Novo Basquete Brasil de 2015–16

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NBB 2015–16
NBB 8
{{{PAGENAME}}}
Campeonato Novo Basquete Brasil
Esporte Basquetebol
Duração outubro de 2015 - junho de 2016
Número de times 15
Parceiro(s) de TV
Temporada Regular
Campeão Rio de Janeiro Flamengo
MVP Marquinhos (Flamengo)
Cestinha Neto (Liga Sorocabana)
(19,1 pontos por jogo)
Playoffs
Campeão Rio de Janeiro Flamengo
  Vice-campeão São Paulo Bauru
MVP das finais Olivinha (Flamengo)
Temporadas NBB

O Novo Basquete Brasil de 2015–16 foi uma competição brasileira de basquete organizada pela Liga Nacional de Basquete. Esta foi a oitava edição do campeonato organizado pela LNB, com a chancela da Confederação Brasileira de Basketball, por isso também é chamado de NBB8. O NBB garante vagas para os torneios internacionais, como a Liga das Américas, e a Liga Sul-Americana de Basquete. Teve seu início no mês de outubro de 2015 a final disputada no dia de 11 de junho de 2016. Pela quarta vez consecutiva, o vencedor foi o Flamengo, após bater novamente o Bauru por 3 a 2 na série melhor de cinco partidas. Na 5ª e decisiva partida da final, o Flamengo venceu por 34 pontos de diferença, o que representa a maior diferença de pontos em qualquer partida de final de NBB.[1]

Regulamento[editar | editar código-fonte]

A fórmula de disputa do campeonato segue a mesma da temporada anterior. Os 12 melhores colocados na fase de classificação avançarão às Finais, que seguirá disputada a partir das oitavas de final em playoffs, com os 4 melhores classificados diretamente para as quartas de final, sempre em uma melhor de cinco jogos, inclusive a série Final. Para esta temporada, o formato das séries de playoff também sofreu uma alteração e os confrontos de mata-mata serão disputados no modelo 1-2-1-1, com os Jogos 2, 3 e 5 sendo realizados na casa da equipe de melhor campanha na fase de classificação. Também não haverá rebaixamento nessa edição, pois a competição conta com 15 equipes e os organizadores querem que o número de times chegue a 16 na próxima temporada, o que ocorrerá com o acesso do campeão da Liga Ouro de 2016.[2] Nesta temporada 2015/2016, a final voltará a ser disputada em uma série melhor de cinco jogos.[3]

Participantes[editar | editar código-fonte]

Equipe Cidade Estado Em 2014-15 Ginásio Capacidade Títulos do NBB
Basquete Cearense Fortaleza Ceará CE 14º (NBB 2014-15) Paulo Sarasate 8 822 0 (não possui)
Bauru Bauru São Paulo SP 2º (NBB 2014-15) Panela de Pressão 2 000 0 (não possui)
Brasília Brasília Distrito Federal (Brasil) DF 6º (NBB 2014-15) ASCEB
Nilson Nelson
1 100
16 000
3 (2009-10, 2010-11, 2011-12)
Caxias do Sul Caxias do Sul Rio Grande do Sul RS 1º (Liga Ouro 2015) Vasco da Gama 850 0 (não possui)
Flamengo Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ 1º (NBB 2014-15) Tijuca TC
HSBC Arena
4 000
18 000
4 (2008-09, 2012-13, 2013-14, 2014-15)
Franca Franca São Paulo SP 5º (NBB 2014-15) Pedrocão 6 000 0 (não possui)
Liga Sorocabana Sorocaba São Paulo SP 16º (NBB 2014-15) [LSB] Gualberto Moreira 3 500 0 (não possui)
Macaé Macaé Rio de Janeiro RJ 8º (NBB 2014-15) TC Macaé 3 000 0 (não possui)
Minas Belo Horizonte Minas Gerais MG 9º (NBB 2014-15) Arena Vivo 4 000 0 (não possui)
Mogi das Cruzes Mogi das Cruzes São Paulo SP 4º (NBB 2014-15) Hugo Ramos 5 000 0 (não possui)
Paulistano São Paulo São Paulo SP 10º (NBB 2014-15) Antônio Prado Júnior 1 500 0 (não possui)
Pinheiros São Paulo São Paulo SP 11º (NBB 2014-15) Henrique Villaboim 824 0 (não possui)
Rio Claro Rio Claro São Paulo SP 15º (NBB 2014-15) Felipe Karan 3 000 0 (não possui)
São José São José dos Campos São Paulo SP 7º (NBB 2014-15) Lineu Moura 2 620 0 (não possui)
Vitória Salvador Bahia BA 13º (NBB 2014-15) [UBE] Ginásio Cajazeiras 2 060 0 (não possui)


Notas


Localização das equipes participantes do NBB 2015-16.

Primeira Fase[editar | editar código-fonte]

Classificação[editar | editar código-fonte]

Pos Times % Pts J V D PF PS SP Classificação ou rebaixamento
1 Rio de Janeiro Flamengo 82,1 51 28 23 5 2362 1973 389 Classificado para a Fase Final
2 São Paulo Bauru 75,0 49 28 21 7 2416 2131 285
3 São Paulo Paulistano 71,4 48 28 20 8 2254 2060 194
4 Ceará Basquete Cearense 67,9 47 28 19 9 2230 2064 166
5 São Paulo Mogi das Cruzes 67,9 47 28 19 9 2292 2192 100 Classificado para os Playoffs
6 Distrito Federal (Brasil) Brasília 64,3 46 28 18 10 2414 2277 137
7 São Paulo Pinheiros 50,0 42 28 14 14 2294 2236 58
8 São Paulo Rio Claro 46,4 41 28 13 15 2060 2059 1
9 São Paulo Franca 46,4 41 28 13 15 2156 2278 -122
10 Minas Gerais Minas 42,9 40 28 12 16 2047 2094 -47
11 Rio Grande do Sul Caxias do Sul 32,1 37 28 9 19 1971 2174 -203
12 Bahia Vitória 28,6 36 28 8 20 2009 2265 -256
13 São Paulo Liga Sorocabana 28,6 35 28 8 20 1921 2144 -223
14 São Paulo São José 25,0 35 28 7 21 2096 2314 -218
15 Rio de Janeiro Macaé 21,4 34 28 6 22 2105 2366 -261

Confrontos[editar | editar código-fonte]

Para ler a tabela, a linha horizontal representa os jogos da equipe como mandante. A coluna vertical indica os jogos da equipe como visitante.

CEA BAU BRA CAX FLA FRA LSB MAC MIN MOG PAU PIN RCB SJO VIT
Basquete Cearense 90-86 81-85 66-50 67-85 99-71 88-65 88-64 64-69 83-76 72-69 68-63 64-67 80-91 90-65
Bauru 82-66 94-92 78-51 77-73 103-78 90-71 88-64 94-81 90-74 78-63 71-79 82-69 104-74 94-68
Brasília 82-95 111-114 90-79 85-94 94-106 94-73 107-104 72-59 91-79 81-69 90-70 66-68 83-73 81-67
Caxias do Sul 62-71 83-84 82-91 80-97 90-78 78-69 81-66 48-75 81-89 70-83 79-72 67-65 65-73 72-76
Flamengo 66-67 85-69 73-75 93-51 83-73 69-54 96-66 76-65 79-77 75-65 79-83 102-70 94-77 101-53
Franca 78-106 68-90 71-79 86-82 65-89 95-89 77-73 80-79 88-90 79-88 70-84 64-70 91-79 76-78
Liga Sorocabana 70-78 84-80 73-93 61-74 68-76 0-20[6] 86-72 58-61 82-91 65-81 63-80 65-56 78-66 71-69
Macaé 69-79 68-101 77-99 71-62 62-92 74-89 83-90 60-74 70-82 75-84 101-97 84-80 79-63 88-79
Minas 61-75 67-83 107-95 77-67 74-81 75-85 57-70 90-81 74-71 76-82 70-83 77-72 91-84 79-83
Mogi 78-73 85-79 78-75 83-52 85-88 93-78 93-84 88-79 71-64 80-83 86-83 68-63 82-70 84-77
Paulistano 108-101 80-77 75-81 87-60 67-60 79-84 84-51 84-82 82-50 84-75 101-77 70-73 89-77 77-63
Pinheiros 93-81 88-100 68-93 74-89 75-81 87-91 73-59 92-87 75-63 79-81 80-84 90-96 104-65 75-60
Rio Claro 68-77 63-72 84-69 74-75 73-91 83-55 82-67 62-61 67-77 98-84 67-74 76-77 67-63 86-63
São José 81-90 60-62 81-87 71-76 80-88 70-82 88-81 70-71 59-89 81-86 83-77 74-95 88-82 87-81
Vitória 60-71 96-94 83-73 74-65 70-96 72-78 73-74 86-74 76-66 64-83 68-85 78-98 67-79 60-68

Playoffs[editar | editar código-fonte]

Negrito – Vencedor das séries

Itálico – Time com vantagem de mando de quadra

Confrontos[editar | editar código-fonte]

  Fase Classificatória
(Melhor-de-5)
Quartas-de-Final
(Melhor-de-5)
Semi-Finais
(Melhor-de-5)
Final
(Melhor-de-5)
      
         1  Rio de Janeiro Flamengo 3  
8  São Paulo Rio Claro 3     8  São Paulo Rio Claro 0  
9  São Paulo Franca 2       1  Rio de Janeiro Flamengo 3  
           5  São Paulo Mogi das Cruzes 2  
         4  Ceará Basquete Cearense 1  
5  São Paulo Mogi das Cruzes 3     5  São Paulo Mogi das Cruzes 3  
12  Bahia Vitória 0       1  Rio de Janeiro Flamengo 3
           2  São Paulo Bauru 2
         2  São Paulo Bauru 3  
7  São Paulo Pinheiros 3     7  São Paulo Pinheiros 1  
10  Minas Gerais Minas 2       2  São Paulo Bauru 3  
           6  Distrito Federal (Brasil) Brasília 0  
         3  São Paulo Paulistano 1       
6  Distrito Federal (Brasil) Brasília 3     6  Distrito Federal (Brasil) Brasília 3       
11  Rio Grande do Sul Caxias do Sul 1  

Fase Classificatória[editar | editar código-fonte]

Time 1 Séries Time 2 1º Jogo 2º Jogo 3º Jogo 4º Jogo 5º Jogo
Mogi das Cruzes São Paulo 3–0 Bahia Vitória 74–72 81–67 81–58
Brasília Distrito Federal (Brasil) 3–1 Rio Grande do Sul Caxias do Sul 78–101 95–67 93–73 86–80
Pinheiros São Paulo 3–2 Minas Gerais Minas 79–83 70–77 70–67 85–67 74–66
Rio Claro São Paulo 3–2 São Paulo Franca 85–87 89–79 81–62 60–88 74–64

Quartas-de-Final[editar | editar código-fonte]

Time 1 Séries Time 2 1º Jogo 2º Jogo 3º Jogo 4º Jogo 5º Jogo
Flamengo Rio de Janeiro 3–0 São Paulo Rio Claro 88–79 93-73 93–82
Bauru São Paulo 3–1 São Paulo Pinheiros 95–85 109–83 88–92 89–86
Paulistano São Paulo 1–3 Distrito Federal (Brasil) Brasília 83–88 99–78 88–100 78–83
Basquete Cearense Ceará 1–3 São Paulo Mogi das Cruzes 64–67 76–55 63–64 80–95

Semi-Finais[editar | editar código-fonte]

Time 1 Séries Time 2 1º Jogo 2º Jogo 3º Jogo 4º Jogo 5º Jogo
Flamengo Rio de Janeiro 3–2 São Paulo Mogi das Cruzes 81–86 81–71 77–83 93–91 79-75
Bauru São Paulo 3–0 Distrito Federal (Brasil) Brasília 89–72 100–80 85–79

Final[editar | editar código-fonte]

Time 1 Séries Time 2 1º Jogo 2º Jogo 3º Jogo 4º Jogo 5º Jogo
Flamengo Rio de Janeiro 3–2 São Paulo Bauru 83–77 80–85 89–84 81–94 100–66

Premiação[editar | editar código-fonte]

Novo Basquete Brasil 2015-16
Bandeira do estado do Rio de Janeiro.svg
Flamengo
Campeão
(6° título Brasileiro)


Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Atualizado em: 23 de dezembro de 2015

Líderes em estatísticas individuais[editar | editar código-fonte]

Categoria Jogador Time Estatísticas/Pontos
Pontos por jogo Neto Liga Sorocabana 19,11
Rebotes por jogo Teichmann Rio Claro 8,06
Assistências por jogo Fúlvio Brasília 7,31
Roubos por jogo Neto Liga Sorocabana 2,39
Tocos por jogo Mathias Franca 1,57
Minutos por jogo Neto Liga Sorocabana 34,73
Eficiência por jogo Giovannoni Brasília 17,72

Fonte: Estatísticas – NBB

Recordes por jogo[editar | editar código-fonte]

Categoria Jogador Time Melhor Marca
Pontos Giovannoni Brasília 37
Rebotes Mathias Franca 17
Assistências Fúlvio Brasília 17
Roubos Jason Smith Vitória 8
Tocos Léo Waszkiewicz Basquete Cearense 5
Mathias Franca
Lucas Mariano Mogi das Cruzes
Bolas de dois pontos JP Batista Flamengo 12
Giovannoni Brasília
Caio Torres Paulistano
Bolas de três pontos Jefferson Willian Bauru 7
Gui Deodato Rio Claro
Deryk (2 partidas) Brasília

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. globoesporte.globo.com/ Fla domina Bauru e é penta com maior diferença de pontos em final de NBB
  2. «Locomotiva Esportiva». Locomotiva Esportiva. Consultado em 14 de janeiro de 2016 
  3. «NBB volta a ter final em melhor de cinco jogos na próxima temporada». globoesporte.com 
  4. «Palmeiras anuncia saídas do Novo Basquete Brasil e do Paulistão». globoesporte.com 
  5. «Uberlândia se muda para Salvador e continua no NBB». Estadão 
  6. A partida entre Liga Sorocabana e Franca foi encerrada por desistência da equipe sorocabana ao final do primeiro quarto, quando Franca vencia por 22 a 16. A arbitragem deu fim à partida, contabilizando vitória por W.O. para Franca por 20-0. Além de Franca somar os dois pontos da vitória, a Liga Sorocabana não somou o ponto que levaria pela derrota (segundo o regulamento, as equipes perdedoras somam um ponto).«Nota Oficial». lnb.com.br 
Precedido por
Novo Basquete Brasil de 2014–15
Novo Basquete Brasil
2015–16
Sucedido por
Novo Basquete Brasil de 2016–17