Craig Jones

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o piloto de motos, veja Craig Jones (piloto de motos).
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Janeiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde junho de 2010).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Emblem-scales.svg
A neutralidade deste(a) artigo ou se(c)ção foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão. (desde dezembro de 2009)
Justifique o uso dessa marca na página de discussão e tente torná-lo mais imparcial.
Craig Jones
Craig Jones no Mayhem
Craig no Mayhem Festival
Informação geral
Também conhecido(a) como 133 (133MHz), The Pinhead, The Silent One, The Killer
Nascimento 11 de fevereiro de 1972 (45 anos)
Origem Des Moines, Iowa
País  Estados Unidos
Instrumento(s) Samples
Media
Teclados
Guitarra
Afiliação(ões) Slipknot
Página oficial www.Slipknot1.com
| altura      = 1,70

Craig Michael Jones (nascido em 11 de fevereiro de 1972 (45 anos) tem 1,70 de altura é o programador, tecladista e sampler da banda Slipknot . É também conhecido como 133 MHz.

Pode-se dizer que Craig Jones foi o 'primeiro' compositor digital na cena do metal contemporâneo, é considerado um dos maiores da atualidade. Craig é conhecido por ser muito quieto, misterioso e por não ser muito visto sem sua máscara. Seu número é #5.

Sobre Craig:[editar | editar código-fonte]

Craig originalmente entrou na banda como guitarrista, substituindo Donnie Steele, mas um certo tempo depois foi substituído por Mick Thomson, então Craig pôde se concentrar nos samplers e teclados, trazendo samples de atores famosos como Al Pacino na mixagem de músicas famosas, como '(SIC)', onde seu sampler toca o som:'Here Comes The Pain'. Craig costumava subir no palco com o laptop e o controlador de samplers, pois ele não conseguia fazer seus próprios módulos ainda. Muitos se perguntam o que ele faz na banda, acham ele desnecessário na banda, pois pouco se escuta ao seu respeito, ao contrario do que dizem, ele faz a introdução de Prelude 3.0, (Sic), 515, Pulse of the Maggots, os teclados em Duality, Dead Memories, Sulfur, Vermilion, The Nameless, Snuff e o começo de 'Til We Die. Alguns fãs da banda até não encontram ele nos shows de tão quieto e misterioso, até hoje ele nunca falou em nenhuma entrevista, nem na entrevista coletiva da morte de Paul Gray.

Máscara[editar | editar código-fonte]

A primeira máscara de Craig, foi apenas uma meia-calça em sua cabeça com uma camisa. Em alguns shows ele usou uma mascara de Lobo. Mais tarde usou um velho capacete de mergulho, pintado de preto e com espetos. No álbum IOWA, Craig usou uma mascara de latex com espetos e um zíper na boca. No Vol 3, a sua máscara não mudou, apenas tirou os espetos que já não são tão grandes e agora se movem com mais facilidade para perder a pressão.

Atualmente sua mascara tem espetos maiores do que o normal e é uma das mascaras que mais chama a atenção. Frequentemente, Craig se "empolga" nos shows, sacudindo a sua cabeça, fazendo com que os espinhos de sua máscara, voem longe.

Há muito tempo atrás, em um dos shows do Slipknot no Mary's, alguém chegou perto de se ferir. Um Fã veio por trás dele para falar com ele, mas o Tecladista não conseguiu ouvir nada, pois sua máscara impede a passagem de sons. Quando o Fã chegou perto dele dando um tapinha em seu ombro e pedindo um autografo. Como ele não estava esperando ninguém, virou com tudo e um de seus espetos quase pegaram em uma garota que estava perto dele. Como Paul Gray e Shawn Crahan estavam por perto de Craig, tiveram a sorte de segura-lo e salvar a garota.

A máscara com espetos teria como influência o personagem do filme de terror Hellraiser, Pinhead, que também tem espetos na cabeça idênticos ao de Craig Jones

Equipamento[editar | editar código-fonte]

  • Notebook.
  • Sequenciador Sonar.
  • Korg MicroKontrol 49 Midi keyboard.
  • Pad controller.

Discografias[editar | editar código-fonte]

Shows no Brasil[editar | editar código-fonte]

Craig já se apresentou 6 vezes com o Slipknot no Brasil.

  • São Paulo e Rio de Janeiro em 2005, na turnê Vol. 3: Subliminal Verses.
  • Rio de Janeiro em 25 de Setembro de 2011, Rock In Rio IV.
  • São Paulo em 19 de Outubro de 2013, Monster Of Rock.
  • Rio de Janeiro em 25 de Setembro de 2015, Rock In Rio V.
  • São Paulo em 27 de Setembro de 2015, na turnê Vol. 5: The Gray Chapter.
  • ele é muito misterioso

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Craig sempre é o ultimo a sair dos shows.
  • Era o webmaster do site oficial da banda (www.slipknot1.com), onde sua mulher o ajudava, mas após se divorciarem, o site ficou fora do ar por um longo tempo.
  • Uma das diversões de Craig é jogar Quake 3, onde usa o nick de "ZZ 5" e seu personagem tem sua própria aparência.
  • Durante entrevistas, Craig cobre seus olhos com uma tira de couro para evitar ser visto.
  • Craig é o mais quieto entre todos os integrantes da banda.
  • Craig não fez parte da gravação de M.F.K.R, mas mesmo assim sua foto aparece no encarte do CD.
  • Os samples foram colocados juntos por Anders e Sean Mcmahom depois que o álbum M.F.K.R foi gravado.
  • Seu sampler foi integrado às músicas do M.F.K.R como "Gently", que começa com um trecho retirado do filme "Falling Down".
  • Craig compôs a música "Killers Are Quiet" do M.F.K.R.

Licações externas[editar | editar código-fonte]

Slipknot oficial website