CD-i

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde agosto de 2013)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde agosto de 2013). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
CD-i
Philips-CDi-220-wController-FL.jpg
Philips CD-i 220
Tipo Console de videogame
Media player
Lançamento 1991
Descontinuado 1998
Unidades
vendidas
570.000
Mídia CD-i, Audio CD, CD+G, Karaoke CD, VCD
CPU Philips 68070

CD-i ou Compact Disc Interactive foi um padrão disco multimídia compacto (CD) criado pela Philips e co-desenvolvido pela Sony em 1986 como parte da especificação Green Book do CD.

O formato CD-i foi criado como um meio de prover aplicações multimídia e interatividade em televisores comuns. Sem precisar de um PC com kit multimidia para isso, o consumidor poderia na sua televisão usufruir de aplicativos educacionais, musicais e jogos como por exemplo, enciclopédias e karaokês.

História[editar | editar código-fonte]

O primeiro reprodutor Philips CD-i, lançado em 1991 era capaz de reproduzir discos CD-i interativos, CDs de música e Video CDs (VCDs). Futuros aparelhos tinham ainda mais recursos, como acesso à Internet e e-mail. Os primeiros lançamentos no formato CD-i foram fortemente direcionados a temas educacionais, músicas, e títulos de auto-ajuda. Os jogos eram apenas adaptações de jogos de tabuleiros como Connect Four.

Algumas tentativas foram feitas para tornar o CD-i um Video game competitivo mas o aparelho não recebeu muitos títulos. Alguns poucos destaques foram jogos licenciados da Nintendo mas desenvolvidos pela Philips como Hotel Mario que era um jogo de quebra-cabeças que estrelavam personagens do jogo Super Mario Bros. e três jogos da série Zelda: Link: The Faces of Evil, Zelda: The Wand of Gamelon e Zelda's Adventure. A razão destes lançamentos foi que a Nintendo e a Philips estabeleceram um acordo para co-desenvolver um aparelho de CD-ROM para o Super Nintendo Entertainment System e a Philips era permitida pelo contrato a continuar usando personagens Nintendo enquanto vigorasse o contrato.

O CD-i lançou também muitas versões em CD-i de programas de TV populares nos Estados Unidos. Incluindo versões de Jeopardy!, Wheel of Fortune, Name That Tune, e duas versões de The Joker's Wild (Uma para adultos estrelada por Wink Martindale e uma para crianças estrelada por Marc Summers.)

Mesmo com a forte campanha de marketing da Philips, consumidores interessados nos títulos em CD-i começaram a diminuir. Por volta de 1994, as vendas do CD-i começaram a cair, e em 1998 a linha de produtos acabou. Sem o mercado residencial, a Philips teve algum sucesso ao focar a tecnologia como uma solução para aplicações em quisques interativos e indústria multimídia. O console ainda mantém fiéis seguidores na internet.

Philips[editar | editar código-fonte]

400 series.

Além das pseudopoeds domésticos, foram vendidos também aparelhos profissionais pela Philips Interactive Media Systems, além de outros modelos para desenvolvedores de jogos. A Philips comercializou muitos aparelhos reprodutores de CD-i:

  • CD-i player 200 series, que incluía os modelos 205, 210, 220. Modelos da série 200 eram designados para o consumidor em geral, era disponível nas maiores lojas de eletrodomésticos do mundo. A versão Philips CD-i 910 era o modelo americano do CD-i 205, o modelo básico da série.
  • CD-i player 300 series, que incluía os modelos 310, 350, 360, e 370. A série 300 consistia em modelos portáteis dos reprodutores, designada para o mercado profissional e não era disponível para o mercado doméstico. Um uso bastante comum era de companhias farmacêuticas podiam informar aos profissionais as mais variadas informações sobre seus produtos, e o aparelho podia ser transportado facilmente pelos representantes de vendas.
  • CD-i player 400 series, que incluía os modelos 450, 470, e 490. Os modelos da série 400 eram voltados ao mercado educacional e concorriam também com os videogames. No modelo CD-i 450, o controle remoto era um acessório opcional, e não vinha junto com o pacote, como nos outros modelos.
  • CD-i player 600 series, que incluía os modelos 601, 602, 604, 605, 615, 660, e 670. A série 600 era designada a aplicações profissionais e desenvolvimento de software. Aparelhos desta linha incluíam suporte a drives floppy disk e conectores para teclados e outros periféricos de computadores. Alguns modelos também podiam ser conectados a um emulador e tinham um software de teste .

Também existiam alguns modelos raros, como o FW380i, um aparelho de som com aparelho CD-i integrado; o 21TCDi30, um televisão com um aparelho de CD-i embutido; e o CD-i sistema modular 180/181/182, o primeiro sistema CD-i produzido.

Outros fabricantes[editar | editar código-fonte]

Junto com Philips, muitos outros fabricantes produziram aparelhos CD-i, incluindo Magnavox, GoldStar / LG Electronics, Digital Video Systems, Memorex, Grundig, Sony, Kyocera, NBS, Highscreen, e Bang & Olufsen, que produziu a televisão com um aparelho de CD-i embutido.

Especificações Técnicas[editar | editar código-fonte]

CPU

  • 16-bit 68070 CISC Chip (68000 core), ultima versão com 20-bit
  • Velocidade do processador de 15.5 MHz, ultima versão com 16.2 MHz

Display

  • Resolução: 384×280 a 768×560
  • Cores: 16.7 milhões c/ 32.768 na tela
  • MPEG 1 Cartridge Plug-In para VideoCD e Digital Video

Sistema Operacional

Outros

  • 1.5 MB de RAM principal
  • Drive de CD-ROM de velocidade simples (1x)
  • Peso com o DV Cart 1,460 kg, sem DV 1,210 kg
  • Oito canais de som ADCPM

Acessórios

  • CD-i Mouse
  • Roller Controller
  • CD-i Trackball
  • I/O Port Splitter
  • Touchpad Controller
  • Gamepad Controller (veja Gravis PC GamePad)
  • IR Wireless Controller (controle sem fio) e (controle com fio)

Referências[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Principais concorrentes[editar | editar código-fonte]

(sitemas audio/video múltiplos)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]