Companhia Docas do Rio Grande do Norte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Codern)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Companhia Docas do
Rio Grande do Norte
empresa publica pertencente a união
Indústria Portuária
Fundação 3 de fevereiro de 1970
Sede Natal, RN, Brasil Brasil
Locais Natal, Areia Branca, Maceió
Pessoas-chave Emerson Fernandes Daniel Junior
Produtos Importação, exportação, transporte, armazenagem e correio

A Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern) é uma autoridade portuária brasileira que administra e explora os terminais portuários do estado do Rio Grande do Norte.[1] É uma empresa do Governo Federal, constituída na forma de sociedade de economia mista, vinculada a Secretaria de Portos da Presidência da República.[2]

Com sede em Natal, no estado do Rio Grande do Norte, a empresa administra o Porto de Natal e o Terminal Salineiro de Areia Branca. Através de sua subordinada APMC - Administração do Porto de Maceió, a companhia também gerencia o Porto de Jaraguá, em Maceió, no estado de Alagoas.[3]

Histórico[editar | editar código-fonte]

Imagem da entrada do Porto de Natal, onde também fica a sede administrativa da Codern.

Criada em 3 de fevereiro de 1970, a Companhia Docas do Rio Grande do Norte foi vinculada ao Ministério dos Transportes, criada através do Decreto de nº 66.154, de 3 de fevereiro de 1970, publicado no Diário Oficial da União em 6 de fevereiro do mesmo ano.

Inicialmente era denominada como Terminais Salineiros do Rio Grande do Norte - Termisa. No dia 20 de janeiro de 1978 passou a ter uma nova denominação por decisão de uma assembleia geral de acionistas: Companhia Docas do Rio Grande do Norte - CODERN.

A partir de 1983, seguindo a determinação de uma Assembleia Geral de Acionistas da então Empresa de Portos do Brasil (Portobras) de 6 de abril de 1981, a administração do Porto de Natal passou a ser uma atribuição da CODERN.[4]

Quando a Portobras foi extinta, em 1990, o Porto de Maceió vinculou-se à Codern, através de um convênio firmado com a Secretaria Nacional de Transportes – SNT e o Departamento Nacional de Transportes Aquaviários - DNTA.[5] Os portos de Cabedelo e do Recife também foram administrados pela companhia na década de 1990; contudo, as administrações desses portos foram repassadas posteriormente aos respectivos governos locais.[6]

A partir do ano de 2007, a Codern se desvinculou do Ministério dos Transportes e se vinculou a Secretaria de Portos da Presidência da República, ligada à Presidência da República.[7]

Portos administrados[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.