Areia Branca (Rio Grande do Norte)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Areia Branca
  Município do Brasil  
Centro de Areia Branca visto do Rio Mossoró
Centro de Areia Branca visto do Rio Mossoró
Símbolos
Bandeira de Areia Branca
Bandeira
Brasão de armas de Areia Branca
Brasão de armas
Hino
Apelido(s) "Terra do sal"
Gentílico areia-branquense
Localização
Localização de Areia Branca no Rio Grande do Norte
Localização de Areia Branca no Rio Grande do Norte
Areia Branca está localizado em: Brasil
Areia Branca
Localização de Areia Branca no Brasil
Mapa de Areia Branca
Coordenadas 4° 57' 21" S 37° 08' 13" O
País Brasil
Unidade federativa Rio Grande do Norte
Região intermediária[1] Mossoró
Região imediata[1] Mossoró
Municípios limítrofes Serra do Mel, Porto do Mangue, Grossos e Mossoró
Distância até a capital 330 km[2]
História
Fundação 16 de fevereiro de 1892 (127 anos)
Aniversário 16 de fevereiro
Administração
Prefeito(a) Iraneide Xavier Cortez Rodrigues Rebouças (PSD, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [3] 357,580 km²
População total (estimativa IBGE/2019[4]) 27 774 hab.
 • Posição RN: 19º
Densidade 77,67 hab./km²
Clima Semi-árido (BSw'h)
Altitude 3 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[5]) 0,682 médio
 • Posição RN: 7°
PIB (IBGE/2008[6]) R$ 487 778,117 mil
PIB per capita (IBGE/2008[6]) R$ 19 397,07

Areia Branca é um município brasileiro localizado no litoral norte do estado do Rio Grande do Norte, localizado na região da Costa Branca. Na cidade encontra-se a Ponta do Mel, único lugar do mundo onde o sertão encontra o mar.[7][8] Por estar na foz dos rios Mossoró, Apodi-Mossoró e Ivypanin, os quais se intercedem nos extremos da cidade e, juntamente ao Oceano Atlântico, circundam-na, Areia Branca caracteriza-se como uma ilha.

Encontra-se a 330 km da capital do estado, Natal[9], e tal qual sugerido pelo seu nome, a cidade de Areia Branca é conhecida pelas suas belas praias paradisíacas de areias brancas, dunas e falésias, além de uma porção territorial dominada pelo sertão, apresentado uma das mais ricas e variáveis formações geográficas do estado do Rio Grande do Norte. Areia Branca também é lembrada pela sua massiva produção de sal, a qual rendeu-lhe o título de "Terra do Sal".

Dados gerais[editar | editar código-fonte]

Sua área territorial é de 358 km² e sua população, conforme estimativas do IBGE de 2019, era de 27 774[4] habitantes.

O município foi emancipado de Mossoró através da Lei nº 10, de 16 de fevereiro de 1892.

Limita-se com os municípios de Grossos (oeste), Mossoró e Serra do Mel (sul) e Porto do Mangue (leste). Ao norte é banhado pelo Oceano Atlântico.

A sede do município está a 4° 57’ 22” de latitude sul e 37° 08’ 13” de longitude oeste. A altitude é de 03 m acima do nível do mar e a distância rodoviária até a capital é de 330 km e até Mossoró é de 40 km. A pluviosidade média aferida no município, segundo o IDEMA é de 693,6 mm.

Ainda de acordo com o IDEMA, o solo da região é do tipo latossolo vermelho amarelo eutrófico. O solo tem aptidão restrita para lavoura. É apto para culturas de ciclo longo como algodão arbóreo, sisal, caju e coco. A área baixa é indicada para preservação da flora e fauna ou para recreação.

O município faz parte do POLO COSTA BRANCA, associação dos Município da Costa Branca AMUCOSTA formada pelos municípios a seguir: Caiçara do Norte, São Bento do Norte, Galinhos, São Rafael, Carnaubais, Assu, Tibau, Grossos, Itajá, Areia Branca, Mossoró, Porto do Mangue, Serra do Mel, Macau, Guamaré e Pendências.

O Polo Costa Branca é uma forma de desenvolvimento do turismo na região.

Imagem panorâmica do Porto-Ilha de Areia Branca.

Economia[editar | editar código-fonte]

De acordo com dados do IPEA do ano de 1996, o PIB era estimado em R$ 53,90 milhões, sendo que 1,3% correspondia às atividades baseadas na agricultura e na pecuária, 48,0% à indústria e 50,7% ao setor de serviços. O PIB per capita era de R$ 2.607,12.

Em 2002, conforme estimativas do IBGE, o PIB havia evoluído para R$ 248,04 milhões e o PIB per capita para R$ 10.828,00.

O município é um dos maiores produtores de sal marinho do Brasil.

Produção agrícola[editar | editar código-fonte]

IBGE (2002)
Produtos Quantidade produzida (ton.) Valor da produção (R$ mil) Área plantada (ha.) Área colhida (ha.) Rendimento médio (kg/ha.)
Algodão herbáceo (em caroço) 2 3 1 10 50
Castanha-de-caju 738 664 4.100 4.100 180
Coco-da-baía 350 (mil frutos) 105 90 90 3.888 frutos/ha.
Feijão (em grão) 160 120 420 420 380
Mandioca 35 6 5 5 7.000
Milho (em grão) 350 140 550 550 636

Pecuária[editar | editar código-fonte]

IBGE (2005)
Rebanho Efetivo (cabeças)
Bovino 3000
Suíno 500
Eqüinos 149
Asininos (jumentos) 715
Muares (mulas) 100
Ovinos 2.542
Galinhas 4.912
Galos, frangas, frangos e pintos 6.510
Caprinos 2.710
Vacas ordenhadas 174
IBGE (2002)
Gênero Produção
Leite de vaca 104 (mil litros)
Ovos de galinha 3.554 (mil dúzias)
Mel de abelha 602 kg

Dados estatísticos[editar | editar código-fonte]

Educação[editar | editar código-fonte]

IBGE (2003)
Ensino Alunos matriculados Professores
Fundamental 4.866 223
Médio 1.307 41
  • Analfabetos com mais de quinze anos: 21,07% (IBGE, Censo 2000).

A prefeitura municipal de Areia Branca, através da Secretaria de Educação, tem desenvolvido projetos visando a erradicação do analfabetismo e da evasão escolar no município.

IDH[editar | editar código-fonte]

PNUD (2000)
IDH 1991 2000
Renda 0,536 0,605
Longevidade 0,601 0,715
Educação 0,680 0,810
Total 0,606 0,710

Saneamento urbano[editar | editar código-fonte]

IBGE (2000)
Serviço Domicílios (%)
Água 92,6%
Esgoto sanitário 22,6%
Coleta de lixo 96,6%

Saúde[editar | editar código-fonte]

Festas tradicionais[editar | editar código-fonte]

Dunas em Ponta do Mel.

As principais festas do município são o carnaval, a festas dos navegantes na primeira quinzena de agosto e em outubro ocorre o aniversário de emancipação do município, com a comemoração e entrega de comendas a políticos de renome regional e nacional.

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  2. FEMURN. «Distâncias dos Municípios do Rio Grande do Norte a Natal-RN». Consultado em 7 de março de 2011. Arquivado do original em 16 de dezembro de 2010 
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  4. a b «Estimativa populacional 2019 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2019. Consultado em 30 de agosto de 2019 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 6 de agosto de 2013 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  7. No extremo do potiguar, mar encontra sertão na Costa Branca
  8. «Descoberta do Rio Grande – RN». Consultado em 10 de outubro de 2011. Arquivado do original em 29 de março de 2012 
  9. http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2011/01/minas-de-sal-atraem-turistas-em-areia-branca-no-rio-grande-do-norte.html

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]