Cotiporã

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Cotiporã
"A Jóia da Serra Gaúcha"
Bandeira de Cotiporã
Brasão de Cotiporã
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 12 de maio de 1982 (36 anos)
Gentílico cotiporanense
Lema Aqui a vida é melhor
Padroeiro(a) Nossa Senhora da Saúde
CEP 95335-000
Prefeito(a) José Carlos Breda (PP)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Cotiporã
Localização de Cotiporã no Rio Grande do Sul
Cotiporã está localizado em: Brasil
Cotiporã
Localização de Cotiporã no Brasil
28° 59' 38" S 51° 41' 45" O28° 59' 38" S 51° 41' 45" O
Unidade federativa Rio Grande do Sul
Mesorregião Nordeste Rio-grandense IBGE/2008 [1]
Microrregião Caxias do Sul IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Veranópolis, Bento Gonçalves, Fagundes Varela, Dois Lajeados, São Valentim do Sul e Veranópolis
Distância até a capital 160 km
Características geográficas
Área 172,375 km² [2]
População 4 004 hab. est. IBGE/2016[3]
Densidade 23,23 hab./km²
Altitude 609 m
Clima subtropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,82 muito alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 67 418,809 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 13 996,02 IBGE/2008[5]
Página oficial
Prefeitura http://www.cotipora.rs.gov.br

Cotiporã é um município do estado do Rio Grande do Sul, no Brasil. É denominada "a Joia da Serra Gaúcha", devido à beleza de suas joias, fabricadas em diferentes fábricas da cidade. É também conhecida como a cidade dos esportes radicais, sendo um dos mais difundidos o rafting, no rio Carreiro.

História[editar | editar código-fonte]

Oficialmente por volta de 1887, as primeiras famílias de imigrantes italianos penetraram em suas matas virgens, outrora, habitadas por índios tupis-guaranis, formando-se o núcleo urbano que recebeu o nome de Monte Vêneto, em homenagem à região do Vêneto, Itália, de onde eram procedentes. Sua ocupação populacional deveu-se, além dos imigrantes italianos (Vicentinos, Trevisanos e Beluneses) que foram sua maioria, também por famílias polonesas e, em menor escala, de famílias alemãs. [6]

Monte Vêneto pertencia a Alfredo Chaves, hoje Veranópolis. No ano de 1939, durante a Segunda Guerra Mundial, o Decreto nº 7842 de 20 de junho forçou a comunidade a mudar o nome de Monte Vêneto para Cotiporã.[7] O nome Cotiporã, origina-se do tupi-guarani, "coti", que significa canto, lado, aposento e de "porã", bonito. Seu significado, portanto, é lugar bonito, região bonita ou moradia bonita, justificado pelas suas belezas naturais. [8]

Em maio 1982, através de um plebiscito, a população decidiu por se tornar independente. Através da Lei estadual nº 7.652 de 12 de maio de 1982 Cotiporã conquista sua emancipação política. [9]

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município pertence à Mesorregião do Nordeste Rio-Grandense e à Microrregião de Caxias do Sul estando localizado a uma latitude 28º59'40" sul e a uma longitude 51º41'45" oeste, com altitude de 609 metros. Possui uma área de 172,375 km² e dista 155 km da capital do estado, Porto Alegre. Faz divisa com os municípios de Fagundes Varela ao norte, Veranópolis a nordeste, Bento Gonçalves a sudeste, Santa Tereza e Monte Belo do Sul a sul, São Valentim do Sul a sudoeste e Dois Lajeados a oeste.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Estimativas populacionais para os municípios e para as Unidades da Federação brasileiros em 01.07.2016» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 23 de junho de 2017 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. «A Origem dos Municípios» (PDF). Giovani Cherini. Consultado em 20 de março de 2018 
  7. «Topônimos na RCI: Resgate da Identidade Cultural» (PDF). filologia.org.br. Consultado em 20 de março de 2018 
  8. «História de Cotiporã». meuguia.tur.br. Consultado em 20 de março de 2018 
  9. «Cotiporã comemora 35 anos de emancipação política». Studio FM. Consultado em 20 de março de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Veja também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio Grande do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.