Cisterna de Teodósio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cisterna de Teodósio.
Şerefiye Sarnıçı 924.jpg

A Cisterna de Teodósio (em grego: Κινστέρνα Θεοδοσίου, em turco: Şerefiye Sarnıcı) é uma das muitas antigas cisternas de Constantinopla que se encontram debaixo da cidade de Istambul, na Turquia. A entrada atual faz-se pela Piyer Loti Caddesi, no distrito de Fatih.

A cisterna foi construída pelo imperador romano Teodósio II, entre 428 e 443 para armazenar água fornecida pelo Aqueduto de Valente. A água deste aqueduto era depois redistribuída para o ninfeu, para os Termas de Zeuxipo e para o Grande Palácio de Constantinopla.

A construção tem cerca de 45 por 25 metros e o teto é suportado por 32 colunas de mármore com cerca de 9 metros de altura.

À semelhança da Cisterna da Basílica e da Cisterna Binbirdirek, está aberta ao público.

Fonte[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a Turquia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cisterna de Teodósio