesmo título de Capela - "São Miguel e Almas dos Arrepiados". Em 1832 foi construída a primeira igreja que foi entregue ao Revdo. Pe. Joaquim Fernandes de Godói Torres, sendo esse o primeiro e único vigário colado dessa Freguesia. Foi ele quem de fato dirigiu o Arraial por 31 anos, e aí faleceu. Tendo sido o guia e o mentor espiritual do povo daquela época, pode ele realmente ser considerado o verdadeiro fundador do Arraial dos Arrepiados.

Em 10 de julho de 1886, a Lei Provincial nº 3387 mudou a denominação da Freguesia de São Miguel e Almas dos Arrepiados, então no Município de Viçosa, para São Miguel do Araponga, ainda sobre a tutela da família Ferraz.

Em 17 de dezembro de 1938, o Decreto Lei nº 148, do Governador, reduziu-lhe a denominação para simplesmente Araponga, e por efeito do mesmo, o distrito de Araponga passou a pertencer ao recém - criado município de Ervália, ex-Herval. Finalmente, a Lei Estadual nº 2.764 de 30 de dezembro de 1962, elevou o distrito de Araponga pertencente a Ervália, à categoria de cidade.

Notas[editar | editar código-fonte]

  • O nome Arrepiados se deve aos índios da nação Puri que habitavam essa região e que possuíam cabelos levantados no alto da cabeça.
  • O nome Araponga, vem da atribuição dada pelos bravos desbravadores, em razão da existência do pássaro de mesmo nome, que naquela região existia àquela remota época. Esses pássaros produziam sons estridentes como se fossem sons de uma bigorna.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Evolução Populacional de
Araponga
Ano População
1991 7.874[6]
1996 7.638[6]
2000 7.916[6]
2007 8.029[6]
2010 8.152[7]

Segundo dados do Censo 2010 , a população do município é de 8.152 hab, sendo 3.041 hab. na zona urbana (37,3%) e 5.111 hab. na zona rural (62,7%).[7]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. a b c d «IBGE Cidades». Consultado em 18 de fevereiro 2013 
  7. a b «Sinopse do Censo Demográfico 2010 - Minas Gerais». Consultado em 18 de fevereiro 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.