Campanha de Bornéu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campanha de Bornéu
Guerra do Pacífico, Segunda Guerra Mundial
Australian machine gunners on Borneo in 1945 (AWM 110829).jpg
Tropas australianas com uma metralhadora, durante a campanha de Bornéu, em 1945.
Data 1 de maio15 de agosto de 1945
Local Bornéu
Desfecho Vitória dos Aliados
Beligerantes
 Austrália
 Estados Unidos
 Países Baixos
 Reino Unido
Flag of Japan (1870-1999).svg Império do Japão
Comandantes
Flag of the United States (1912-1959).svg Douglas MacArthur
Flag of the United States (1912-1959).svg Thomas Kinkaid
Austrália Leslie Morshead
Flag of Japan (1870-1999).svg Michiaki Kamada
Flag of Japan (1870-1999).svg Masao Baba
Forças
35 000 15 000
Baixas
2 100 mortos ou feridos
(sendo 568 fatalidades confirmadas)
10 000 mortos ou feridos

A Campanha de Bornéu em 1945 foi a última das principais campanhas aliadas na área do sudoeste do pacífico, durante a Segunda Guerra Mundial. Em uma série de assaltos anfíbios entre 1 de Maio e 21 de Julho,[1] o 1º Corpo Australiano, sob o comando do tenente-general Leslie Morshead, atacou as forças japonesas que ocupavam a ilha. As forças navais e aéreas aliadas, centradas na 7ª Frota dos Estados Unidos,[1] sob o comando do Almirante Thomas Kinkaid, a Primeira Força Aérea Táctica da Austrália[1] e a Décima Terceira Força Aérea dos Estados Unidos[1] também desempenharam papéis importantes na campanha. Eles encontraram resistência por parte da Marinha Imperial Japonesa e as forças do Exército Japonês no sul e leste de Bornéu, sob o vice-almirante Michiaki Kamada, e no noroeste pelo 13º Exército Japonês, liderado pelo tenente-general Baba Masao. Foi também a última campanha planeada pela Austrália durante o conflito.[2]

Referências

  1. a b c d Chen, C. Peter. «Borneo Campaign». WW2DB 
  2. «The Landings - Borneo». www.ww2australia.gov.au. Consultado em 18 de novembro de 2016