Banda Calypso Volume 1

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Volume 1
Álbum de estúdio de Banda Calypso
Lançamento Junho de 1999
Gravação 1999
Gênero(s)
Duração 50:00
Idioma(s) (em português)
Formato(s)
Gravadora(s) Calypso Produções
Diretor(es) Chimbinha
Produção Chimbinha
Cronologia de Banda Calypso
Banda Calypso ao Vivo
(2001)
Singles de Volume 01
  1. " Vendaval "
    Lançamento: 1999
  2. "Disse Adeus"
    Lançamento: 1999
  3. "Amor Nas Estrelas"
    Lançamento: 2000
  4. "Solidão"
    Lançamento: 2000
  5. "Deusa da Paixão"
    Lançamento: 2000
  6. "Dois Corações"
    Lançamento: 2000
  7. "Dançando Calypso"
    Lançamento: 2001

Volume 1 é o álbum de estréia da banda paraense Calypso. Lançado em meados de Junho de 1999 pela Calypso Produções, sendo produzido pelo guitarrista e marido da vocalista Joelma, Chimbinha.[1]

Tendo alcançado 750 mil cópias vendidas, atingiu depois mais de 1,2 milhões de cópias e catapultou o Calypso no cenário nacional.[2] sendo um sucesso principalmente no Norte e Nordeste. A Banda Calypso foi convidada a apresentar o single do álbum, "Vendaval", no Programa Carlos Santos (sendo a primeira apresentação ao vivo da banda.).[3]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Joelma começou sua carreira aos 19 anos, quando saiu da sua cidade natal Almeirim, para Belém, capital do Estado. Influênciada por amigos e pelo seu desejo constante pela música, foi convidada para fazer parte da banda "Fazendo Arte", em Belém. A cantora além de começar sua vida profissional, fez vários amigos, entre eles o músico Kim Marques, que cantava na banda com ela. Após se descobrir no ritmo, a cantora conheceu Chimbinha, na casa de Kim, que como hoje, já era um dos melhores arranjadores de Belém. Foi quando resolveu investir em sua carreira solo, levando para estrada o ritmo Calipso. Seu nome de trabalho seria Joelma Lis, durante as gravações do disco, Chimbinha e Joelma começaram um namoro, e se apaixonaram. Foi após finalizarem o disco, foi que Chimbinha fez a grande proposta da vida da cantora, de formarem uma banda e transformar o que seria o disco de Joelma, no primeiro álbum da banda e cair na estrada, divulgando esse trabalho. Joelma topou na hora e foi ela também a responsável pelo nome da Banda. Já que o pelos estúdios de Belém, o ritmo do momento mais usado era o Calypso, que originou o nome da banda.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

No início mesmo com boa reputação como produtor e diversos contatos, Chimbinha teve dificuldade para obter patrocínio para o lançamento do primeiro disco da banda, não havia quem acreditasse no trabalho deles.

Enfim, conseguiram uma parceria que possibilitou uma venda limitada de 1000 discos, que foram esgotados dentro de uma semana. Com esse resultado, surgiram contratos para shows e a banda foi se expandindo pelo Pará.

Singles[editar | editar código-fonte]

O primeiro single do disco foi Vendaval, que teve uma aceitação muito boa pelo público paraense e em algumas regiões do Nordeste.

Mesmo com o sucesso de Vendaval, a música que realmente levou a banda a ter uma divulgação mais além das fronteiras de Belém foi Disse Adeus, em especial no Estado de Pernambuco. Foi a primeira música da banda executada no Estado.

Mas o sucesso mais marcante do álbum foi Dançando Calypso, que se tornou single no álbum seguinte, Ao Vivo e foi relançado no 5º álbum, Ao Vivo em São Paulo. Além dos singles, outras músicas do disco também foram bem sucedidas, mas com melhor aceitação em suas versões ao vivo.

Relançamento[editar | editar código-fonte]

O disco foi relançado, e a única modificação feita foi a introdução de 3 faixas bônus: Loirinha, Rubi e Brega Fó. Na música Loirinha, quem atua é outro cantor, chamado Dinho.

Nos dias de hoje, essa é a versão do álbum mais encontrada para vendas, download e pesquisas sobre o álbum.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Se(c)ções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios (desde novembro de 2009).
  • Joelma diz ter feito o desenho da capa do álbum, e nela colocou 2 fotos suas, mas com isso acabou fazendo muitos pensarem que havia duas vocalistas; hoje em dia a cantora fala do assunto com muito humor.

Faixas[editar | editar código-fonte]

N.º Título Compositor(es) Produtor(es) Duração
1. "Vendaval"  
02:49
2. "Dançando Calypso"  
  • Josiel
  • Carla Maués
  • Chimbinha
03:11
3. "Anjo do Prazer"  
  • Nick Oliveira
  • Geovanio Lucena
  • Chimbinha
03:50
4. "Solidão"  
  • Tonny Brasil
  • Tarciso França
  • Chimbinha
03:18
5. "Solos da Paixão"  
  • Nick Oliveira
  • Zilmarc Paulino
  • Chimbinha
03:39
6. "Sem Você"  
  • Chimbinha
02:41
7. "Amor nas Estrelas"  
  • Chimbinha
03:37
8. "Dois Corações"  
  • Tonny Brasil
  • Matheus Fernandes
  • Chimbinha
03:06
9. "Disse Adeus"  
  • Chimbinha
  • Tonny Brasil
  • Chimbinha
03:44
10. "Amor Bandido"  
  • Tonny Brasil
  • Chimbinha
02:55
11. "Deusa da Paixão"  
  • Nick Oliveira
  • Chimbinha
03:25
12. "Feito Tatuagem"  
  • Adilson Ribeiro
  • Chimbinha
03:22

Vendas e certificações[editar | editar código-fonte]

País Certificação Vendas
 Brasil (Pro-Música Brasil)

Ouro[4]

1.200.000+[2]

Referências

  1. «Banda Calypso - Vol. 1». Brega Pop.com.br. Consultado em 4 de dezembro de 2015 
  2. a b «Joelma é uma das estrelas do CD Divas do Pará». Diarioonline. Consultado em 11 de março de 2012 
  3. «Joelma e Chimbinha no 'Programa Carlos Santos', exibido em TV do Nordeste. Foi a primeira apresentação da banda Calypso na telinha.». Purepeople.com. Consultado em 4 de dezembro de 2015 
  4. «'A Calypso vai continuar', diz Chimbinha ao lado de nova vocalista». G1. Consultado em 31 de outubro de 2015 
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum da Banda Calypso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.