Carlo Collodi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade(desde setembro de 2016). Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Carlo Lorenzini
Pseudônimo(s) Carlo Collodi
Nascimento 24 de novembro de 1826
Florença, Itália
Morte 26 de outubro de 1890 (63 anos)
Florença, Itália
Nacionalidade Itália Italiano
Ocupação Escritor e jornalista
Magnum opus As Aventuras de Pinóquio

Carlo Collodi, pseudônimo de Carlo Lorenzini, (Florença, 24 de novembro de 1826Florença, 26 de outubro de 1890) foi um jornalista e escritor italiano do século XIX, famoso por haver criado As Aventuras de Pinóquio.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Lorenzini,(que era maçom), começou sua carreira escrevendo em um anúncio de uma livraria florentina. Tornou-se então um jornalista de sucesso grande após o anúncio ser publicado e em breve escrevia para jornais de toda a Itália. Estressado de trabalhar para tantos jornais,ele criou um jornal próprio:Il Lampione em 1848. Esse jornal por publicar algo não permitido em seu país,a ordem do Grão-Duque da Toscânia[1]foi clara, ele queria fechar o jornal. Em 1853 ele publicou seu segundo jornal:A Controvérsia[1]

O homem era também voluntário na Guerra de independência italiana entre 1848 e 1860, mas já tinha sido comediante. (normalmente sem sucesso) Em 1856, criou o nome artístico o chamado codinome de "Carlo Collode", que é o nome famoso do escritor.

Publicou as obras "Gli amici di casa" e "Un romanzo in vapore. Da Firenze a Livorno. Guida storico-umoristica", por volta de 1856, "I misteri di Firenze"(1857)."[2] Ele também havia começado intensa atividade em outros jornais políticos como Il Fanfulla; ao mesmo tempo, foi contratado pela Comissão de Censura para o Teatro. Durante este período ele compôs vários desenhos humorísticos e histórias, incluindo Macchiette (1880), Occhi e nasi (1881), Storie Allegre(1887).[3]

Seu primeiro livro infantil foi de 1876, e intitulava-se "Racconti delle fate", uma tradução do francês. Em 1876 Lorenzini escreveu Giannettino (inspirado por Giannetto, de Alessandro Luigi Parravicini), Minuzzolo e Il viaggio per l 'Italia di Giannettino, uma série pedagógica que explorou a re-unificação da Itália através dos pensamentos irônicas e ações do personagem Giannettino.[3]

Em 1881 inicia a publicação do "Giornale per i bambini" (Jornal para as crianças) - primeiro periódico italiano voltado para o público infantil. Foi ali que, em curtos capítulos, publica originalmente a "Storia di un burattino" (História de um Boneco) - primeiro título das Aventuras de Pinóquio. Publicou ainda outros contos, como "Storie allegre", de 1887 - mas nenhum deles alcançou o sucesso de sua obra-prima.

Pinóquio é, sem dúvida, a criatura que engoliu o criador: o mais famoso personagem da literatura infantil, conhecido em todo o planeta, poucos são os que efetivamente apontam reconhecer em Collodi o seu criador…

Lorenzini morreu repentinamente em 1890, na sua cidade natal, onde foi sepultado.

Referências

  1. a b Jack Zines. «Introduction». In: Carlo Collordi. Pinnochio. Penguin Books 2002. ISBN 0-14-243706-9
  2. Carlo Collodi: other works; pinocchio.it
  3. a b Gaetana Marrone; Paolo Puppa (26 de dezembro de 2006). Encyclopedia of Italian Literary Studies. [S.l.]: Routledge. pp. 485–. ISBN 978-1-135-45530-9 


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Carlo Collodi