Associação Salgado de Oliveira de Educação e Cultura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para a antiga equipe de basquetebol de Brasília, que existiu entre 2000 e 2017, veja Instituto Viver Basquetebol.


Universo/Brasília
Universo/Brasília logo
Nome completo Associação Salgado de Oliveira de Educação e Cultura
Mascote Spooky (Alienígena)
Ligas NBB
Fundação 2008 (11 anos) (segunda franquia no NBB)
2015 (4 anos) (Universo Basquete)
Arena Ginásio ASCEB
Ginásio Nilson Nelson
Arena Capacidade 1.100 espectadores
16.000 espectadores
Localização Brasília, DF, Brasil
Cores Azul e Branco
         
Presidente Wellington Salgado
Treinador Ricardo Oliveira
Capitão do Time Nezinho
Material esportivo Overtime
Patrocinador Principal BRB
Website www.bsbbkt.com.br

A Associação Salgado de Oliveira de Educação e Cultura (ASOEC), mais conhecido como Universo/Brasília, é um clube de basquete brasileiro, sediado atualmente em Brasília, no Distrito Federal. Ligado à Universidade Salgado de Oliveira (Universo), o clube detém uma franquia para a disputa do Novo Basquete Brasil, principal campeonato da modalidade no país.

Ao contrário das demais equipes da primeira divisão do basquete nacional, o Universo é uma equipe de basquete itinerante. Entre 2010 e 2015, cedeu sua vaga para o time do Unitri/Uberlândia. Após encerrar a parceria com a equipe da cidade mineira, passou a ter um time próprio e foi para Salvador, permanecendo por lá durante três anos (2015 a 2018) depois de uma fusão com o EC Vitória. Por fim, a equipe se mudou para a Capital Federal em 2018. O Universo também se caracterizou por ter sido patrocinador de diversas equipes do basquete brasileiro.

História[editar | editar código-fonte]

1998-2008: Patrocínios no Campeonato Nacional[editar | editar código-fonte]

A história do Universo no cenário do basquete nacional se inicia em 1998, com o patrocínio da equipe mineira do Unitri/Uberlândia para a disputa do Campeonato Nacional de 1999 e do Campeonato Nacional de 2000.

Em 2001, o Universo ampliou a participação no torneio ao patrocinar o Universo/Ajax no Campeonato Nacional daquele ano. No ano seguinte, a participação do Universo no torneio aumentou para três equipes, ao ser firmada uma parceria com o Minas para a disputa do Campeonato Nacional de 2002 e, na temporada 2003/04, para quatro equipes, com a paceria com o Automóvel Clube Fluminense.[1]

Em 2004, foi a vez de uma quinta equipe disputar a competição sob o "guarda-chuva" do Universo. O IVB Brasília, também conhecido como Lobos Brasília, fundado em 2000 com o apoio da universidade, disputou o Campeonato Nacional de 2004 ao lado dos quatro outros times ligados ao grupo empresarial.[1] Naquele ano, o Unitri/Uberlândia ainda se sagrou campeão brasileiro.

No ano seguinte, o Universo esteve representado no Campeonato Nacional de 2005 com as equipes de Uberlândia - campeã da Liga Sul-Americana de Basquete daquele ano -, Goiânia e Brasília. Já o Campeonato Nacional de 2006, que contou com a presença das três equipes, não chegou a ser concluído.

Em 2007, o Universo manteve o patrocínio apenas das equipes de Uberlândia e Brasília, que conquistou o Campeonato Nacional daquele ano. Já no Campeonato Nacional de 2008, apenas a equipe de Brasília contou com o patrocínio do grupo empresarial.

2008-10: Primeira franquia no NBB[editar | editar código-fonte]

Um dos membros fundadores da Liga Nacional de Basquete (LNB) em 2008, a ASOEC foi mantenedor do IVB Brasília (ou Lobos Brasília), à época Universo/Brasília, que após a segunda colocação no NBB de 2008-09 conquistou o título do NBB de 2009-10. Nesse período, a equipe ainda se sagrou campeã da Liga das Américas de 2008-09.

Interesses políticos, no entanto, levaram a ASOEC a deixar, em 2010, a franquia na capital federal para o Instituto Viver Basquetebol, que deu sequência ao projeto vitorioso em Brasília no anos posteriores.[2]

Retorno do Universo/Goiânia[editar | editar código-fonte]

No NBB de 2013-14, a Universo reativou o Universo/Goiânia (antigo Universo/Ajax), mas a equipe durou apenas uma temporada.[3]

2010-presente: Segunda franquia no NBB[editar | editar código-fonte]

2010-15: Uberlândia[editar | editar código-fonte]

Unitri Uberlândia.png

Quando a LNB foi criada, em 2008, a ASOEC comprou duas franquias para a disputa do NBB. A primeira foi utilizada com o time de Brasília, já a segunda ficou em "stand-by". Durante o Jogo das Estrelas de 2010, o dono das franquias confirmou a reativação do Unitri/Uberlândia para a temporada 2010-11 do NBB, com a utilização da segunda vaga pertencente à ASOEC.[4][5] Assim, todo o investimento financeiro do grupo Universo-Unitri passou para a equipe mineira. Já a vaga da ASOEC na Capital Federal foi absorvida pelo IVB/Lobos Brasília. O resultado mais expressivo do Unitri/Uberlândia foi o segundo lugar no NBB de 2012-13.

Para o NBB de 2014-15, o time de Uberlândia teve seu orçamento reduzido e uma grande reformulação do elenco foi iniciada, culminando com uma nova desativação da equipe no fim da temporada.[6][7]

2015-18: Salvador[editar | editar código-fonte]

Esporte Clube Vitória logo.png

Em 2015, a ASOEC desembarcou em Salvador para a disputa do NBB de 2015-16 em parceria com o Esporte Clube Vitória, sendo denominado Universo/Vitória. Essa foi a primeira vez que uma equipe baiana disputou o campeonato.[8]

O melhor resultado do time foi o terceiro lugar no NBB de 2016-17, o que valeu a classificação para Liga Sul-Americana de Basquete, onde não conseguiu avançar à segunda fase e terminou na 12ª colocação. Após desempenho mediano no NBB de 2017-18, novamente a ASOEC entrou em desacordo com um parceiro. Desta vez, a direção do EC Vitória optou por priorizar as atividades do clube de futebol, levando o Universo a encerrar as atividades em Salvador.[9][10]


2018-presente: Brasília[editar | editar código-fonte]

Logo-universo-caixa-brasilia.png

Após a passagem por Salvador, a ASOEC decidiu ir para Brasília, para a disputa do NBB de 2018-19. Com isso, após oito temporadas, o nome Universo/Brasília voltou a figurar no basquete brasiliense, só que agora em outro projeto. Além disso, o clube ocupou o espaço deixado pelo fim do Instituto Viver Basquetebol um ano antes, o que havia deixado a cidade sem um time na primeira divisão do basquete nacional.[11] Após a formação do elenco, foi anunciado o patrocínio da Caixa Econômica Federal à equipe, dando sustentabilidade financeira ao projeto.[12] Devido ao corte que o governo federal impôs em relação ao patrocínio da Caixa em times esportivos, o acordo foi encerrado alguns meses depois.

No NBB 2018-19, o Universo teve um início complicado, chegando a ter seis derrotas consecutivas e a ocupar a última colocação no NBB. Entretanto, a equipe conseguiu se recuperar e garantiu vaga nos playoffs da competição como a 10ª melhor equipe. Nas oitavas de final, o adversário foi o Corinthians. O Universo, jogando em casa, venceu a primeira partida da série, mas, apesar de lutar muito, foi derrotado pelo time paulista nas duas partidas seguintes e foi eliminado do certame.[13]


Elenco atual (temporada 2019-2020)[editar | editar código-fonte]

Universo Brasília
Jogadores Comissão Técnica
Pos. # País Nome Altura Nascimento Último Clube
Ala/Armador 3 Brasil Gui Santos 1,89 m 20/03/1997 Bauru (BRA)
Ala/Armador 4 Brasil Arthur 1,97 m 30/09/1982 Lobos Brasília (BRA)
Pivô 5 Brasil Marcelão 2,05 m 30/11/1993 Brasília Búfalos (BRA)
Pivô 6 Brasil Ronald 2,06 m 23/12/1991 Lobos Brasília (BRA)
Armador 7 Brasil Pedrinho Rava 1,83 m 08/09/1995 Macaé (BRA)
Armador 8 Brasil Gabriel 1,84 m 06/06/2001 Vasco da Gama (BRA)
Ala 9 Brasil Rafa Moreira 2,00 m 16/11/1991 São José (BRA)
Pivô 21 Brasil Bruno Fiorotto 2,08 m 23/08/1984 Basquete Cearense (BRA)
Ala/Armador 22 Brasil Pedro Mendonça 1,96 m 02/01/1995 Caxias do Sul (BRA)
Armador 23 Brasil Nezinho (C) 1,85 m 21/01/1981 Vasco da Gama (BRA)
Ala/Pivô 35 Brasil José Carlos 2,03 m 21/01/1997 Mogi das Cruzes (BRA)
Ala 77 Brasil Gui Bento 1,95 m 11/05/1997 Corinthians (BRA)
Técnico
  • Ricardo Oliveira
Auxiliar Técnico
  • Michael Swioklo
Outros Membros
  • Bernardo Bessa (Diretor)
  • Yves Oliveira (Supervisor)
  • Iran Nakamura (Preparador Físico)
  • Carlos Ewbank (Fisioterapeuta)
  • José Vitor Senatore (Estatístico)
  • Estevam Guimarães (Médico)
  • Joaquim Mello (Médico)
  • Maxwell Gonçalves (Médico)
  • Pedro Luz (Mordomo)
  • Rômulo Lima (Mordomo)



Legenda
  • (C) Capitão
  • (S) Suspenso
  • (J) Juvenil
  • (INJ) Contundido

Elenco
• Última atualização: 05/09/2019

Últimas temporadas[editar | editar código-fonte]

Universo Brasília
Temporada Campeonato Brasileiro Champions League [a] Liga das Américas [a] Liga Sul-Americana
Div. Pos. J V D Classificação Classificação Classificação
2015/2016[b] NBB (1ª) 12º 31 8 23 O torneio não existia
2016/2017[b] NBB (1ª) 41 22 19
2017/2018[b] NBB (1ª) 10º 33 16 17 12º
2018/2019 NBB (1ª) 11º 29 11 18
2019/2020 NBB (1ª) —º Torneio extinto


  • a Com a criação da Champions League na temporada 2019-20, a Liga das Américas deixou de ser disputada.
  • b Como Universo/Vitória.
Legenda:
     Campeão
     Vice-campeão
     Classificado à Champions League
     Classificado à Liga das Américas
     Classificado à Liga Sul-Americana
NBB = Novo Basquete Brasil


Referências

  1. a b «Folha de S.Paulo - Universo se expande e põe em risco elite do basquete - 04/12/2003». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 27 de agosto de 2018 
  2. «O que é marketing esportivo?». Blog do Elias. 18 de março de 2015 
  3. «Goiânia volta ao Rio Vermelho na elite do basquete nacional após sete anos». Consultado em 7 de agosto de 2018 
  4. «Volta do Uberlândia ao basquete esvaziará o Brasília, atual líder do NBB - 22/02/2010 - UOL Esporte - Basquete». esporte.uol.com.br. Consultado em 23 de julho de 2019 
  5. «Uberlândia volta na próxima temporada». Consultado em 7 de agosto de 2018 
  6. «Basquete de Uberlândia não disputará temporada 2015/2016 do NBB». Consultado em 7 de agosto de 2018 
  7. «Pela segunda vez Unitri-Pilhas Energizer vai fechar as portas | Gazeta do Triângulo». gazetadotriangulo.com.br. Consultado em 11 de agosto de 2018 
  8. «Vitória firma parceria com o Grupo Universo e entra no NBB». Consultado em 7 de agosto de 2018 
  9. «Universo sinaliza fim da parceria com o Vitória após três anos». Consultado em 7 de agosto de 2018 
  10. «Fim de um sonho: termina a parceria entre Vitória e Universo no basquete». Arena Rubro-Negra – Notícias do Esporte Clube Vitória. Consultado em 11 de agosto de 2018 
  11. «Com 14 equipes, NBB anuncia participantes da temporada 2018/2019». Globoesporte 
  12. «Universo/Brasília acerta patrocínio com a Caixa para o NBB». Distrito do Esporte 
  13. Sports, D. F. (7 de abril de 2019). «Na prorrogação, Universo/Brasília dá adeus ao NBB 11». DF SPORTS. Consultado em 19 de maio de 2019