COSMO-SkyMed

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido (desde julho de 2013). Ajude e colabore com a tradução.

COSMO-SkyMed (sendo, COSMO de: COnstellation of small Satellites for the Mediterranean basin Observation) é um sistema composto por satélites de observação da Terra, financiado pelo Ministério da Educação, Universidades e Pesquisa italiano e Ministério da Defesa italiano e conduzido pela Agência Espacial Italiana (ASI), contemplando usos militares e civis.[1]

O segmento espacial do sistema, inclui quatro satélites de médio porte idênticos, equipados com sensores do tipo radar de abertura sintética (SAR) com cobertura global do planeta.[2] Observações de uma área de interesse podem ser repetidas varias vezes ao dia em qualquer condição de tempo. As imagens são aplicadas em sistema de segurança e defesa na Itália e outros países, análises sísmicas, monitoração de desastres naturais e mapeamento de agricultura.[3]

Os satélites[editar | editar código-fonte]

A empresa United Launch Alliance, foi a responsável pelo lançamento dos quatro satélites que estão em órbita heliossíncrona polar com inclinação de 97,9° a 619 km de altitude e período orbital de 97,2 minutos.

  • COSMO SkyMed 1, lançado em 8 de Junho de 2007, da Base da Força Aérea de Vandenberg, por um foguete Delta II 7420-10[4]
  • COSMO SkyMed 2, lançado em 9 de Dezembro de 2007, da Base da Força Aérea de Vandenberg, por um foguete Delta II 7420-10[5]
  • COSMO SkyMed 3, lançado em 25 de Outubro de 2008, da Base da Força Aérea de Vandenberg, por um foguete Delta II 7420-10[6]
  • COSMO SkyMed 4, lançado em 6 de Novembro de 2010, da Base da Força Aérea de Vandenberg, por um foguete Delta II 7420-10[7]

Os principais componentes desses satélites são:

A antena do radar, quando estendida, tem 1,4 m de largura e 5,7 m de comprimento, capaz de coletar dados em polarização simples ou dupla. A frequencia central é de 9,6 GHz com banda máxima de 400 MHz.[8]

As bases em terra[editar | editar código-fonte]

O segmento terrestre do sistema é composto de:

  • Centro de comando:
    • Itália Centro Controllo e Pianificazione Missione del Fucino
  • Estações de rastreamento e aquisição de dados:
    • Argentina Estação de Cordoba
    • Suécia Estação de Kiruna
  • Segmento de uso:
    • Itália Segmento usuário civil de Matera
    • Itália Segmento usuário civil de Pratica di Mare
    • França Segmento usuário de Defesa

Os governos Argentino e Francês estão envolvidos nos segmentos civil e militar do sistema, respectivamente.

Referências

  1. COSMO-SkyMed: Mission definition and main applications and products. ESA. Página visitada em 10/07/2013.
  2. COSMO-SkyMed. Telespazio. Página visitada em 10/07/2013.
  3. SPACEHAB Subsidiary Signs New Contracts Totaling $4.7 Million. Spacehab. Página visitada em 10/07/2013.
  4. COSMO-Skymed 1 - Low Earth Orbit Satellite. findthedata.org. Página visitada em 10/07/2013.
  5. COSMO-Skymed 2 - Low Earth Orbit Satellite. findthedata.org. Página visitada em 10/07/2013.
  6. COSMO-Skymed 3 - Low Earth Orbit Satellite. findthedata.org. Página visitada em 10/07/2013.
  7. COSMO-Skymed 4 - Low Earth Orbit Satellite. findthedata.org. Página visitada em 10/07/2013.
  8. COSMO-SkyMed User Guide. ASI. Página visitada em 10/07/2013.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre satélites é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.