Ataque ao estúdio da Kyoto Animation

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ataque ao estúdio da Kyoto Animation
Estúdio 1 da Kyoto Animation após o ataque incendiário.
Nome nativo 京都アニメーション放火殺人事件
Hora 10h31 (horário local)
Data 18 de julho de 2019 (2019-07-18)
Local Fushimi, Quioto, Japão
Localização Estúdio 1 da Kyoto Animation
Coordenadas 34° 55′ 59″ N, 135° 47′ 34,6″ L
Tipo Incêndio, Massacre
Causa Desconhecida (possível ataque de vingança, transtorno mental)
Mortes 36
Lesões relatadas 34 (incluindo o suspeito)
Suspeito(s) Shinji Aoba

O ataque incendiário à Kyoto Animation (京都アニメーション放火殺人事件 Kyōto Animēshon hōka satsujin jiken?) ocorreu no edifício Estúdio 1 da Kyoto Animation no bairro Fushimi da prefeitura de Quioto, Japão, na manhã de 18 de julho de 2019. O incêndio matou pelo menos 36 pessoas, ferindo mais 33, e destruiu a maioria dos materiais e computadores no Estúdio 1. É um dos piores incidentes de assassinato em massa na história do Japão desde o fim da Segunda Guerra Mundial e o incêndio à construção mais mortífero do país desde o incêndio do edifício Myojo 56 em 2001. O ataque foi considerado "terrorismo suicida" por um professor de criminologia da Universidade de Rissho, já que o incidente foi supostamente realizado pelo suspeito com a intenção de ser um ataque suicida.

O suspeito Shinji Aoba, que não trabalhava no estúdio, entrou pela porta da frente e encharcou a área e diversos funcionários com gasolina antes de acendê-la, incendiando o edifício. Após atear fogo a si mesmo enquanto acendia a gasolina, o suspeito tentou fugir, porém foi apreendido pela polícia cerca de 100 metros de distância do edifício. Testemunhas relataram o ouvir acusar o estúdio de plágio. A polícia prendeu Aoba por suspeitas de assassinato e outros delitos em 27 de maio de 2020, após aguardar mais de 10 meses pela recuperação do mesmo de queimaduras graves.[1]

Além das condolências e mensagens de apoio de líderes mundiais e nacionais, fãs e empresas levantaram mais de ¥3.3 bilhões no Japão e mais de US$2.3 milhões fora do Japão para ajudar o estúdio e seus funcionários se recuperarem. Como resultado do incidente, algumas obras e colaborações do estúdio foram adiadas, e diversos eventos foram cancelados ou suspensos.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Estúdio 1 da Kyoto Animation, em maio de 2015.

A Kyoto Animation é um dos estúdios de anime mais aclamados do Japão, conhecida por animações como Suzumiya Haruhi no Yūutsu, K-On! e Clannad.[2] A KyoAni possui diversos endereços em Quioto: o Estúdio 1 (localizado em Fushimi), Estúdio 2 (a sede) e o Estúdio 5. O departamento de desenvolvimento de merchandising do estúdio está localizado em Uji, à distância de uma estação de trem do Estúdio 1. O edifício costumava ser utilizado pela equipe de produção de animação e foi construído em 2007.[3][4][5]

Algumas semanas antes do ataque a Kyoto Animation recebeu ameaças de morte. O presidente executivo da empresa, Hideaki Hatta, afirmou que eles não sabiam se as ameaças possuíam alguma relação com o incidente, já que elas foram enviadas anonimamente,[6] mas ele informou advogados e a polícia quanto a elas. Eles supostamente recebiam até 200 ameaças por ano antes do ataque. Após ser informada das ameaças em outubro de 2018, a força policial japonesa temporariamente patrulhou o escritório principal da empresa.[7]

Incidente[editar | editar código-fonte]

O incêndio iniciou-se com uma explosão[8] por volta das 10h31[9][10] (01:31 UTC), quando o autor do crime entrou no Estúdio 1 e ateou fogo ao edifício utilizando 40 litros de gasolina.[11][12] O autor do crime transportou a gasolina até cerca de 10 km de distância do estúdio, e acredita-se que ele caminhou até o edifício enquanto carregava a gasolina em um carrinho de plataforma.[13] A polícia acredita que a gasolina espalhada no local misturou-se com o ar, causando então uma explosão logo de início.[14] De acordo com relatos, o suspeito gritava "morra!" (死ね shi-ne?) conforme realizava o ataque. Ele também jogou gasolina em cima de algumas pessoas antes de acendê-las em fogo — ateando fogo a si mesmo no processo —, fazendo com que elas corressem em chamas para às ruas.[11][15][16]

Conforme o incêndio crescia na entrada, os funcionários ficaram presos dentro do edifício. 20 corpos foram encontrados nas escadas do terceiro andar, a caminho do teto, indicando que as vítimas estavam tentando escapar escapar.[17] O Dr. Tomoaki Nishono, Professor Adjunto do Instituto de Pesquisa em Prevenção a Desastres da Universidade de Quioto, estimou que o segundo e terceiro andar foram preenchidos com fumaça em menos de 30 segundos após a explosão.[18] O suspeito fugiu da cena do crime porém foi perseguido por dois funcionários da Kyoto Animation e então desmaiou na rua, onde ele foi apreendido pela polícia.[19][20] Múltiplas facas não utilizadas foram encontradas na cena do crime.[21]

O incêndio estava sob controle às 15h19 (06:19 UTC), e foi extinto às 6h20 do próximo dia (21:20 UTC).[9] Após o fim das tentativas de resgate, foi confirmado que todos os funcionários do estúdio haviam sido contabilizados.[22] Às 22h (13:00 UTC), a Agência de Gestão de Incêndios e Desastres publicou um relatório informando que o fogo destruiu o edifício completamente. O prédio não possuía chuveiros automáticos ou hidrantes internos devido à sua classificação como um pequeno prédio comercial,[23] porém ele não possuía carências quanto à conformidade de segurança contra incêndio durante sua última inspeção em 17 de outubro de 2018.[9] Relatos iniciais afirmaram que a entrada ao estúdio exigia a utilização de cartões dos funcionários, porém a porta não estava trancada já que o estúdio aguardava por visitantes.[24][25] Contudo, estes relatos foram imprecisos: não havia um sistema de segurança implementado e a porta era sempre deixada aberta durante o horário comercial.[26][27]

O ataque incendiário destruiu a maioria dos materiais e computadores no Estúdio 1 da Kyoto Animation,[28][29] embora uma pequena parte dos quadros-chave estava em exibição em Tokushima e consequentemente foi poupada da destruição.[30] Em 29 de julho, a Kyoto Animation declarou que conseguiram recuperar parte de seus desenhos originais digitalizados de um servidor que sobreviveu ao incêndio.[31]

O incêndio é descrito como um dos massacres mais mortíferos na história do Japão desde o fim da Segunda Guerra Mundial,[32] e o incêndio mais mortal de uma construção no país desde o incêndio do edifício Myojo 56 em 2001.[33][34] O ataque foi considerado "terrorismo suicida" por um professor de criminologia da Universidade de Rissho, já que o incidente foi supostamente realizado pelo suspeito com a intenção de ser um ataque suicida.[35]

Vítimas[editar | editar código-fonte]

Havia 70 pessoas dentro do prédio quando o incêndio foi iniciado.[17] Um total de 36 pessoas morreu, incluindo três que faleceram mais tarde no hospital.[nota 1] De acordo com a força policial de Quioto, foi difícil identificar algumas vítimas já que elas sofreram queimaduras severas.[43] Resultados de autópsias liberados em 22 de julho revelaram que a maioria das vítimas sucumbiu às queimaduras (em vez de intoxicação por monóxido de carbono) graças ao fogo que espalhou-se rapidamente.[44][45] Testes de DNA foram feitos para ajudar nas identificações, durando uma semana após o incêndio.[46] Foi relatado que dois terços das vítimas (pelo menos 20 pessoas) eram mulheres, já que o estúdio era conhecido por contratar animadoras.[47]

O presidente da Kyoto Animation pediu, através da força policial, que a mídia não divulgasse os nomes das vítimas como uma maneira de respeitar suas famílias, declarando que "divulgar seus nomes não faz nada para servir o bem público".[48] Em 25 de julho, a força policial de Quioto afirmou terem identificado todas as 34 vítimas e começaram a devolver os corpos das vítimas aos seus parentes. 2 dias depois, em 27 de julho, foi relatado que mais uma vítima havia falecido no hospital, aumentando o número de mortos para 35.[41] A polícia discutiu com a Kyoto Animation se, quando e como revelar as identidades dos mortos.[49] Algumas das famílias divulgaram suas próprias descobertas à mídia a respeito da situação de seus entes queridos, incluindo a família da colorista Naomi Ishida que confirmou a morte dela em 24 de julho.[50] Em 26 de julho de 2019, a família do animador, roteirista e diretor do anime A Empregada Dragão da Srta. Kobayashi, Yasuhiro Takemoto também confirmou sua morte através de testes de DNA.[51][52] Em 2 de agosto, a força policial de Quioto liberou os nomes de dez vítimas cujos velórios haviam encerrado, com o consentimento de seus parentes, e no mesmo dia foi confirmado que os diretores de animação Yoshiji Kigami e Futoshi Nishiya estavam entre os mortos.[53][54] Em 27 de agosto, considerando o impacto social do caso, as autoridades revelaram oficialmente os nomes das 25 vítimas restantes, incluindo a diretora do conselho e diretora de animação Shōko Ikeda.[55][56]

De início, foi declarado que pelo menos 36 pessoas sofreram lesões, este número caiu para 34, quando duas morreram no hospital.[nota 2] Dez dos feridos foram descritos como em sérias condições, um destes precisando amputar suas pernas.[63] Entre aqueles reconhecidos como fora de perigo estava a diretora de animação Naoko Yamada, que dirigiu K-On!, Koe no Katachi e Liz and the Blue Bird.[nota 2] De acordo com o Ministério de Relações Exteriores da Coreia do Sul, uma das vítimas feridas foi uma mulher sul-coreana.[nota 2]

Em 7 de setembro, foi declarado que 7 mulheres ainda estavam passando por tratamentos no hospital, 3 delas em condições críticas.[64] Contudo, em 18 de setembro foi relatado que as 34 pessoas feridas no ataque não mais estavam em risco de vida, apesar de algumas permanecerem na UTI com queimaduras severas.[nota 2] Em 4 de outubro de 2019, foi anunciado que uma mulher faleceu devido a um choque séptico, levando o número de mortos a 36. Cinco pessoas permaneceram na UTI.[nota 2]

Suspeito[editar | editar código-fonte]

Shinji Aoba (青葉 真司 Aoba Shinji?), um homem de 41 anos de idade, foi identificado como o suspeito pela polícia e um mandato foi emitido para sua prisão.[65][66]

De acordo com moradores locais, um homem que se assemelhava ao Aoba foi visto perto do estúdio dias antes do incidente.[67][68][69] Além disso, ele aparenta ter visitado dias antes do ataque vários locais de interesse pela cidade relacionados a Hibike! Euphonium.[69][13] Após o ataque, Aoba fugiu da cena do crime após ser perseguido por empregados do estúdio, porém foi apreendido pela força policial de Quioto perto da Estação Ferroviária Elétrica de Keihan Rokujizo, cerca de 100 metros de distância do estúdio;[70] Aoba foi então levado ao hospital com queimaduras severas em suas pernas, tórax e rosto.[24][22] Durante seu transporte ao hospital, ele admitiu ter iniciado o incêndio,[71] possivelmente por vingança,[72] acusando o estúdio de ter "plagiado" seu trabalho.[nota 3] Apesar disso, Hatta declarou inicialmente que não existem registros de envios feitos ao concurso anual de escrita da empresa com o nome do suspeito.[63] Posteriormente, a Kyoto Animation divulgou que eles haviam recebido um esboço de livro do suspeito; porém, ele não passou da primeira etapa de avaliação e foi esquecido, e foi confirmado que o conteúdo do esboço não possuía similaridades aos trabalhos publicados pelo estúdio.[77][78]

Devido às queimaduras severas sofridas durante o incidente, Aoba foi transferido a um hospital universitário em Osaka para tratamentos adicionais, onde ele recebeu a cirurgia de transplante de pele necessária.[66][79] Em 5 de setembro de 2019, foi divulgado que Aoba não mais passava por riscos de vida,[80] mas ainda estava sendo tratado na UTI e necessitava de ventilação mecânica.[81] Foi divulgado em 18 de setembro que Aoba havia recuperado a fala; em 8 de outubro ele havia iniciado sua reabilitação, sendo capaz de sentar-se em uma cadeira de rodas e manter conversas curtas. A polícia havia obtido um mandato para sua prisão, mas necessitaram aguardar por uma confirmação dos médicos de que Aoba suportaria confinamento.[82][83] Em 14 de novembro de 2019, ele foi movido para outro hospital em Quioto para sua reabilitação final.[84] Aoba recuperou-se da maioria de seus ferimentos e reconheceu sua responsabilidade pelo ataque. Ele expressou seus sentimentos de remorso e gratidão direcionada aos funcionários do hospital, que segundo ele o tratou melhor do que qualquer pessoa em sua vida.[85] Por outro lado, ele informou a polícia que acendeu o fogo porque a KyoAni havia roubado seu trabalho, e que ele esperava receber a pena de morte.[86] A maioria da pele queimada de Aoba foi substituída por pele artificial experimental, já que as vítimas foram priorizadas no recebimento de doações de pele humana.[87][88] Este é o primeiro caso de uso de pele artificial para queimaduras tão severas no Japão.[87][88] Até janeiro de 2020, Aoba continuou hospitalizado, e não conseguia levantar-se ou se alimentar sem assistência.[89] Em 27 de maio de 2020, foi considerado que Aoba já havia se recuperado suficientemente de suas queimaduras, e ele foi formalmente preso por suspeitas de assassinato e outros delitos.[90][91]

Aoba já possuía um histórico criminal antes do incidente, e sofre de algum transtorno mental. Em 2012, ele assaltou uma loja de conveniência em Ibaraki utilizando uma faca, o que o levou a ser preso por 3 anos e meio.[92][93] O transtorno mental que Aoba sofre pode reduzir sua penalidade máxima pelo ataque de uma pena de morte para prisão perpétua.[94]

Consequências[editar | editar código-fonte]

Um mês após o ataque incendiário, as vítimas começaram a retornar ao trabalho em outro estúdio da Kyoto Animation.[95][96] Até outubro de 2019, apesar de o número de empregados da KyoAni ter diminuído de 176 para 137, 27 das 33 vítimas sobreviventes retornaram ao trabalho com muitas decidindo tirar pausas estendidas para lidar com o estresse e ansiedade ocasionados pelo ataque.[96][97][98]

A empresa emitiu uma declaração oficial, solicitando o respeito pelas vitimas e seus familiares, também informando que futuras declarações seriam emitidas através da força policial ou seus advogados.[99] A demolição do edifício foi completada em 28 de abril de 2020, sem que planos adicionais para o local fossem revelados.[100] Em uma entrevista, o presidente da Kyoto Animation, Hideaki Hatta, declarou que estava considerando substituir o edifício com um parque público e um monumento memorial.[63][101] Porém, os habitantes da região não desejavam que um memorial fosse construído pois o mesmo destruiria "o estilo de vida pacífico [dos moradores locais]".[102]

Devido aos esforços de recuperação, a Kyoto Animation suspendeu a 11th Kyoto Animation Awards, uma premiação anual para a descoberta de novas histórias.[103]

Em novembro de 2019, o estúdio decidiu continuar seus programas de treinamento para aspirantes a animadores, onde estagiários seriam treinados em filmes, desenho e animações. Ao graduar do programa, os estagiários excepcionais poderiam ser contratados pelo estúdio após serem novamente examinados.[104]

Impacto em produções[editar | editar código-fonte]

Como resposta a este incidente, um evento de publicidade do filme Free! foi cancelado, a produção de colaboração de Hibike! Euphonium entre a Kyoto Animation e a linha ferroviária Keihan Main Line foi adiada, assim como o episódio 4 de Humanoid Monster Bem.[105] O terceiro episódio de Fire Force, um anime do estúdio David Production sobre bombeiros e pessoas morrendo por combustão espontânea foi adiado por uma semana e lançado com modificações na narração do anime e sequência de cores dos incêndios retratados.[106][107][108][109] Os episódios posteriores de Fire Force foram tratados de maneira semelhante.[109] A Kyoto Animation decidiu continuar com a pré-estreia de Violet Evergarden Gaiden em 3 de agosto de 2019 na convenção alemã AnimagiC, como planejado originalmente.[110] As datas de exibição em cinemas japoneses foram estendidas em uma semana[111] e as vítimas foram honradas nos créditos finais.[112] Apesar das notícias iniciais afirmando que o próximo filme de Violet Evergarden estrearia em 10 de janeiro de 2020 como programado,[113] mais tarde foi anunciado que o mesmo foi atrasado para 24 de abril de 2020, mas como resultado da pandemia de COVID-19 o filme foi adiado para 18 de setembro de 2020.[114] Um episódio de Animation x Paralympic, originalmente programado para ser exibido em agosto de 2019, foi eventualmente anunciado como cancelado em 28 de fevereiro de 2020, foi citado que não seria possível concluir a produção a tempo para os Jogos Paralímpicos de 2020.[115]

Medidas para prevenir reinscidência[editar | editar código-fonte]

A Agência de Gestão de Desastres e Incêndios e a Agência Nacional de Polícia emitiram um comunicado em 25 de julho de 2019, solicitando que postos de gasolina mantenham um registro de vendas de pessoas comprando gasolina em recipientes que possam ser reabastecidos, que obedecem aos regulamentos de segurança contra incêndios.[116] Cada registro deve conter informações pessoais do comprador como nome, endereço, o propósito da compra, e a quantidade comprada.[36] Apesar de o comunicado não possuir respaldo legal, a maioria dos compradores obedeceram a este requerimento adicional voluntariamente.[117] Esta medida foi formalizada com uma revisão dos regulamentos relevantes e foi aplicada em 1 de fevereiro de 2020 tornando o registro de vendas mandatório.[117][118] Após o incidente, o Departamento Municipal de Incêndios de Quioto formulou orientações para evacuação no evento de ataque incendiário ou terrorismo, e encorajou a instalação de escadas de evacuação.[119]

Reações[editar | editar código-fonte]

A entrada do estúdio após o ataque incendiário. Bebidas e buquês foram colocados no memorial.
Caixa de doações em uma loja Animate, Akihabara.
Flores que foram arranjadas no campo perto da Estação Rokujizo.

A Kyoto Animation aceitou doações diretas através de uma conta bancária local para ajudar as vítimas do ataque de 23 de julho a 27 de dezembro de 2019.[120][121][122] Eventualmente, a conta bancária havia acumulado aproximadamente ¥3,300,000,000.[123] As doações incluíram uma doação à parte de ¥10,000,000 do músico japonês Yoshiki e da desenvolvedora de jogos Key.[124][125][126] Foi estimado que a empresa precisaria de ¥10,000,000,000 para cobrir os custos de apoiar as vitimas e famílias afetadas além de despesas relacionadas a recuperação das operações da empresa.[127] A partir de novembro de 2019, a empresa começou o processo de distribuir os fundos arrecadados para as vitimas, onde cada vítima recebeu uma certa quantidade após diversas considerações como severidade de ferimentos, se a vítima é a única pessoa a sustentar sua família, etc.[128]

Domésticas[editar | editar código-fonte]

O Primeiro Ministro Shinzō Abe expressou suas condolências e declarou que ficou "sem palavras" diante da escala do incidente.[nota 4] Sendo uma ocorrência única na história corporativa japonesa, uma medida foi passada na Dieta Nacional permitindo que as doações ao estúdios fossem isentas de impostos.[20] As embaixadas da China, França, Filipinas e Bélgica no Japão, ofereceram suas palavras de condolência.[nota 4]

Diversas pessoas e organizações relacionadas à indústria expressaram preocupação e apoio, como os diretores de animação Makoto Shinkai e Tatsuki, Aki Toyosaki (dubladora em K-On!), as dubladoras Aya Hirano, Minori Chihara e Yūko Gotō, de Suzumiya Haruhi no Yūutsu, Honobu Yonezawa (autor de Hyōka), o estúdio Key (desenvolvedor de Clannad) e a empresa de mídia Kadokawa Corporation.[nota 4] Estúdios de animação como SHAFT, Sunrise, Bandai Namco Pictures, Toei Animation, Bones, Khara, Trigger, Walt Disney Japan e Madhouse também ofereceram apoio.[nota 4]

Animate, uma das maiores revendedoras de anime, videogames e mangá do Japão, aceitou doações em todas as suas lojas para apoiar as vítimas,[146] e até 1 de setembro havia arrecadado mais de 330 milhões de ienes.[147]

Estrangeiras[editar | editar código-fonte]

Vários dignitários estrangeiros, incluindo Justin Trudeau, Tsai Ing-wen e António Guterres, ofereceram suas próprias mensagens de apoio às vítimas.[nota 4]

Em consequência do incêndio, uma petição do GoFundMe foi lançada pela licenciante norte-americana de anime Sentai Filmworks.[148] Com o valor de US$750.000 como objetivo, a petição superou a marca de 1 milhão de dólares em doações em suas primeiras 24 horas.[149][150] A petição recebeu US$2,3 milhão ao fim de sua vigência.[151] Em 7 de dezembro de 2019, Sentai já havia transferido todos os fundos arrecadados, exceto por uma quantia para as tarifas de processamento de cartões de créditos, à Kyoto Animation.[152]

Fãs também contribuíram diretamente através da compra de imagens em alta qualidade da loja digital japonesa da Kyoto Animation, já que imagens digitais não necessitam de funcionários para serem distribuídas.[153] As licenciantes estadunidenses Aniplex da América, Funimation, Crunchyroll, e Nickelodeon Animation ofereceram seu apoio.[154] O bloco Toonami do Adult Swim iniciou sua transmissão de 20 de julho de 2019 solicitando que seus espectadores doassem ao GoFundMe organizado pela Sentai Filmworks.[155]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. Muitas fontes relataram a quantidade de vítimas. [14][36][37][38][39][40][41][42]
  2. a b c d e Relatos quanto ao número e identidades dos feridos e mortos de diversas fontes.[9][57][58][36][41][47][59][60][42][61][62]
  3. Relatos de plágio de diversas fontes.[19][34][73][74][75][76]
  4. a b c d e Condolências e apoio foram expressados por várias pessoas e entidades.[11][129][130][131][132][133][134][135][136][137][138][139][140][141][142][143][144][145]

Referências

  1. «Suspect in deadly arson attack on Kyoto Animation studio arrested». Nikkei Asian Review (em inglês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 3 de junho de 2020 
  2. Rich, Motoko (17 de julho de 2019). «Suspected Arson at Kyoto Animation Studio Kills 33, Shocking Japan». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 19 de julho de 2019. Cópia arquivada em 18 de julho de 2019 
  3. kViN (10 de março de 2017). «Anime Craft Weekly #33: Kyoto Animation Studio Tour». Sakuga Blog (em inglês). Consultado em 19 de julho de 2019. Cópia arquivada em 13 de maio de 2019 
  4. kViN (25 de agosto de 2018). «The Evolution Of Kyoto Animation: A Unique Anime Studio And Its Consistent Vision». Sakuga Blog (em inglês). Consultado em 19 de julho de 2019. Cópia arquivada em 19 de dezembro de 2018 
  5. 日本テレビ. «京アニ火災 スプリンクラー義務ない建物|日テレNEWS24». 日テレNEWS24 (em japonês). Consultado em 22 de julho de 2019. Arquivado do original em 22 de julho de 2019 
  6. «"殺人予告 届いていた"会社社長 アニメ会社で放火 | NHKニュース». web.archive.org. 18 de julho de 2019. Consultado em 22 de julho de 2019 
  7. «Kyoto Animation Arson Attack: Veteran Animator of 'Akira' and Ghibli Feared Dead». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 8 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 26 de julho de 2019 
  8. «「京アニ」スタジオで爆発=複数死亡か、負傷30人以上-放火の疑い、男を確保:時事ドットコム». 時事ドットコム (em japonês). Consultado em 19 de julho de 2019. Cópia arquivada em 21 de julho de 2019 
  9. a b c d «京都府京都市伏見区で発生した爆発火災(第5報)» (PDF). FDMA. 19 de julho de 2019. Consultado em 19 de julho de 2019. Cópia arquivada (PDF) em 23 de julho de 2019 
  10. «Kyoto Animation fire: Arson attack at Japan anime studio kills 33» (em inglês). BBC News. 18 de julho de 2019. Consultado em 18 de julho de 2019. Cópia arquivada em 18 de julho de 2019 
  11. a b c Rich, Motoko (17 de julho de 2019). «Suspected Arson at Kyoto Animation Studio Kills 33, Shocking Japan». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 23 de julho de 2019. Cópia arquivada em 23 de julho de 2019 
  12. Giordano, Chiara (18 de julho de 2019). «Kyoto Animation fire: At least 33 dead in arson attack by man yelling 'you die'». The Independent (em inglês). Consultado em 18 de julho de 2019. Cópia arquivada em 18 de julho de 2019 
  13. a b «Police detail suspect's visits to 'holy sites' from anime series ahead of arson attack on Kyoto studio». The Japan Times Online (em inglês). 30 de julho de 2019. ISSN 0447-5763. Cópia arquivada em 30 de julho de 2019 
  14. a b «京アニ火災、死因は一酸化炭素中毒か 33人死亡、重症者4人は症状重篤 確保の男も治療中(京都新聞)». Yahoo!ニュース (em japonês). Consultado em 19 de julho de 2019. Arquivado do original em 23 de julho de 2019 
  15. «【現場速報】「焼けただれ、逃げていく人も」 京アニ火災、窓から炎と黒煙(京都新聞)». Yahoo!ニュース (em japonês). Consultado em 19 de julho de 2019. Arquivado do original em 18 de julho de 2019 
  16. Wiseman, Bruce Haring,Andreas; Haring, Bruce; Wiseman, Andreas (20 de julho de 2019). «Kyoto Animation Arson Fire Suspect Claims Plagiarism Caused Him To Act – Police Say He's Mentally Ill». Deadline (em inglês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 22 de julho de 2019 
  17. a b «京アニ放火から半年 過酷な現場にいた市民や医師の証言:朝日新聞デジタル». 朝日新聞デジタル (em japonês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 21 de janeiro de 2020 
  18. Nishino, Tomoaki (2 de agosto de 2019). «[Analysis of the Arson Fire in the 1st Studio of Kyoto Animation on 18 July 2019]» (PDF). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada (PDF) em 2 de agosto de 2019 
  19. a b INC, SANKEI DIGITAL (18 de julho de 2019). «京アニ火災 「パクリやがって」「死ね」液体まいた男が叫ぶ ズボンには火がついたまま…». 産経ニュース (em japonês). Consultado em 19 de julho de 2019. Cópia arquivada em 18 de julho de 2019 
  20. a b «Tragedy in an Animation Utopia: Horror, Heartbreak and Mystery After an Arson Massacre». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 13 de janeiro de 2020 
  21. 日本放送協会. «「現場に複数の刃物」 警察». NHKニュース. Consultado em 19 de julho de 2019. Arquivado do original em 18 de julho de 2019 
  22. a b 日本放送協会. «アニメ会社で放火 33人の死亡確認 35人けが». NHKニュース. Consultado em 19 de julho de 2019. Arquivado do original em 18 de julho de 2019 
  23. hermesauto (19 de julho de 2019). «Spiral stairs, no sprinklers may have contributed to deadly Japan animation studio fire». The Straits Times (em inglês). Consultado em 19 de julho de 2019. Cópia arquivada em 19 de julho de 2019 
  24. a b «京アニ火災 33人の死亡確認 平成以降最悪 第1スタジオ、18日朝はセキュリティー解除». 毎日新聞 (em japonês). Consultado em 21 de julho de 2019. Cópia arquivada em 18 de julho de 2019 
  25. «京アニの出入口 普段は専用カードが必要だが当日はシステム解除». ライブドアニュース (em japonês). Consultado em 22 de julho de 2019. Cópia arquivada em 21 de julho de 2019 
  26. «犠牲者の成果そのもの…京アニ原画、サーバーから回収 : 国内 : 読売新聞オンライン». web.archive.org. 29 de julho de 2019. Consultado em 8 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 23 de agosto de 2019 
  27. INC, SANKEI DIGITAL (18 de julho de 2019). «京アニ火災 「パクリやがって」「死ね」液体まいた男が叫ぶ ズボンには火がついたまま…». 産経ニュース (em japonês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 18 de julho de 2019 
  28. «Kyoto Animation President States in Interview That All Materials, Computers Were Destroyed in Fire». Anime News Network (em inglês). Consultado em 23 de julho de 2019. Cópia arquivada em 20 de julho de 2019 
  29. «京都アニメーション・八田社長が会見「堪えきれない。こんな大惨事になるとは…」(スポニチアネックス)». Yahoo!ニュース (em japonês). Consultado em 19 de julho de 2019. Arquivado do original em 19 de julho de 2019 
  30. «"京アニ"制作の作品原画展|NHK 徳島県のニュース». web.archive.org. 24 de julho de 2019. Consultado em 8 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 23 de agosto de 2019 
  31. NEWS, KYODO. «Kyoto Animation recovers data from server that survived deadly arson». Kyodo News+. Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 30 de julho de 2019 
  32. Blair, Gavin (18 de julho de 2019). «Kyoto Animation studio fire: at least 25 dead after arson attack in Japan». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 18 de julho de 2019. Cópia arquivada em 18 de julho de 2019 
  33. «Japan mourns after the worst mass killing in two decades claims 33 lives in arson attack». CNBC (em inglês). 19 de julho de 2019. Consultado em 23 de julho de 2019. Cópia arquivada em 19 de julho de 2019 
  34. a b «Japan mourns after the worst mass killing in two decades claims 33 lives in arson attack». CNBC (em inglês). 19 de julho de 2019. Consultado em 8 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 19 de julho de 2019 
  35. Yamaguchi, Mari (19 de julho de 2019). «Kyoto Animation studio arson fire suspect reportedly had grudge». CTVNews (em inglês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 30 de dezembro de 2019 
  36. a b c 日本放送協会. «アニメ会社放火 男性1人死亡 死者34人に 警察». NHKニュース. Consultado em 19 de julho de 2019. Arquivado do original em 19 de julho de 2019 
  37. «京アニ放火、吹き抜け構造で一気に燃焼か 4人なお重篤:朝日新聞デジタル». 朝日新聞デジタル (em japonês). Consultado em 20 de julho de 2019. Cópia arquivada em 19 de julho de 2019 
  38. 日本放送協会. «逃げる間もなく煙に… 犠牲者の多くは一酸化炭素中毒か 京都». NHKニュース. Consultado em 20 de julho de 2019. Arquivado do original em 20 de julho de 2019 
  39. «京アニ放火、死者は34人に 新たに男性1人が亡くなる:朝日新聞デジタル». 朝日新聞デジタル (em japonês). Consultado em 20 de julho de 2019. Cópia arquivada em 19 de julho de 2019 
  40. «At least 33 dead in suspected arson attack on Japanese animation studio». Sky News (em inglês). Consultado em 20 de julho de 2019. Cópia arquivada em 18 de julho de 2019 
  41. a b c «京アニ放火事件による死者は35人に 入院中だった男性が新たに死亡». ライブドアニュース (em japonês). Consultado em 27 de julho de 2019. Cópia arquivada em 27 de julho de 2019 
  42. a b «Death toll from arson attack on Kyoto Animation studio rises to 36». Japan Today (em inglês). Consultado em 8 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 7 de outubro de 2019 
  43. Rich, Motoko (20 de julho de 2019). «Suspect in Kyoto Fire Had Criminal Record and Trouble With Neighbors». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 21 de julho de 2019. Cópia arquivada em 21 de julho de 2019 
  44. «Smoke spread so fast at Japanese animation firm victims couldn't open rooftop door». CNA (em inglês). Consultado em 23 de julho de 2019. Cópia arquivada em 22 de julho de 2019 
  45. «Kyoto Animation autopsies show at least 20 victims burned to death; suspect spotted near HQ before attack». The Japan Times Online (em inglês). 22 de julho de 2019. ISSN 0447-5763. Consultado em 23 de julho de 2019. Cópia arquivada em 22 de julho de 2019 
  46. 日本放送協会. «アニメ会社放火 安否分からない娘への思い 父親が語る». NHKニュース. Consultado em 23 de julho de 2019. Arquivado do original em 23 de julho de 2019 
  47. a b Yamamitsu, Eimi; Rich, Motoko; Inoue, Makiko (19 de julho de 2019). «Japan Fire Killed Mostly Women, at a Studio Known for Hiring Them». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 20 de julho de 2019. Cópia arquivada em 19 de julho de 2019 
  48. «Japan officials hunt for reasons behind fire that killed 34». Reuters (em inglês). 22 de julho de 2019. Consultado em 23 de julho de 2019. Cópia arquivada em 22 de julho de 2019 
  49. «All 34 Victims Identified a Week after Kyoto Studio Arson Attack». nippon.com (em inglês). 25 de julho de 2019. Consultado em 25 de julho de 2019. Cópia arquivada em 25 de julho de 2019 
  50. «色彩担当・石田さんの死亡確認 両親「考えるだけで涙が止まらへん」 京アニ放火». 毎日新聞 (em japonês). Consultado em 25 de julho de 2019. Arquivado do original em 25 de julho de 2019 
  51. «「らき☆すた」武本監督の悲報、親族に 京アニ放火». 日本経済新聞 電子版 (em japonês). Consultado em 26 de julho de 2019. Cópia arquivada em 26 de julho de 2019 
  52. «神戸新聞NEXT|総合|京都アニメ放火で犠牲 「親思いで仕事も充実していたのに…」津田さん父言葉絞り出す». www.kobe-np.co.jp (em Japanese). Consultado em 26 de julho de 2019. Cópia arquivada em 25 de julho de 2019 
  53. «犠牲者10人氏名公表、京アニ事件で府警 「ハルヒ消失」監督も : 京都新聞». www.kyoto-np.co.jp. Consultado em 9 de agosto de 2019. Arquivado do original em 2 de agosto de 2019 
  54. Schilling, Mark; Schilling, Mark (3 de agosto de 2019). «Directors Yasuhiro Takemoto, Futoshi Nishiya Among Kyoto Animation Dead». Variety (em inglês). Consultado em 3 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 3 de agosto de 2019 
  55. Author, No (28 de agosto de 2019). «Police release names of remaining 25 victims of Kyoto Animation arson attack». The Japan Times (em inglês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 28 de agosto de 2019 
  56. «「京アニ」 死亡した25人の名前公表 京都府警 | NHKニュース». web.archive.org. 27 de agosto de 2019. Consultado em 8 de dezembro de 2019 
  57. 日本放送協会. «アニメ会社放火 33人の死亡確認 消防». NHKニュース. Consultado em 20 de julho de 2019. Arquivado do original em 18 de julho de 2019 
  58. «More than 20 feared dead in suspected arson attack at Kyoto Animation». TokyoReporter (em inglês). 18 de julho de 2019. Consultado em 20 de julho de 2019. Cópia arquivada em 18 de julho de 2019 
  59. «교토 애니메이션 방화사건에 한국인 1명 중상». news.naver.com (em coreano). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 13 de julho de 2020 
  60. «アニメ会社放火 青葉容疑者を別の病院に移送 警察 | NHKニュース». web.archive.org. 20 de julho de 2019. Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 23 de agosto de 2019 
  61. Sherman, Jennifer; Antonio Pineda, Rafael (18 de setembro de 2019). «34 Injured Kyoto Animation Victims No Longer in Life-Threatening Condition». Anime News Network. Consultado em 20 de julho de 2020 
  62. 共同通信 (18 de setembro de 2019). «京アニ負傷者34人、全員快方へ 命の危機脱したか、事件2カ月 | 共同通信». 共同通信 (em japonês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 18 de setembro de 2019 
  63. a b c Jul 21; People, 00:48 29 Comments Industry. «Kyoto Animation President Hatta Considers Demolishing 1st Studio Building, Building Public Park With Monument». Anime News Network (em inglês). Consultado em 22 de julho de 2019. Cópia arquivada em 20 de julho de 2019 
  64. «京アニ負傷者 なお7人入院、心にも傷 匿名で身元発表:朝日新聞デジタル». 朝日新聞デジタル (em japonês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 17 de setembro de 2019 
  65. Betz, Bradford (18 de julho de 2019). «33 killed in fire at Japanese anime studio after man screaming 'you die!' set building alight». Fox News (em inglês). Consultado em 20 de julho de 2019. Cópia arquivada em 18 de julho de 2019 
  66. a b «アニメ会社放火 青葉容疑者に逮捕状 | NHKニュース». web.archive.org. 20 de julho de 2019. Consultado em 8 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 23 de agosto de 2019 
  67. «Japan fire suspect 'spotted' days before attack» (em inglês). 20 de julho de 2019. Consultado em 20 de julho de 2019. Cópia arquivada em 20 de julho de 2019 
  68. NEWS, KYODO. «Kyoto anime studio arson suspect still in serious condition». Kyodo News+. Consultado em 26 de julho de 2019. Cópia arquivada em 26 de julho de 2019 
  69. a b Blair, Gavin (29 de julho de 2019). «Kyoto Animation suspect staked out anime locations before arson attack». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 29 de julho de 2019. Cópia arquivada em 29 de julho de 2019 
  70. «京アニ放火事件、青葉真司容疑者に逮捕状 京都府警:朝日新聞デジタル». 朝日新聞デジタル (em japonês). Consultado em 23 de julho de 2019. Cópia arquivada em 21 de julho de 2019 
  71. «Fire Breaks Out in Kyoto Animation's 1st Studio Building (Update)». Anime News Network (em inglês). Consultado em 8 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 18 de julho de 2019 
  72. Bull, Patrick Frater,Brett; Frater, Patrick; Bull, Brett (19 de julho de 2019). «Revenge May Have Been Motive for Kyoto Animation Arson Attack; Suspect Named». Variety (em inglês). Consultado em 8 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 19 de julho de 2019 
  73. «京都アニメ放火、33人死亡 41歳男「ガソリンまく」:一面:中日新聞(CHUNICHI Web)». web.archive.org. 18 de julho de 2019. Consultado em 8 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 23 de agosto de 2019 
  74. «身柄確保の男「パクりやがって!」 京アニに恨みか:朝日新聞デジタル». 朝日新聞デジタル (em japonês). Consultado em 8 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 18 de julho de 2019 
  75. Dassanayake, Dion (18 de julho de 2019). «Kyoto Animation fire: Fundraiser started after deadly anime studio 'arson attack'». Express.co.uk (em inglês). Consultado em 8 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 18 de julho de 2019 
  76. «Suspected arsonist in deadly Kyoto anime studio fire says firm stole his novel». Mainichi Daily News (em inglês). 19 de julho de 2019. Consultado em 20 de julho de 2019. Cópia arquivada em 19 de julho de 2019 
  77. «Kyoto Animation admits it has record of receiving draft novel from arson suspect». The Japan Times Online (em inglês). 31 de julho de 2019. ISSN 0447-5763. Consultado em 1 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 31 de julho de 2019 
  78. «Kyoto Animation Arson Attack: Suspect Had Submitted a Novel to Company». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 8 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 31 de julho de 2019 
  79. «アニメ会社放火 容疑者の容体予断許さぬ状態 別の病院に移送 | NHKニュース». web.archive.org. 20 de julho de 2019. Consultado em 8 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 23 de agosto de 2019 
  80. «【速報】京アニ放火殺害 青葉容疑者 命に別条ない状態まで回復 - FNN.jpプライムオンライン». web.archive.org. 16 de setembro de 2019. Consultado em 20 de julho de 2020 
  81. «京アニ事件容疑者、呼吸器装着で会話できず逮捕未定 発生2カ月 : 京都新聞». web.archive.org. 18 de setembro de 2019. Consultado em 8 de dezembro de 2019 
  82. NEWS, KYODO. «Suspected arsonist in Kyoto studio attack regaining speech in hospital». Kyodo News+. Consultado em 8 de dezembro de 2019 
  83. NEWS, KYODO. «Suspected arsonist in Kyoto anime studio attack begins rehab». Kyodo News+. Consultado em 8 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 21 de outubro de 2019 
  84. «青葉容疑者、京都に転院 リハビリ本格化へ―京アニ放火:時事ドットコム». web.archive.org. 14 de novembro de 2019. Consultado em 20 de julho de 2020 
  85. «京アニ事件容疑者「こんなに優しくされたことなかった」 医療スタッフに感謝、転院前の病院で|社会|地域のニュース|京都新聞». web.archive.org. 14 de novembro de 2019. Consultado em 8 de dezembro de 2019 
  86. Author, No (11 de novembro de 2019). «KyoAni arson suspect 'wanted to hurt many' in attack on studio: sources». The Japan Times (em inglês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 27 de maio de 2020 
  87. a b «Animation studio 'arsonist' accused of killing 36 in fire given artificial skin 'expects death sentence'». Sky News (em inglês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 22 de dezembro de 2019 
  88. a b Ryall, Julian (27 de novembro de 2019). «Japan doctors use experimental skin treatment on studio arsonist to save donor skin for his victims». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 9 de dezembro de 2019 
  89. «Suspect in KyoAni arson attack able to converse | NHK WORLD-JAPAN News». web.archive.org. 31 de janeiro de 2020. Consultado em 20 de julho de 2020 
  90. «Man arrested over deadly 2019 arson at Japan's Kyoto Animation». Reuters (em inglês). 27 de maio de 2020. Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 31 de maio de 2020 
  91. «Man charged over deadly fire at animation studio». BBC News (em inglês). 27 de maio de 2020. Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 11 de junho de 2020 
  92. «京アニ放火、犯人とみられる男12年にコンビニ強盗(日刊スポーツ)「けいおん!」などの人気作で知られるアニ…|dメニューニュース(NTTドコモ)». web.archive.org. 18 de julho de 2019. Consultado em 8 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 23 de agosto de 2019 
  93. «Suspected arsonist believed his novel was stolen by Kyoto Animation studio: Reports». CNA (em inglês). Consultado em 8 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 19 de julho de 2019 
  94. «Mental illness issues could make death penalty impossible for Kyoto Animation arsonist». Japan Today (em inglês). Consultado em 8 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2019 
  95. «Kyoto Animation arson victim returns to work, calls it "ultimate counterattack" to arsonist». SoraNews24 -Japan News- (em inglês). 9 de agosto de 2019. Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 12 de agosto de 2019 
  96. a b «Over 80 percent of Kyoto Animation employees injured in arson attack have returned to work». SoraNews24 -Japan News- (em inglês). 21 de outubro de 2019. Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 16 de dezembro de 2019 
  97. «Life 'still far from returning to normalcy' at Kyoto Animation:The Asahi Shimbun». The Asahi Shimbun (em inglês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 20 de outubro de 2019 
  98. «「犠牲者の志つなぐ」京アニ社長、アニメ制作継続の決意語る : 社会 : ニュース». 読売新聞オンライン (em japonês). 18 de outubro de 2019. Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 27 de outubro de 2019 
  99. Co.,Ltd, Kyoto Animation. «京都アニメーションホームページ». 京都アニメーションホームページ (em japonês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 25 de agosto de 2019 
  100. «Demolition of Kyoto Animation studio complete | NHK WORLD-JAPAN News». web.archive.org. 28 de abril de 2020. Consultado em 20 de julho de 2020 
  101. «全焼スタジオ、取り壊して公園に…京アニ社長 : 国内 : 読売新聞オンライン». web.archive.org. 20 de julho de 2019. Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 23 de agosto de 2019 
  102. «Residents don't want Kyoto Animation to build monument, memorial park to victims at arson site». SoraNews24 -Japan News- (em inglês). 26 de dezembro de 2019. Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 13 de janeiro de 2020 
  103. «Kyoto Animation Opens Up About the Company's Future Plans». Anime (em inglês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 4 de junho de 2020 
  104. Sugiyama, Satoshi (22 de novembro de 2019). «In a show of resilience, arson-hit Kyoto Animation to continue training programs for aspiring animators». The Japan Times (em inglês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 9 de dezembro de 2019 
  105. «妖怪人間ベム新作アニメ「BEM」公式サイト». web.archive.org. 2 de julho de 2019. Consultado em 30 de julho de 2019 
  106. «Police name suspect in Japan animation studio fire» (em inglês). 19 de julho de 2019. Consultado em 20 de julho de 2019. Cópia arquivada em 20 de julho de 2019 
  107. «NEWS|TVアニメ『炎炎ノ消防隊』». web.archive.org. 21 de julho de 2019. Consultado em 8 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 23 de agosto de 2019 
  108. «Kyoto Animation Arson Prompts Several Anime Delays». Anime (em inglês). Consultado em 8 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 22 de julho de 2019 
  109. a b «Fire Force's 3rd Episode Modified After Kyoto Animation Fire». Anime News Network (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2019. Cópia arquivada em 26 de julho de 2019 
  110. «AnimagiC 2019 - Das Programmheft - Die heißeste Convention des Jahres». web.archive.org. 25 de julho de 2019. Consultado em 8 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 23 de agosto de 2019 
  111. 「ヴァイオレット・エヴァーガーデン」公式 (27 de julho de 2019). «『ヴァイオレット・エヴァーガーデン 外伝 - 永遠と自動手記人形 -』公式サイトをオープンしました。2019年9月6日ー9月26日まで3週間限定上映。*上映期間が2週間から3週間に変更となりましたのでご了承ください。». @Violet_Letter (em japonês). Consultado em 8 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 28 de julho de 2019 
  112. NEWS, KYODO. «Kyoto arson attack victims to be honored in end credits of new film». Kyodo News+. Consultado em 8 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 9 de setembro de 2019 
  113. ライブドアニュース (27 de julho de 2019). «【京アニ製作】アニメ映画『ヴァイオレット・エヴァーガーデン外伝』、延期せず上映へ 9月6日から9月26日までの3週間限定上映。また、完全新作劇場版は来年1月10日に公開される。». @livedoornews (em japonês). Consultado em 8 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 28 de julho de 2019 
  114. «Violet Evergarden Film Opens on September 18 After COVID-19 Delay». Anime News Network (em inglês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 24 de junho de 2020 
  115. «Kyoto Animation's Planned 'Anime x Para' Short for NHK Canceled». Anime News Network (em inglês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 15 de março de 2020 
  116. «令和元年07月25日 令和元年7月25日付け消防危第95号「給油取扱所におけるガソリンの容器への詰め替え販売に係る取扱いについて」» (PDF). web.archive.org. 29 de julho de 2019. Consultado em 20 de julho de 2020 
  117. a b «ガソリン販売、うそどう見抜く 京アニ放火の余波で1日から規制強化 |社会|地域のニュース|京都新聞». 京都新聞 (em japonês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 31 de janeiro de 2020 
  118. «Japan to Change Gasoline Sales Rules in Wake of Kyoto Animation Fire». Anime News Network (em inglês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 27 de outubro de 2019 
  119. «放火想定した避難指針 京アニ生存者の声生かす 京都市:朝日新聞デジタル». 朝日新聞デジタル (em japonês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 25 de novembro de 2019 
  120. «Kyoto Animation accepting direct, individual donations for arson victims via special bank account». SoraNews24 -Japan News- (em inglês). 24 de julho de 2019. Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 25 de julho de 2019 
  121. «京アニが支援金受け付け口座開設 詳細はホームページに掲載 - 毎日新聞». web.archive.org. 25 de julho de 2019. Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 23 de agosto de 2019 
  122. «Kyoto Animation closing donation account for arson attack victims soon». SoraNews24 -Japan News- (em inglês). 23 de dezembro de 2019. Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 13 de janeiro de 2020 
  123. «Donations top $30 million for Kyoto Animation arson victims in Japan». Reuters (em inglês). 27 de dezembro de 2019. Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 28 de dezembro de 2019 
  124. «X Japan front man Yoshiki donates ¥10 million to Kyoto Animation arson recovery fund». Japan Today (em inglês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 3 de agosto de 2019 
  125. Luster, Joseph. «Clannad Developer Key Donates 10 Million Yen to Kyoto Animation». Crunchyroll (em inglês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 11 de agosto de 2019 
  126. «Video game maker/Kyoto Animation creative partner Key donates 10 million yen to arson relief fund - FromJapan.co.uk». FromJapan.co.uk (em inglês). 9 de agosto de 2019 
  127. «Kyoto Animation official donation account raises over 1 billion yen (US$10.1 million) in one week». SoraNews24 -Japan News- (em inglês). 1 de agosto de 2019. Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 2 de agosto de 2019 
  128. «Kyoto Animation has a touchingly kind plan to distribute its 3.2 billion yen in arson donations». SoraNews24 -Japan News- (em inglês). 14 de novembro de 2019. Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 18 de dezembro de 2019 
  129. «Animation Studios, Fans Share Messages of Hope After Kyoto Animation Studio Arson». Anime News Network (em inglês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 23 de julho de 2019 
  130. «無題». 汎夢殿 (em japonês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 20 de julho de 2019 
  131. «京都アニメーション様に起こった痛ましい事件について». key.visualarts.gr.jp (em japonês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 21 de julho de 2019 
  132. CORPORATION, KADOKAWA. «株式会社京都アニメーション様での放火事件に関する件». KADOKAWAオフィシャルサイト. Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 22 de julho de 2019 
  133. «The Melancholy of Haruhi Suzumiya Voice Cast Comments on Kyoto Animation Studio Arson». Anime News Network (em inglês). Consultado em 20 de julho de 2020 
  134. «京都アニメーション様が被害に遭われた事件につき、余りに理不尽な出来事に憤りを覚えると共に、失われたものの大きさを思うと無念で悲しくてなりません。亡くなられた方に心よりお悔やみ申し上げます。また、負傷された方や関係者の皆様の早期回復をお祈りしております。シャフトアニメスタッフ一同». Shaft [@shaft_oficial]. Twitter. 19 de julho de 2019. Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 24 de julho de 2019 
  135. INC, ©SUNRISE. «株式会社京都アニメーション様へ|重要なお知らせ|サンライズ». サンライズ | SUNRISE INC. Consultado em 20 de julho de 2020. Arquivado do original em 19 de julho de 2019 
  136. «株式会社京都アニメーション様へ». バンダイナムコピクチャーズ. Consultado em 20 de julho de 2020. Arquivado do original em 11 de maio de 2015 
  137. «NEWS|BONES-株式会社ボンズ». NEWS|BONES-株式会社ボンズ (em japonês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 11 de julho de 2019 
  138. «株式会社カラー». web.archive.org. 20 de julho de 2019. Consultado em 20 de julho de 2020 
  139. «株式会社トリガー | ANIMATION STUDIO TRIGGER Inc.» (em japonês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 20 de julho de 2019 
  140. «この度の、株式会社京都アニメーション放火・火災事件の報にふれ、被害に遭われた皆様、ご家族・関係者の皆様に、心よりお悔やみとお見舞いを申し上げます。また、お怪我をされ、治療・療養中の皆様におかれましても、一刻も早いご回復を、心よりお祈り致します。». Madhouse [@madhouse_news]. Twitter. 19 de julho de 2019. Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 24 de julho de 2019 
  141. «アニメーションを愛し、その力を信じる企業として、京都アニメーションに起きた事件に、ディズニー社員一同ショックを受け、心を痛めています。亡くなられた方々のご冥福をお祈りすると共に、ご遺族や友人の皆様に心から哀悼の意を捧げます。 #prayforKyoani». The Walt Disney Company Asia Pacific [@disneyjp]. Twitter. 20 de julho de 2019. Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 24 de julho de 2019 
  142. «Le Mot de l'Ambassadeur : Message de condoléances à la suite de l'incendie des studios de Kyoto Animation». French Embassy, Tokyo [@ambafrancejp]. Twitter. 18 de julho de 2019. Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 24 de julho de 2019 
  143. «Condolence Message for Kyoto Fire Victims | Philippine Embassy – Tokyo, Japan» (em inglês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 19 de julho de 2019 
  144. «UN stands in solidarity with Japan following deadly arson attack at leading animation studio in Kyoto». UN News (em inglês). 19 de julho de 2019. Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 20 de julho de 2019 
  145. Lum, Patrick (19 de julho de 2019). «'Too painful': Kyoto anime fans join prime ministers in mourning fire victims». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 20 de julho de 2019. Cópia arquivada em 19 de julho de 2019 
  146. «京都アニメーション様で発生した事件につきまして - アニメイト». www.animate.co.jp (em japonês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 19 de julho de 2019 
  147. «ご支援の御礼とご案内(初出7月24日、改訂8月6日) - 新着情報 | 京都アニメーションホームページ». web.archive.org. 6 de agosto de 2019. Consultado em 20 de julho de 2020 
  148. Dassanayake, Dion (18 de julho de 2019). «Kyoto Animation fire: Fundraiser started after deadly anime studio 'arson attack'». Express.co.uk (em inglês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 18 de julho de 2019 
  149. «Chilling words of arsonist who killed at least 33 in animation studio fire». 7NEWS.com.au (em inglês). 18 de julho de 2019. Consultado em 20 de julho de 2019. Cópia arquivada em 19 de julho de 2019 
  150. Dassanayake, Dion (18 de julho de 2019). «Kyoto Animation fire: Fundraiser started after deadly anime studio 'arson attack'». Express.co.uk (em inglês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 18 de julho de 2019 
  151. Wit, Alex Dudok de (2 de agosto de 2019). «Anime Licensing Firm Sentai Filmworks Receives $30M Investment From Cool Japan Fund». Cartoon Brew (em inglês). Consultado em 9 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 26 de junho de 2020 
  152. «Sentai Filmworks Sends Final Funds from GoFundMe Campaign to Kyoto Animation». Anime News Network (em inglês). Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 8 de dezembro de 2019 
  153. «Fans grieve Kyoto Animation Studio fire with #PrayforKyoAni». The Daily Dot (em inglês). 18 de julho de 2019. Consultado em 20 de julho de 2019. Cópia arquivada em 19 de julho de 2019 
  154. «Animation Studios, Fans Share Messages of Hope After Kyoto Animation Studio Arson». Anime News Network (em inglês). Consultado em 20 de julho de 2019. Cópia arquivada em 23 de julho de 2019 
  155. «Help @Kyoani Heal! #HelpKyoAniHeal». Twitter. @ToonamiSquad. 20 de julho de 2020. Consultado em 20 de julho de 2020. Cópia arquivada em 21 de julho de 2019