Beyond: Two Souls

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Beyond: Two Souls
Desenvolvedora(s) Quantic Dream
Publicadora(s) Sony Computer Entertainment
Diretor(es) David Cage
Escritor(es) David Cage
Compositor(es) Normand Corbeil
Lorne Balfe[1]
Hans Zimmer[2][3]
Plataforma(s) PlayStation 3

PlayStation 4

Data(s) de lançamento
  • AN 8 de Outubro de 2013[4]
  • EU 11 de Outubro de 2013[5]
  • JP 17 de Outubro de 2013[6]
Gênero(s) Filme drama interactivo, acção-aventura
Modos de jogo Um jogador
Classificação Inadequado para menores de 18 anos i DEJUS (Brasil)[7]
Inadequado para menores de 16 anos i PEGI (Europa)

Beyond: Two Souls (Beyond: Duas Almas ,[5] ou O Além: Duas Almas), é um videojogo do género drama interactivo de acção-aventura produzido pela Quantic Dream em exclusivo para a PlayStation 3 editado a 8 de Outubro de 2013[4] na América do Norte e a 11 de Outubro de 2013 na Europa.[5] Jodie Holmes, a personagem principal, é interpretada por Ellen Page via captura de movimentos. A versão remasterizada para o PlayStation 4 foi lançada no ano de 2015.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

O jogo pode ser jogado em modo individual ou com outro jogador. No modo individual, o jogador controlará alternando entre Jodie e Aiden. No modo em dupla, um deles assume Jodie e outro Aiden. Esse último jogar com um controle adicional ou com um dispositivo móvel que tenha instalado um aplicativo.

Ao controlar Jodie, o jogador deve se movimentar com o analógico esquerdo e realizar ações com o direito. Jodie pode interagir no mundo do jogo através de um orbe branco. Quando ele aparecer, o jogador deve movimentar o analógico direito em determinada direção. Nas cenas de combate, o adversário atacará Jodie e o tempo ficará em câmara lenta. Nesse momento, o jogador deve movimentar o analógico direito na direção de Jodie, assim como pressionar botões ou movimentar o controle se for necessário.

Ao controlar Aiden, o jogo assume uma perspectiva de primeira pessoa. Aiden pode voar e atravessar barreiras e objetos, usando o analógico esquerdo. Se Aiden se afastar demais a tela ficará escura e a entidade não poderá prosseguir. Ao controlar Aiden, o jogador interage com orbes roxas em determinados pontos. Pressionando L1, deve-se movimentar os dois analógicos na direção determinada pelos orbes. Aiden pode movimentar objetos, possuir personagens (o efeito passa se o possuído for tocado por outros personagens), curar personagens, criar um escudo, canalizar memórias com a ajuda de Jodie e asfixiar personagens. Em determinados cenários, há colecionáveis que desbloqueiam vários bônus (vídeos da produção e galeria de fotos).

Durante o jogo, o jogador deverá tomar decisões, que variam desde diálogos até o tipo de roupa que Jodie irá usar. Cada escolha interfere no roteiro. Controlando Aiden, o jogador pode decidir como a entidade lidará com a situação, variando entre calmo e até virando um assassino. As falhas do jogador comprometem também o roteiro, já que não há telas de game over.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O jogo é centrado em questões sobre aquilo que acontece depois da morte. O jogador controla a personagem Jodie Holmes durante 15 anos (8-23) da sua vida, numa viagem para descobrir o significado de Aiden, uma entidade sobrenatural que está ligada a Jodie desde seu nascimento. O produtor fez notar que os jogadores podem ser capazes de descobrir "o que está além", após terminarem o jogo.[8]

Capítulos (Ordem Cronológica)[editar | editar código-fonte]

Meu Amigo Imaginário:

O capítulo conta a história da infância de Jodie Holmes, que tem a companhia de uma entidade que ela a chama de Aiden. Nesta fase, Jodie sofre bullying de outras crianças e o pai adotivo é agressivo e muito severo com ela.

Primeira Entrevista:

Neste capítulo, Jodie conhece Nathan Dawkins,um dos cientistas do DPA (Department of Paranormal Activities), que se compromete a estudar a ligação entre ela e Aiden.

Primeira Noite:

Nathan decide que Jodie deve passar uma noite num quarto especial do laboratório do DPA para estudarem Aiden. Mas a noite se torna um pesadelo quando monstros começam a atacá-la.

Sozinha:

Como a situação de Jodie era grave e poderia ser arriscada para seus pais adotivos, Susan e Philip, Nathan obriga a menina a morar por tempo indeterminado no laboratório do DPA. Nesse capítulo Jodie se despede dos pais e Aiden pode ou não tentar matar Philip (depende da escolha do jogador).

O Experimento:

Jodie é estudada por Nathan e seu assistente, Cole Freeman. Os dois fazem um pequeno teste para testar as capacidades de Aiden.

Sessão Noturna:

Nathan e Cole trabalhavam até tarde com Jodie quando Nathan recebe a notícia que a sua esposa Helen e a filha Laura morreram em um acidente de carro. Jodie consegue visualizar aparições das duas.

Assombrações:

Jodie é levada pelo espírito de Laura até Nathan, que está chorando pela morte da família em seu escritório. Jodie mostra a Nathan que tem o poder de se comunicar com os mortos.

A Festa:

Na adolescência, Jodie foi convidada por uma empregada do DPA para uma festa de aniversário. Lá, ela conhece outros adolescentes que no início pareciam ser amigáveis, mas depois começam a destratá-la. Após a aniversariante odiar o presente de Jodie (um livro de poesias ), os adolescentes a trancam no armário abaixo da escada. Aqui o jogador pode escolher se vingar com o Aiden ou simplesmente sair.

Como Outras Garotas:

Aos dezesseis anos, Jodie quer sair com algumas meninas para ir a um bar, mas é impedida por Nathan e Cole. Aiden poderá controlar Cole para ajudar Jodie a ir ao bar. Chegando lá, ela pode simplesmente sair ou encontrar uma grande enrascada se envolvendo com homens malvados que querem estuprá-la.

O Condensador:

Uma equipe de cientistas consegue criar um condensador, aparelho a qual abriu uma passagem para o além, o Inframundo. Mas a passagem liberou entidades malígnas que devastaram o prédio e matou dezenas de pessoas. Nathan decide levar Jodie para o local, já que é a única que consegue lidar com seres de outro mundo. Após uma grande aventura, Jodie consegue fechar o Condensador e pede a Nathan para não deixarem criar outro condensador.

Separação:

A CIA tem interesse nas habilidades de Jodie e envia o agente Ryan Clayton para buscá-la. Como o DPA pertence a CIA, Nathan não pôde discutir. Jodie se despede de Cole e Nathan, a qual acabou se apegando e pela última vez, sai do lugar a qual passou sua infância (laboratório).

Bem-vinda à Cia:

Nesse capítulo é mostrado os três anos de treinamento de Jodie e Aiden até ela se tornar uma excelente agente da CIA. Ela começa a sentir interesse em Ryan, embora os dois briguem.

A Embaixada:

Como agentes da CIA, Jodie e Ryan estão disfarçados numa festa e devem coletar informações importantes de um Sheik. Jodie deve usar Aiden para conseguir isso.

O Jantar:

Em seu apartamento novo pago pela CIA, Jodie fará um jantar para Ryan. Porém Aiden poderá se tornar agressivo e atrapalhar tudo. O desenrolar do capítulo dependerá das escolhas do jogador, como controlar as vontades de Jodie e Aiden. Jodie e Ryan poderão ir para a cama, porém isso dependerá se Jodie se lembrar da situação ocorrida no capítulo "Como Outras Garotas".

A Missão:

Em uma missão da CIA, Ryan ordena a Jodie para invadir um país que está em guerra para matar um ditador. Durante a missão, Jodie conta com a ajuda de um garoto chamado Salim, que tem uma perna curada por Aiden. Após uma grande perseguição de carros, Jodie e Salim se despede e a agente encontra o suposto ditador. Aiden assume o controle de um dos soldados e metralha o ditador e sua equipe. Jodie tira a foto do corpo e se depara novamente com Salim, que encontra o pai morto (por culpa de Jodie). O garoto tenta atirar, mas Jodie consegue se proteger. No final, a cidade inteira se vira contra Jodie, que é salva por Ryan, que a parabeniza pelo sucesso. Porém Jodie não gostou da missão e na volta, começa a tomar calmantes. Ao ligar a televisão, descobre que o ditador era na verdade o presidente eleito que daria um fim na guerra. Ciente das mentiras de Ryan e da CIA que buscou esse assassinato par o bem maior, Jodie pula do helicóptero e foge.

Caçada:

Jodie se torna uma fugitiva, acusada de traição e é caçada por todas as forças policiais do país. Ela estava em um trem quando é perseguida por vários policiais. No fim ela consegue fugir e diz para o líder da SWAT que mataria eles se eles tentassem pegar ela de novo.

Desabrigada:

Fugindo da polícia, Jodie agora vira uma moradora de rua e completamente depressiva. Ela liga pedindo ajuda para Nathan, que não consegue encontrá-la. Jodie acaba desmaiando e é salva por um mendigo chamado Stan, que a leva para sua moradia (abaixo de um viaduto). Ao acordar, Jodie pode tentar se suicidar, mas Aiden sempre acaba intervindo. Stan a leva para a rua para tentar ganhar dinheiro. No final do dia, após salvar Stan de agressores, Jodie conversa com os outros mendigos, entre eles, um drogado, um antigo professor e uma mulher grávida chamada Tuesday. No dia em que Tuesday dará a luz, os mendigos e Jodie deverão ajudá-la. Enquanto os outros a levam para um prédio abandonado, Jodie e Stan assaltam um mercado para pegar suprimentos necessários. Jodie consegue fazer o parto da menina, que será chamada de Zoe. Naquele momento, Jodie começa a sentir alegria. Mas a alegria dura pouco, pois dias depois, Jodie encontra o prédio em chamas e deverá salvar os outros. Mas no final, Jodie aparentemente é morta (ou pelo incêndio ou pelos agressores). Meses depois, Jodie acorda em coma num hospital, carregando uma cicatriz na cabeça. Como ainda estava sendo seguida, Jodie foge.

Arrasada:

Jodie é encontrada numa estrada por um xerife de uma pequena cidade e é levada para a delegacia. Mas a SWAT continuava procurando por ela. Notificado, Nathan vai atrás e chega num lugar devastado (por Aiden, provavelmente) e encontra apenas o xerife vivo.

Navajo:

Jodie novamente estava sem lugar para ficar e continuava fugindo, desta vez em um lugar distante, no deserto. Jodie encontra uma pequena fazenda de Navajo e passa a noite na casa de uma pequena família, com o pai, dois filhos e a avó deles que não falava havia anos. Durante a noite, Jodie é alertada para ficar no quarto e não sair. Mas ao ouvir barulhos estranhos, ela investiga, abre a porta e vê a aparição de um indígena. No dia seguinte, a família convida Jodie a trabalhar na fazenda, pois Carl (o pai) precisava de alguém para ajudá-los. Durante o dia, Jodie começa a gostar do filho mais velho, Jay. A partir daí, Jodie descobre que o lugar está amaldiçoado com uma entidade que tenta matá-los. Jodie conseguirá tirar a maldição, mas Shimasani (a mãe de Carl) morrerá e Carl também (se não for salvo). No final, Jodie pode beijar Jay. Conseguindo uma moto, Jodie decide voltar para sua vida.

Velhos Amigos:

Jodie reencontra Cole Freeman em um parque, que diz que Nathan agora é chefe do DPA e se mudou do pequeno laboratório para ajudar a montar um grande condensador. Mas Jodie quer apenas informações sobre sua mãe biológica. Cole diz que a mãe de Jodie, Norah, está em um sanatório. Ele e Jodie partem para ajudá-la.

Norah:

Cole e Jodie invadem o sanatório com a ajuda de Aiden. Jodie encontra a mãe em coma permanente e descobre que ela tinha poderes sobrenaturais e era de responsabilidade do DPA. Conversando com ela (com a ajuda de Aiden), Norah diz a Jodie que sempre amará a filha. Aqui o jogaode pode causar uma eutanásia em Norah com a ajuda de Aiden. Ao sair do quarto, Jodie e Cole são cercados pelos agentes da CIA e Jodie é levada ao novo escritório de Nathan. Lá, Nathan fala sobre Norah (cuja identidade escondeu de Jodie).

O Plano:

Outro país criou um condensador e querem buscar o controle sobre o Inframundo. Jodie é obrigada a trabalhar novamente com Ryan e sua equipe para destruir esse condensador.

Dragão Branco:

Jodie e Ryan são interrogados pelo General do outro país. Se Jodie não revelar sua identidade, Ryan perderá um olho. Como Aiden está separado de Jodie pelo campo de contensão, ele começa a agir para liberar os dois. Com o condensador ligado, as entidades tomam conta da base e Jodie parte para explodir o equipamento. Mas ao sair de lá, Jodie começa uma luta mortal com o General. Se Jodie falhar, o jogo se encerra aqui. Se Jodie conseguir, ela e Ryan conseguirão escapar.

Sol Negro:

Jodie é liberada da CIA, mas antes Nathan mostra a ela que criou um aparelho capaz de se comunicar com a esposa e filha mortas. Complemente intrigada, Jodie se despede de Nathan. Mas Jodie é atacada pelo chefe da CIA, colocando ela em coma profundo e dizendo a ela que terá o mesmo destino de Norah. Nathan decide liberar o poder do condensador. Aiden ajuda Cole e Ryan a encontrar Jodie e os três partem para destruir o condensador. No caminho, Cole é gravemente ferido pelas entidades. Jodie e Ryan continuam e entram no Sol Negro. Em seguida, Jodie encontra Nathan. Dependendo da escolha do jogador, Nathan pode matar Ryan. No fim, Nathan se suicida e se reúne a família. Jodie continua o seu caminho até ter uma visão e descobrir que Aiden é seu irmão gêmeo que se enforcou com o cordão umbilical. Então o jogador deverá fazer uma escolha: Além ou Vida (Beyond or Life).

Prólogo:

Jodie não se lembra de sua vida e precisa organizar as memórias. Aqui começa o jogo.

Epílogo:

O epílogo depende das escolhas do jogador durante o jogo. Se Jodie escolher Além, Jodie morrerá e encontrará Aiden e os outros mortos no Inframundo. Os que viveram serão mostrados seus respectivos destinos. Se Jodie escolher Vida, é mostrado que Jodie perdeu a memória e está se recuperando aos poucos. Liberada da CIA, o jogador deverá fazer uma escolha para encerrar o destino de Jodie. Em ambos os casos, a cena final aparece Jodie (se ela viver) ou Zoe (se Jodie morrer) enfrentando um mundo apocalíptico. Existe ainda um final oculto, onde o Inframundo domina o mundo normal, destruindo o planeta e tudo o que existe nele, numa espécie de 'fim do mundo'. Aqui se encerra o jogo.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Jodie Holmes: Jodie é a personagem principal, protagonizada por Ellen Page via captura de movimentos.
  • Aiden: É uma entidade sobrenatural ligada Jodie desde muito nova. Pouco se sabe sobre Aiden, além de que Jodie é a única pessoa que consegue comunicar com ele.
  • Nathan Dawkins: um cientista do governo que trabalha com Jodie para analisar os seus poderes, e age como um pai substituto através do jogo. É interpretado por Willem Dafoe via captura de movimentos.[4]
  • Cole Freeman (Kadeem Hardison): agente governamental dos EUA, que investiga actividades paranormais. Trabalha com Nathan.
  • Ryan Clayton (Eric Winter): um gerente do governo interessado em Jodie e nas suas habilidades.
  • Stan (Alex Disdier): um morador de rua que salva Jodie.[9]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

David Cage, CEO da Quantic Dream, anunciou o jogo durante a conferencia de imprensa da Sony durante a Electronic Entertainment Expo 2012, com um vídeo que mostrava os gráficos em-jogo. Tal como o jogo anterior da Quantic Dream, Heavy Rain, Beyond suporta a tecnologia de PlayStation Move. A actriz Ellen Page fez notar que o argumento do jogo tem à volta de 2000 páginas.[10] Será o último trabalho do compositor Normand Corbeil, que faleceu devido a um cancro pancreático a 25 de Janeiro de 2013.[11] O compositor escocês, Lorne Balfe (Assassin's Creed III), substituiu Corbeil depois da sua morte.[1] Hans Zimmer, que já tinha colaborado com Balfe em filmes como Sherlock Holmes: A Game of Shadows e Inception, juntou-se a ele como produtor em Agosto de 2013.[2][3]

Em 21 de Março de 2013 o produtor revelou dois vídeos que mostram a jogabilidade de Beyond: Two Souls.[12][13] Beyond: Two Souls fez parte da selecção oficial da edição de 2013 do Festival de Cinema de Tribeca. Foi mostrado um vídeo de uma hora a 27 de Abril e de seguida uma conferencia com a presença da actriz Ellen Page e do director David Cage.[14] Tal marca a segunda vez que um videojogo é reconhecido pelo festival de cinema, o primeiro foi L.A. Noire de 2011.[15]

Em entrevista ao Le Figaro, David Cage afirmou que Beyond: Two Souls contou com um orçamento de 20 milhões de euros concedido pela Sony, um pouco acima do custo de produção de Heavy Rain (€16 milhões).[16]

A Sony confirmou que entre cinco a dez segundos do jogo foram alterados para a Europa, por forma a que o nível de classificação se mantenha em conformidade com o escalão PEGI 16.[17]

Marketing e Lançamento[editar | editar código-fonte]

Em Março de 2013 a Quantic Dream anunciou a Beyond: Two Souls - Special Edition. A edição inclui uma caixa especial em aço, vídeos da produção, a trilha sonora do jogo, um tema dinâmico para a PlayStation 3 e um conjunto de avatares para a PlayStation Network. Para os jogadores que fizerem as pré-reservas na GameStop recebem a Special Edition bem como 30 minutos adicionais de jogo em forma de conteúdo transferível.[4] Em 5 de Setembro foi anunciado que Beyond: Two Souls teria uma versão de demonstração a 1 de Outubro de 2013 nos Estados Unidos e a 2 de Outubro de 2013 na Europa.[18][19] Apesar do lançamento oficial também foi referido que os subscritores do serviço PlayStation Plus tiveram acesso antecipado à demonstração a 24 de Setembro.[19] Em Portugal e no Brasil o jogo terá dublagem e legendas em português.[5][20]

Recepção[editar | editar código-fonte]

 
Resenha crítica
Publicação Nota
Computer and Video Games 6/10[21]
Destructoid 5/10[22]
Edge 5/10[23]
Electronic Gaming Monthly 7.5/10[24]
Eurogamer 9/10[25]
Game Informer 7.75/10[26]
GameSpot 9.0/10[27]
GamesRadar 3.5 de 5 estrelas.[28]
GameTrailers 7.2/10[29]
Giant Bomb 3 de 5 estrelas.[30]
IGN 6.0/10[31]
Joystiq 2.5 de 5 estrelas.[32]
Official PlayStation Magazine 8/10[33]
Polygon 8.0/10[34]
Rev3Games 5 de 5 estrelas.[35]
Videogamer 8/10[36]
Pontuação global
Publicação Nota média
GameRankings 72.59%[37]
Metacritic 72/100[38]

Vendas[editar | editar código-fonte]

Foi anunciado pela Quantic Dream, que Beyond: Two Souls já tinha vendido 1 milhão de cópias até ao Natal de 2013.[39]

Referências

  1. a b «Lorne Balfe - News». lornebalfe.com. Consultado em 3 de junho de 2013 
  2. a b Jorge Loureiro (23 de agosto de 2013). «Hans Zimmer a compor a banda sonora de Beyond: Two Souls». Eurogamer. Consultado em 23 de agosto de 2013 
  3. a b Jessica Conditt (22 -8-2013). «Beyond: Two Souls soundtrack from Hans Zimmer and Lorne Balfe». Joystiq. Consultado em 23 de agosto de 2013  Verifique data em: |data= (ajuda)
  4. a b c d Derek Osgood (1 de março de 2013). «Willem Dafoe, Ellen Page Star in BEYOND: Two Souls October 8th». PlayStation.Blog. Consultado em 4 de março de 2013 
  5. a b c d Jorge Loureiro (3 de junho de 2013). «Beyond: Duas Almas será lançado na Europa a 11 de outubro». Eurogamer. Consultado em 3 de junho de 2013 
  6. «BEYOND: Two Souls Release On 17 October In Japan». Senpai Gamer. 1 de setembro de 2013. Consultado em 31 de outubro de 2013 
  7. «Departamento de Justiça, Classificação, Títulos e Qualificação». Diário Oficial da União (Ano CL Nº158): p. 27. 16 de agosto de 2013. ISSN 1677-7042. Consultado em 24 de novembro de 2013 
  8. Carolyn Petit (5 de setembro de 2013). «Beyond: Two Souls - A Life Out of Sequence». GameSpot. Consultado em 6 de setembro de 2013 
  9. Devindra Hardawar (28 de abril de 2013). «Game, movie, or both? Stunning footage shows why Beyond: Two Souls belonged at Tribeca». Venture Beat. Consultado em 6 de setembro de 2013 
  10. Pham, Alex (19 de julho de 2012). «Ellen Page is 'Beyond' real in 'emotional and subversive' game». Los Angeles Times. Consultado em 29 de agosto de 2012 
  11. Jorge Loureiro (28 Janeiro 2013). «Morreu o compositor de Heavy Rain». Eurogamer. Consultado em 28 Janeiro 2013 
  12. «Beyond: Two Souls - Uma experiência que corre mal». Eurogamer. 21 de Março de 2013. Consultado em 21 de Março de 2013 
  13. «Beyond: Two Souls - Jodie em fuga». Eurogamer. 21 de Março de 2013. Consultado em 21 de Março de 2013 
  14. «Beyond: Two Souls to appear at Tribeca Film Festival as an 'official selection'». Polygon. 21 de Março de 2013. Consultado em 21 de Março de 2013 
  15. Allistair Pinsof (28 de abril de 2013). «Beyond: Two Souls Tribeca trailer + 35 minutes of footage». Destructoid. Consultado em 3 de junho de 2013 
  16. Vincent Jolly (20 de setembro de 2013). «David Cage, le Français qui révolutionne le jeu vidéo» (em francês). Le Figaro. Consultado em 24 de setembro de 2013 
  17. Martin Gaston (1 de outubro de 2013). «Sony confirms Beyond: Two Souls censored in Europe». GameSpot. Consultado em 1 de outubro de 2013 
  18. Jorge Loureiro (5 de setembro de 2013). «Demo de Beyond: Two Souls disponível a 2 de outubro». Eurogamer. Consultado em 6 de setembro de 2013 
  19. a b Ross Alexander (5 de setembro de 2013). «Beyond: Two Souls Demo Coming October 1st». PlayStation Blog. Consultado em 6 de setembro de 2013 
  20. Do G1 (9 de setembro de 2013). «Com dublagem em português, 'Beyond' chega por R$ 150 ao PS3». G1 Games. Consultado em 26 de setembro de 2013 
  21. Andy Kelly (9 de outubro de 2013). «Review: Beyond: Two Souls suffers from a personality crisis». Computer and Video Games. Consultado em 9 de outubro de 2013 
  22. Sterling, Jim (8 de outubro de 2013). «Review: Beyond: Two Souls». Destructoid. Consultado em 8 de outubro de 2013 
  23. «Beyond: Two Souls review». Edge. Future plc. 8 de outubro de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2013 
  24. Harmon, Josh (8 de setembro de 2013). «EGM Review: Beyond: Two Souls». Electronic Gaming Monthly. Consultado em 8 de setembro de 2013 
  25. Aníbal Gonçalves (8 de outubro de 2013). «Beyond: Duas Almas - Análise». Eurogamer. Consultado em 9 de outubro de 2013 
  26. Helgeson, Matt (8 de setembro de 2013). «Beyond: Two Souls». Game Informer. GameStop. Consultado em 8 de setembro de 2013 
  27. McShea, Tom (8-9- 2013). «Beyond: Two Souls Review». GameSpot. CBS Interactive. Consultado em 8 de outubro de 2013  Verifique data em: |data= (ajuda)
  28. Betka, Zach (8 de outubro de 2013). «Beyond: Two Souls Review». GamesRadar. Future plc. Consultado em 8 de outubro de 2013 
  29. «Beyond: Two Souls Review Text». GameTrailers. 8 de outubro de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2013 
  30. Navarro, Alex (8 de outubro de 2013). «Beyond: Two Souls Review». Giant Bomb. Consultado em 8 de outubro de 2013 
  31. O'Brien, Lucy (8 de outubro de 2013). «Beyond: Two Souls for PlayStation 3 Reviews». IGN. Consultado em 8 de outubro de 2013 
  32. Kietzmann, Ludwig (8 de outubro de 2013). «Beyond: Two Souls review: Ever Tethered». Joystiq. AOL. Consultado em 8 de outubro de 2013 
  33. Iwaniuk, Phil (8-10- 2013). «Beyond: Two Souls review – an essential purchase for interactive-drama fans». Official PlayStation Magazine. Future plc. Consultado em 8 de outubro de 2013  Verifique data em: |data= (ajuda)
  34. McElroy, Justin (8-10- 2013). «Beyond: Two Souls review: hand in hand». Polygon. Vox Media. Consultado em 8 de outubro de 2013  Verifique data em: |data= (ajuda)
  35. Long, Tara (8 de outubro de 2013). «Beyond: Two Souls REVIEW!». Rev3Games. Revision3. Consultado em 8 de outubro de 2013 
  36. Pedro Martins (8 de outubro de 2013). «Beyond Two Souls - Análise». Videogamer. Consultado em 9 de outubro de 2013 
  37. «Beyond: Two Souls for PlayStation 3». GameRankings. CBS Interactive. Consultado em 8 de outubro de 2013 
  38. «Beyond: Two Souls for PlayStation 3 Reviews». Metacritic. CBS Interactive. Consultado em 8 de outubro de 2013 
  39. Jeffrey Matulef (10 de janeiro de 2013). «Beyond: Two Souls sold over a million copies worldwide». Eurogamer. Consultado em 14 de janeiro de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]