Cesare Pavese

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cesare Pavese
Nascimento 9 de setembro de 1908
Santo Stefano Belbo, Itália
Morte 26 de agosto de 1950 (41 anos)
Turim, Itália
Nacionalidade Itália Italiano
Ocupação Escritor e poeta
Magnum opus Ofício de viver: diário (1935-1950)
Causa da morte Suicídio

Cesare Pavese (Santo Stefano Belbo, 9 de setembro de 1908Turim, 26 de agosto de 1950) foi um escritor e poeta italiano.[1]

Combatente antifascista, o que lhe rendeu três anos de prisão no sul da Itália. Nessa época, iniciou o seu diário "O Ofício de Viver", título original "Il Mestiere di Vivere", uma autocritica revelada em reflexões sobre a sua arte, seus processos criativos e sobre o sentido da existência.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Cesare Pavese nasceu em Santo Stefano Belbo, nas Langhe (província de Cuneo), tendo-se mudado ainda em criança para Turim, donde se ausentou sempre apenas durante pouco tempo: passou um ano na prisão em Barcaleone (Reggio Calabria), comprometido por amigos políticos; passou algum tempo em Roma em trabalho para a editora Einaudi, da qual foi um dos mais eficazes conselheiros editoriais; suicidou-se em Turim em 1950.[3]

A sua tese de licenciatura foi sobre Walt Whitman, e já não era um desconhecido quando, em 1936, publicou Lavorare stanca: tinha já publicado e continuaria a publicar estudos sobre literatura norte-americana clássica e contemporânea, reunidos num volume (La letteratura americana e altri saggi) publicado postumamente em 1951. Traduziu Daniel Defoe (Moll Flanders), Charles Dickens, Herman Melville (Moby Dick e Benito Cereno), James Joyce (Dedalus), Sinclair Lewis, John dos Passos, Gertrude Stein e William Faulkner.[1]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • A lua e as fogueiras (1958);
  • Antes que o galo cante (1959);
  • Ofício de viver: diário (1935-1950) (1968);
  • A guitarra quebrada: romance (1960);
  • Entre mulheres sós (196?);
  • O diabo sobre as colinas (1962);
  • Férias de Agosto (1965);
  • A praia (1965);
  • O Verão (1965);
  • Terras do meu país (1969);
  • O camarada (1974);
  • Trabalhar cansa (1998);
  • Diários com Leucó (2007).

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Cesare Pavese
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.