Campina Verde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Campina Verde
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Campina Verde
Bandeira
Brasão de armas de Campina Verde
Brasão de armas
Hino
Gentílico campinaverdense
Localização
Localização de Campina Verde em Minas Gerais
Localização de Campina Verde em Minas Gerais
Mapa de Campina Verde
Coordenadas 19° 32' 09" S 49° 29' 09" O
País Brasil
Unidade federativa Minas Gerais
Região intermediária[1] Uberlândia
Região imediata[1] Uberlândia
Municípios limítrofes Prata, Itapagipe, São Francisco de Sales, Iturama, União de Minas, Santa Vitória, Gurinhatã e Ituiutaba
Distância até a capital 684 km
História
Fundação 17 de dezembro de 1938 (82 anos)
Administração
Prefeito(a) Helder Paulo Carneiro (Solidariedade, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [3] 3 663,418 km²
População total (Est. IBGE/2020[4]) 19 752 hab.
Densidade 5,4 hab./km²
Clima tropical
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
CEP 38270-000 a 38279-999[2]
Indicadores
IDH (PNUD/2010[5]) 0,704 alto
PIB (IBGE/2017[6]) R$ 203 696,145 mil
PIB per capita (IBGE/2017[6]) R$ 40 605,31
Outras informações
Padroeiro(a) Nossa Senhora da Medalha Milagrosa[7]
Sítio www.campinaverde.mg.gov.br (Prefeitura)
www.campinaverde.mg.leg.br (Câmara)

Campina Verde é um município brasileiro do estado de Minas Gerais, na região do Triângulo Mineiro. Sua população em 2020 foi estimada em 19 752 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

.Aventureiros, benfeitores e mercadores de gado, procedente de Jacareí, São Paulo, fugindo da polícia, chegaram ao lugar e se estabeleceram em uma fazenda. No início de século XIX, fugindo da ação da Justiça, João Batista Siqueira Bento e sua esposa Dona Barbara procuraram asilo entre os índios Caiapós, senhores do extremo oeste do Triângulo Mineiro. Após algum tempo, compraram a fazenda Campo Belo, onde hoje está situada a cidade de Campina Verde.

Como não tinham filhos, João Batista e sua esposa, doaram as terras da fazenda para a Congregação da Missão. A Congregação por sua vez instalava ali um de seus colégios considerado um dos melhores do Brasil.

Com o passar do tempo, foi se formando um arraial e em 1842, em razão da transferência de alunos do Caraça (fechado entre os anos de 1842 e 1856) o colégio recebe um enorme impulso. Os primeiros moradores se estabeleceram ao redor da capela construída pelos Lazaristas, onde hoje está situado o Santuário da Nossa Senhora da Medalha Milagrosa.

Em 1911, o povoado de Campo Belo tornou-se distrito da cidade do Prata, porém em 1923 o distrito passou a se chamar Campina Verde, mas só tornou de fato município em 1938. Situado na região do Triângulo Mineiro e banhado pelas águas do Rio Verde, Campina Verde ocupa uma área de 8.000 m². A agropecuária é o carro forte do município, tornando assim um dos maiores produtores de leite e corte do estado.

Geografia[editar | editar código-fonte]

De acordo com a divisão regional vigente desde 2017, instituída pelo IBGE,[8] o município pertence às regiões geográficas intermediária e imediata de Uberlândia.[1] Até então, com a vigência das divisões em microrregiões e mesorregiões, fazia parte da microrregião de Frutal, que por sua vez estava incluída na Mesorregião do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba.[9]

Conforme dados da estação meteorológica automática do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) no município, em operação desde 15 de julho de 2006, a menor temperatura registrada em Campina Verde foi de 1,8 °C em 7 de julho de 2019 e a maior atingiu 41,6 °C em 17 de outubro de 2015. O menor índice de umidade relativa do ar foi de apenas 10% em várias ocasiões. A maior rajada de vento ocorreu na tarde do dia 27 de janeiro de 2011, chegando a 24,8 m/s (89,3 km/h).[10][11]

Dados climatológicos para Campina Verde
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 37,9 37,9 35,3 35,2 33,5 33,1 33,7 36,9 41 41,6 37,5 37,8 41,6
Temperatura máxima média (°C) 31,4 31,8 31,6 31,4 29,1 28,7 29,4 31,5 32,6 32,9 32 31,4 31,2
Temperatura mínima média (°C) 21,1 21,1 20,5 19,1 15,5 14,3 14 15,4 18,4 20 20,6 21 18,4
Temperatura mínima recorde (°C) 16,2 17,3 15,4 10,4 6,8 4,3 1,8 4,7 7,3 11,9 13,1 15,6 1,8
Precipitação (mm) 268,8 218,9 187 81,6 38 19,9 10,6 16,2 47,1 119,9 176,6 237,4 1 422
Fonte: Jornal do Tempo (médias de temperatura)[12] e EMBRAPA (médias de precipitação)[13]
Fonte 2: Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) (recordes de temperatura: 15/07/2006-presente)[10][11]


Turismo[editar | editar código-fonte]

A população de Campina Verde possui uma vida tranquila e simples, não muito movimentada para um local com menos de 20 mil habitantes, destacando assim no período noturno bares e lanchonetes. Anualmente a sua feira agropecuária destaca-se pelo potencial de gado de leite e corte, e também pelo grande número de artistas da música sertaneja de renome nacional que se apresentam no evento.

Mas é no carnaval que a cidade se destaca, considerado um das melhores de Minas Gerais, apesar de ser pouco conhecida nacionalmente, já se apresentaram na avenida do samba bandas conhecidas no cenário nacional como A Zorra, Tchakabum, Terra Samba, entre outras bandas do Axé Baiano que já animaram as cinco noites de folia em Campina Verde.

Nessa época, a cidade recebe milhares de pessoas, vindas principalmente dos Estados de São Paulo e Goiás e também das cidades vizinhas como Uberlândia, Uberaba, Ituiutaba e Iturama, tornando assim um dos melhores carnavais do Triângulo Mineiro e do interior de Minas Gerais.

Esporte[editar | editar código-fonte]

No início dos anos 80 ocorreu uma iniciativa ao esporte patrocínado pelo comércio e pela prefeitura.O Banco Bemge, Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal também foi uns dos pricipais patrocinadores do esporte, como o Volei (AABB), nas corridas de ciclismo e no futebol. Mais tarde veio o futsal e o Handebol; as escolas foram as maiores responsáveis pelo sucesso destas modalidades. Na época havia vários torneios disputados dentro e entre as escolas, onde a prefeitura viu-se obrigada a construir um Poli esportivo que deu origem há vários torneios de equipes também formadas pelos funcionários de várias empresas da cidade.

A cidade participa todos os anos dos JOGOS DO INTERIOR DE MINAS (JIMI), a equipe todo ano recebe reforços de atletas de Uberaba(Handebol, vôlei), Uberlândia(Futsal, Basquete), sua melhor participação foi na 1° etapa em 2008, onde a cidade conquistou o 2° lugar no quadro de medalhas, perdendo somente para a cidade Uberaba, que é uma das cidades com mais títulos na história.

Administração[editar | editar código-fonte]

Existem três emissoras de rádio em Campina Verde (2 FM e 1 AM)

  • Cidade FM (comunitária) 87,9 Mhz
  • Sucesso FM 106,9 Mhz
  • Estrela de Ibiúna AM (evangélica) 1230 Khz

A cidade conta com retransmissores das seguintes emissoras de TV, todas elas transmitindo a partir da mesma torre localizada no Parque de Exposições Homero Santos:

Referências

  1. a b c Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  2. Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. «Busca Faixa CEP». Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  4. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (27 de agosto de 2020). «Estimativas da população residente no Brasil e unidades da federação com data de referência em 1º de julho de 2020». Consultado em 28 de agosto de 2020 
  5. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). «Ranking IDHM Municípios 2010». Atlas do Desenvolvimento Humano. Consultado em 10 de dezembro de 2016 
  6. a b IBGE. «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Consultado em 11 dez. 2010 
  7. Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC). «Lista por santos padroeiros» (PDF). Descubra Minas. p. 19. Consultado em 14 de setembro de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 14 de setembro de 2017 
  8. IBGE (2017). «Divisão Regional do Brasil». Consultado em 18 de julho de 2020. Cópia arquivada em 5 de setembro de 2017 
  9. IBGE (2016). «Divisão Territorial Brasileira 2016». Consultado em 5 de setembro de 2017 
  10. a b Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). «Estação: CAMPINA VERDE (A519)». Consultado em 18 de julho de 2020 
  11. a b INMET. «Gráficos diários de estações automáticas». Consultado em 18 de julho de 2020 
  12. «CLIMATOLOGIA PARA Campina Verde-MG». Consultado em 18 de julho de 2020. Cópia arquivada em 19 de julho de 2020 
  13. GUIMARÃES, Daniel Pereira et al. Índices Pluviométricos em Minas Gerais. Sete Lagoas, MG: Embrapa Milho e Sorgo, dez. 2010. (ISSN 1679-0154). Disponível em: https://www.embrapa.br/busca-de-publicacoes/-/publicacao/879085/indices-pluviometricos-em-minas-gerais. Acesso em: 18 jul. 2020.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.